Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Cirurgias plásticas reparadoras

Cirurgias plásticas reparadoras

30/06/2010 Divulgação

O último levantamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, SBCP, revelou que anualmente cerca de 54.300 pessoas precisam de uma cirurgia plástica após uma queimadura, um acidente de carro ou doméstico, além de outras formas de violência.

Quase 100% destes casos acabam sendo absorvidos pelo Serviço Único de Saúde, que não tem estrutura ou recursos para atender toda esta demanda. “A plástica reparadora, quase sempre, funciona como o próximo capítulo de vida, após um episódio violento, ou seja, é uma chance da vítima voltar a ter uma vida normal”, diz o cirurgião plástico Ruben Penteado, diretor do Centro de Medicina Integrada, em São Paulo. A cirurgia reparadora mais frequente é primordialmente a retirada de tumor (43%). Com menos expressão surgem as intervenções resultantes de acidentes urbanos (13%), domésticos (7%), defeitos congênitos e queimaduras (12% em cada).

Diferentemente da lipoaspiração ou do implante de silicone, esse tipo de plástica não tem foco na estética e entra no grupo de cirurgias reparadoras. Os números mostram que, nessa categoria, a violência só perde para os tumores - reconstrução de mama e pele, em caso de câncer - que responderam por 74 mil dos 150 mil procedimentos mapeados. Por mais que as estatísticas dos estragos proporcionados pelos atos violentos impressionem os médicos (14,6% do total), muitos afirmam ainda que os índices estão subestimados. “As plásticas para reverter as cicatrizes das queimaduras, provocadas por álcool ou gasolina, muitas vezes, não são contabilizadas apropriadamente, bem como os acidentes de trânsito, os atropelamentos e até as mordidas humanas, que arrancam orelhas e a ponta do nariz”, conta Ruben Penteado.



A perda auditiva se manifesta em qualquer idade

A perda auditiva é uma queixa quase diária no consultório do otorrinolaringologista.

A perda auditiva se manifesta em qualquer idade

O consumidor é obrigado a dar o CPF nas farmácias?

Um ponto de dúvida para as pessoas, mas que é importante ter clareza, a exigência de CPF é ilegal para o fornecimento de descontos pelas farmácias.

O consumidor é obrigado a dar o CPF nas farmácias?

Governo lança campanha de combate ao mosquito da dengue

Casos aumentaram em 12 estados em relação ao ano passado.

Governo lança campanha de combate ao mosquito da dengue

Estamos todos saindo da UTI?

Nas últimas semanas, esses ambientes estão diferentes do que vivenciamos ao longo de quase 20 meses.

Estamos todos saindo da UTI?

Por que o autismo em meninas é menos comum?

Elas têm mais autoconsciência, senso de empatia e tenta “se encaixar” mais socialmente que eles.

Por que o autismo em meninas é menos comum?

Pesquisa comprova maior eficácia de teste HPV para detecção de câncer

Estatuto da Pessoa com Câncer é sancionado

Passa a ser direito fundamental da pessoa com câncer a obtenção de diagnóstico precoce e acesso a tratamento universal.

Estatuto da Pessoa com Câncer é sancionado

Mulheres têm mais risco de sofrer infarto do que os homens

A quantidade de pessoas que sofrem com problemas cardiorrespiratórios no Brasil é tão significativa que sobram estatísticas para contar a história.

Mulheres têm mais risco de sofrer infarto do que os homens

Médico adota técnica para apoiar pessoas a envelhecer sem dor

Segundo Dr. Geraldo Carvalhaes, casos de dor crônica também afetam pessoas mais jovens.

Médico adota técnica para apoiar pessoas a envelhecer sem dor

Você é um Hipocondríaco?

Quando a preocupação com a saúde vira doença.

Você é um Hipocondríaco?

Número de prematuros aumenta no Brasil

Média de prematuridade no país atingiu 11,1% em 2020 e aumento pode estar ligado ao covid-19.

Número de prematuros aumenta no Brasil

40% dos clientes de plano de saúde usam o SUS

Pesquisa da Anab foi realizada com 1.006 usuários da saúde suplementar em todo o Brasil no mês de setembro.

40% dos clientes de plano de saúde usam o SUS