Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Altos níveis de colesterol podem dificultar gravidez

Altos níveis de colesterol podem dificultar gravidez

21/05/2014 Da Redação

Estudo aponta que, quanto mais elevada a taxa de colesterol da mulher ou do homem, menor a probabilidade de engravidar.

Altos níveis de colesterol podem reduzir a fertilidade de uma pessoa, de acordo com um estudo publicado nesta terça-feira no periódico The Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism(JCEM).

A pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Saúde, Universidade de Buffalo e Universidade Emory, nos Estados Unidos, constatou que mulheres demoram mais para engravidar se elas ou os maridos têm colesterol alto.

"Nossos resultados sugerem que quem deseja ter um filho precisa ter um nível de colesterol aceitável", diz Enrique Schisterman, coautor da pesquisa.

Participaram do estudo 501 casais que tentavam engravidar sem tratamento, de 2005 a 2009. Todos faziam parte de um estudo que examinava a relação entre fertilidade e exposição a produtos químicos e estilo de vida.

As mulheres tinham de 18 a 44 anos, e os homens, mais de 18 anos. Os participantes foram acompanhados até a gravidez ou um ano de tentativa.

A partir de amostras de sangue retiradas dos voluntários, os pesquisadores mediram o nível de colesterol livre, sem diferenciá-lo por frações como HDL e LDL, popularmente como colesterol "bom" e "ruim", respectivamente. A tese dos pesquisadores é de que o colesterol está relacionado à fertilidade por ser utilizado na produção de hormônios sexuais, como a testosterona e o estrogênio.

Os pesquisadores constataram que os casais que não conseguiam engravidar durante o estudo apresentavam as maiores concentrações. "O alto nível de colesterol não só aumenta os riscos de doenças cardiovasculares, como reduz as chances de um casal engravidar", diz Schisterman.



Violência “no touch”

O assédio moral pode trazer sequelas emocionais e físicas.


Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Dicas para manter uma pele saudável e bem cuidada.

Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Fevereiro é mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Embora sejam doenças que não têm cura o diagnóstico precoce e correto pode garantir melhor qualidade de vida aos pacientes.

Fevereiro é mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

O implante de próteses nos seios é uma das cirurgias plásticas mais procuradas pelas brasileiras.

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo foca em crianças e jovens

Nesta primeira etapa serão enviadas 660 mil doses da tríplice viral, destinadas a crianças e jovens entre 5 e 19 anos.

Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo foca em crianças e jovens

Como utilizar corretamente o protetor solar

Dicas simples que podem te ajudar de forma correta este produto indispensável para a saúde.

Como utilizar corretamente o protetor solar

Transtorno de conduta infantil

O Transtorno de conduta (TC) não é uma simples desobediência.


Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que as vacinas das crianças e dos adolescentes estejam em dia.

Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

Artrose nas mãos é comum, mas pode ser evitada

Doença normalmente associada à idade avançada, pode se manifestar muito cedo, causando dores e limitações motoras, mas é possível atenuar seus efeitos.

Artrose nas mãos é comum, mas pode ser evitada

Dia Nacional da Mamografia: um alerta sobre a importância do exame

Prevenção pode detectar lesões assintomáticas e possibilita tratamento do câncer de mama em fase inicial.

Dia Nacional da Mamografia: um alerta sobre a importância do exame

Hanseníase: entenda a doença

Considerada uma das doenças mais antigas do mundo, a Hanseníase foi registrada pela primeira vez no século 6 a.C., sendo conhecida naquela época como lepra.


Brasil terá 625 mil novos casos de câncer por ano até 2022

Para a população infantojuvenil são esperados mais de 8 mil casos, diz Inca.

Brasil terá 625 mil novos casos de câncer por ano até 2022