Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Caminhada com dores nas pernas requer tratamento

Caminhada com dores nas pernas requer tratamento

26/04/2006 Da Redação

As dores que aparecem nas pernas ao caminhar podem ser um alerta indicando que a circulação sangüínea não está ocorrendo de maneira adequada. A alteração no fluxo de sangue nas artérias, dependendo da localização, pode levar a derrame (acidente vascular cerebral), infarto, arritmia, pressão alta e o funcionamento irregular dos rins. Essas dores, na verdade, são um sinal do organismo de que algo está errado e tem o nome de "Claudicação". Cerca de 5% das pessoas entre 55 e 60 anos apresentam esse problema, mas pode também acometer jovens, principalmente quem fuma.

As dores decorrentes de circulação insuficiente, geralmente se localizam nas panturrilhas, podendo ainda atingir outras partes, durante a caminhada. Segundo o angiologista e cirurgião vascular José Marcelo Coutinho de Melo, a princípio e nos casos mais leves, a dor se manifesta somente quando a pessoa caminha e desaparece quando pára de andar ou descansa. Contudo, reaparece assim que a caminhada é retomada. 

Ele explica que a Claudicação é causada por uma deficiente circulação do sangue nas pernas, decorrente de obstrução de artérias. Dessa forma, as dores surgem pela redução no fluxo de sangue e oxigênio, cuja demanda é aumentada com a prática do exercício físico.

Além do tabagismo, outras causas estão relacionadas à doença em qualquer idade, sobretudo em homens acima de 45 anos e mulheres com mais de 55. Segundo Melo, níveis de colesterol e triglicérides elevados, diabetes e pressão alta também são fatores importantes no aparecimento da Claudicação.

Há vários tratamentos para essa doença e a indicação depende da gravidade de cada caso e se existem outros problemas associados. Entretanto, antes de iniciar qualquer um deles, é recomendável sempre que o paciente, caso seja fumante, pare de fumar. 
Os casos mais leves, conforme Melo, são tratados com medicamentos para dilatar os vasos e, com isso, facilitar a circulação de sangue, disponibilizando mais oxigênio para os músculos. Outros remédios também são indicados para diminuir os níveis de colesterol, triglicérides, glicose e a formação de coágulos, assim como aqueles para controle da pressão arterial. 

Na maioria dos casos de Claudicação, o uso de medicamentos e atividades físicas proporcionam uma boa melhora. A cirurgia é indicada em casos mais graves para pacientes que, ao caminhar, a distância sem dor percorrida é tão pequena que acaba interferindo na sua qualidade de vida.
 
A doença pode ser prevenida com hábitos saudáveis como não fumar, praticar exercícios físicos regularmente, controlar o colesterol, a pressão alta e o diabetes. Melo lembra que a caminhada é um exercício extremamente benéfico neste caso.



Violência “no touch”

O assédio moral pode trazer sequelas emocionais e físicas.


Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Dicas para manter uma pele saudável e bem cuidada.

Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Fevereiro é mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Embora sejam doenças que não têm cura o diagnóstico precoce e correto pode garantir melhor qualidade de vida aos pacientes.

Fevereiro é mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

O implante de próteses nos seios é uma das cirurgias plásticas mais procuradas pelas brasileiras.

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo foca em crianças e jovens

Nesta primeira etapa serão enviadas 660 mil doses da tríplice viral, destinadas a crianças e jovens entre 5 e 19 anos.

Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo foca em crianças e jovens

Como utilizar corretamente o protetor solar

Dicas simples que podem te ajudar de forma correta este produto indispensável para a saúde.

Como utilizar corretamente o protetor solar

Transtorno de conduta infantil

O Transtorno de conduta (TC) não é uma simples desobediência.


Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que as vacinas das crianças e dos adolescentes estejam em dia.

Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

Artrose nas mãos é comum, mas pode ser evitada

Doença normalmente associada à idade avançada, pode se manifestar muito cedo, causando dores e limitações motoras, mas é possível atenuar seus efeitos.

Artrose nas mãos é comum, mas pode ser evitada

Dia Nacional da Mamografia: um alerta sobre a importância do exame

Prevenção pode detectar lesões assintomáticas e possibilita tratamento do câncer de mama em fase inicial.

Dia Nacional da Mamografia: um alerta sobre a importância do exame

Hanseníase: entenda a doença

Considerada uma das doenças mais antigas do mundo, a Hanseníase foi registrada pela primeira vez no século 6 a.C., sendo conhecida naquela época como lepra.


Brasil terá 625 mil novos casos de câncer por ano até 2022

Para a população infantojuvenil são esperados mais de 8 mil casos, diz Inca.

Brasil terá 625 mil novos casos de câncer por ano até 2022