Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Campanha pelo parto normal

Campanha pelo parto normal

14/03/2008 Divulgação

Até recentemente o Brasil detinha a liderança mundial em cesarianas, superando em muito o índice preconizado pela Organização Mundial de Saúde que é de 15%. Em algumas maternidades, atinge níveis superiores a 80%.

De acordo com informações da Agência Nacional de Saúde Suplementar, em 2005, a média de cesarianas foi de 75,60% nas operadoras de planos de saúde. O parto, exceto o de alto risco, é um acontecimento natural, com vantagens para a mãe e para o filho. É mais seguro, de menor sofrimento para a gestante, de recuperação imediata, amamentação instantânea, não deixa cicatriz nem trauma perineal e é de maior interação entre a mãe e o bebê.

 

Consciente do seu papel social, a Abramge - Associação Brasileira de Medicina de Grupo, que desde 1999 vem discutindo o assunto e desenvolvendo ações no sentido de privilegiar o parto normal, como o fez por meio dos seus tradicionais prêmios de Medicina e de Jornalismo, instituiu o programa Parto É Normal em que se intensifica a campanha para redução dos níveis de cesáreas em suas empresas associadas, as que melhor se situam dentre os vários segmentos da saúde suplementar, conforme quadro abaixo.

 

Nesse sentido, vem promovendo um Road Show por todo o país, tendo sido agendada para o próximo dia 28 a etapa de Belo Horizonte, em que propõe um processo educativo e de mudança comportamental, para privilegiar o parto normal. Entre os incentivos, esse programa prevê a entrega de delicado pingente folheado a ouro para as gestantes que optarem pelo parto normal, que será distribuído pelas operadoras de planos de saúde associadas à Abramge.

Fonte: Abramge 



Pandemia aumenta uso de ansiolíticos, antidepressivos e estabilizadores de humor

Medicações têm efeitos danosos, inclusive com risco de morte.

Pandemia aumenta uso de ansiolíticos, antidepressivos e estabilizadores de humor

Por que roncamos ao dormir de barriga para cima?

Entenda como as diferentes posições para dormir interferem no funcionamento do organismo.

Por que roncamos ao dormir de barriga para cima?

Dia Mundial do Alzheimer visa desmistificar o preconceito sobre a doença

"Conhecer demência é conhecer Alzheimer" é tema de campanha em 2021.

Dia Mundial do Alzheimer visa desmistificar o preconceito sobre a doença

Estamos esperando o quê?

Uma pesquisa rápida no Google Trends aponta o que qualquer cidadão do mundo já sabe: o termo mais mencionado e pesquisado no ano passado foi “Coronavírus”.

Estamos esperando o quê?

Proteção da CoronaVac em pessoas com comorbidade é superior a 90%

Pesquisa analisa 5 mil profissionais de educação e da segurança pública da rede estadual lotados em Manaus.

Proteção da CoronaVac em pessoas com comorbidade é superior a 90%

Fisioterapia precoce é essencial no tratamento da artrite idiopática juvenil

Doença é autoimune e pode afetar bebês e crianças pequenas.

Fisioterapia precoce é essencial no tratamento da artrite idiopática juvenil

Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma 

Estudo aponta que declínio do risco pode chegar a 73%.

Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma 

“Agir salva vidas” é tema de campanha Setembro Amarelo 2021

Campanha para reduzir índices de suicídio é uma iniciativa da ABP e do Conselho Federal de Medicina.

“Agir salva vidas” é tema de campanha Setembro Amarelo 2021

Por que terceira dose de vacina contra Covid é importante e necessária

Variantes do vírus fazem com que seja necessário "treinar" o organismo para poder prevenir infecções.

Por que terceira dose de vacina contra Covid é importante e necessária

Tabagismo aumenta chances de casos graves da Covid-19

Relação entre fumo e doença é mais um motivo importante para a decisão de parar de fumar

Tabagismo aumenta chances de casos graves da Covid-19

Dicas de alimentação na TPM, gravidez e menopausa

Toda mulher passa por diferentes fases no ciclo fértil.

Dicas de alimentação na TPM, gravidez e menopausa

Número de mortes por paradas cardíacas aumenta durante a pandemia

Pesquisa mostra que procura por atendimento hospitalar por AVC e ataques cardíacos sofreu redução no período.

Número de mortes por paradas cardíacas aumenta durante a pandemia