Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Brasil exporta medicamento para transplantados

Brasil exporta medicamento para transplantados

22/11/2005 Divulgação

O Brasil é o país que apresenta o maior crescimento no número de cirurgias de transplante de órgãos.

Em 2004 foram realizadas 13 mil cirurgias, um aumento de 70% em comparação com 2002. Quando se fala em transplantes, uma das grandes preocupações é a rejeição do novo órgão. Os medicamentos utilizados para evitar essa resposta do organismo são os imunoreguladores.

A aparição no final da década de 1970 da Ciclosporina, a primeira droga criada para regular a resposta imunológica, foi a grande virada na história dos transplantes. A sobrevida passou a ser a regra e não a exceção. É aí que o Brasil sai na frente.O Grupo EMS-Sigma Pharma, uma farmacêutica 100% nacional, é a única indústria da América Latina a produzir a Ciclosporina Microemulsão, atualmente padrão mundial de uso. Ao lançar o Sigmasporin Microral e a Ciclosporina genérica, a empresa contribuiu para a geração de uma concorrência inédita no mercado.

Os produtos da Sigma Pharma são os únicos que passaram por testes de bioequivalência e biodisponibilidade, ou seja, podem substituir o medicamento de referência, sem a necessidade de período de adaptação. Com isso, a Ciclosporina já foi vendida no Brasil por apenas US$ 0,80, enquanto no Canadá, por exemplo, pode custar mais de US$ 24,00 (a cápsula).

Produzir um medicamento de alta complexidade como a Ciclosporina não beneficia somente o mercado interno. Os produtos fabricados pelo Grupo permitem à empresa ser a primeira a exportar medicamentos para a Europa, abrindo grandes perspectivas para o mercado farmacêutico nacional. 



Como garantir a qualidade de ar do seu negócio para reabertura pós-pandemia

Um dos sintomas associados a não renovação do ar é a dor de cabeça e a sonolência.

Como garantir a qualidade de ar do seu negócio para reabertura pós-pandemia

Periferias são mais vulneráveis ao coronavírus

Informalidade e desigualdade urbana sãos as principais causas.

Periferias são mais vulneráveis ao coronavírus

O mundo pós Coronavírus

A presente época de pandemia impôs aos seres humanos uma condição inusitada: isolamento social.


Jogos, tecnologia e exercícios físicos são aliados dos idosos durante distanciamento social

Atividades são grandes aliadas na preservação da saúde física e mental durante esse período.

Jogos, tecnologia e exercícios físicos são aliados dos idosos durante distanciamento social

Entenda por que obesos estão no grupo de risco

No Brasil, uma a cada cinco pessoas são obesas.

Entenda por que obesos estão no grupo de risco

Tempo demais no celular faz mal à visão das crianças

Os pais precisam ficar atentos aos sinais no comportamento dos pequenos.

Tempo demais no celular faz mal à visão das crianças

Pandemia reduz procura no atendimento por câncer de mama

Levantamento foi realizado pela Sociedade Brasileira de Mastologia


Como aumentar a produção de colágeno para o rosto e corpo

Descubra os alimentos que aumentam a produção de colágeno para o rosto, cabelos e unhas. Dicas importantes de como produzir colágeno natural.


Pesquisa estima que casos confirmados são 35% dos sintomáticos

Percentual é melhor que de abril quando proporção era de 15%.

Pesquisa estima que casos confirmados são 35% dos sintomáticos

Por que o Coronavírus é mais perigoso para os idosos?

Entre as razões está a capacidade de resposta do sistema imunológico, que fica mais lenta e fraca à medida em que a pessoa envelhece.

Por que o Coronavírus é mais perigoso para os idosos?

Por que no outono os cabelos caem mais?

Com a chegada do outono/inverno, cai a incidência de luminosidade e as temperaturas ficam cada vez mais baixas.

Por que no outono os cabelos caem mais?

As dores musculares não podem ser ignoradas

Sofrer com dores não é normal e elas não devem ser ignoradas, ainda mais em tempo de pandemia.

As dores musculares não podem ser ignoradas