Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Crianças com rinite podem sofrer deformidades faciais graves

Crianças com rinite podem sofrer deformidades faciais graves

13/05/2006 Divulgação

Rinite é uma das principais causadoras de obstrução respiratória, forçando crianças e adolescentes a respirar de forma errônea. Associada a uma série de doenças, os médicos constataram que quem sofre de rinite deixa a "porta aberta" para co-morbidades como otites, amidalites sinusites e outras infecções. Mas o alerta do médico chefe do Grupo de Alergia em Otorrinolaringologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, João Ferreira de Mello Júnior, é que pacientes riníticos podem chegar às deformações faciais. "Essa é uma conseqüência encontrada em quem tem o nariz constantemente entupido e se habitua a respirar pela boca", esclarece.

Ao inspirar e expirar pela boca uma vez que o nariz está obstruído para defender o organismo de um ´pseudo-agressor`o paciente experimenta desde desconforto respiratório até alterações faciais e bucais graves. E nos primeiros anos de vida, quando o crescimento da estrutura facial é maior que a do crânio, a respiração oral interfere em atividades como respirar, mastigar, deglutir e falar. Conseqüentemente, a criança poderá ter a face alongada e estreita, sofrer alterações do palato e da arcada dentária. Assim, quanto mais tempo ele passar respirando errado, maiores serão as alterações em sua face. "A intervenção precoce de médicos minimiza as conseqüências dessa respiração oral", alerta o alergologista.

E estes não são os únicos desconfortos. O rinítico que respira pela boca altera o posicionamento da língua. Os lábios entreabertos interferem nas atividades de mastigação, deglutição e fala. Sem contar que a criança fica mais propensa a ter aftas, gengivites e até cáries. "Esse paciente compromete todo o desenvolvimento de seu rosto, que sofre estas deformações e não cresce como deveria", alerta o alergologista. 

A intervenção tardia faz com que esse paciente precise de acompanhamento simultâneo de vários especialistas, como explica Mello Júnior. "Nesse estágio, serão necessários fonoaudiólogo, ortodontista e médico, que trabalharão para que o paciente volte a respirar pelo nariz", avalia. "E ao mesmo tempo é preciso tratar da rinite adequadamente". A constatação, diz o médico, é que quanto mais cedo a doença for diagnosticada e combatida, menores conseqüências ela trará.

"A rinite não é considerada grave, porque não mata, mas está relacionada com uma série de co-morbidades que a tornam extremamente prejudicial", adverte o médico. Assim, não é difícil encontrar alérgicos que têm a vida profissional, pessoal ou escolar prejudicada pelos transtornos que a doença provoca a cada alérgeno identificado: nariz entupido, coriza, coceira, irritação na garganta e nos olhos.



Vacina para a Covid-19, o que precisamos saber

Qualquer notícia sobre a produção das vacinas contra a Covid-19 sempre deixa a população mundial esperançosa.

Vacina para a Covid-19, o que precisamos saber

Ministério da Saúde lança campanha de amamentação

Amamentação reduz mortalidade infantil e risco de câncer de mama.

Ministério da Saúde lança campanha de amamentação

Seminário internacional sobre autismo aborda ética no tratamento

No dia 22 de agosto, acontece o XVIII Seminário Internacional do Instituto LAHMIEI - Autismo da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).


Como saber se tenho bruxismo?

Dor na mandíbula e cabeça ao acordar são sintomas comuns.

Como saber se tenho bruxismo?

As novas maneiras de olhar e cuidar da saúde física e mental

Muito tem se falado sobre o impacto da pandemia e do distanciamento social na vida das pessoas.


Consultas odontológicas diminuem 80% durante a pandemia

Pesquisa feita pela UFPel diz respeito às consultas odontológicas na rede pública.

Consultas odontológicas diminuem 80% durante a pandemia

Aspectos emocionais do câncer

O câncer coloca a pessoa em situação limite, pois carrega o estigma da morte e do sofrimento.


Vacinas: destrinchando as fases da produção

A história do processo de produção das vacinas remonta aos trabalhos realizados pelo naturalista e médico inglês Edward Jenner, no final do século XVIII.

Vacinas: destrinchando as fases da produção

Lançado e-book com rotina de médicos em UTIs na pandemia

Prosas, versos e muita emoção mostram a nova realidade dos profissionais.


Síndrome de Burnout deve atingir diversos profissionais pós-pandemia

Cansaço, fadiga e estresse no trabalho podem ser mais sérios do que se imagina

Síndrome de Burnout deve atingir diversos profissionais pós-pandemia

Qual é o plano futuro para o setor de saúde depois da pandemia?

O setor de saúde deverá se reinventar, assim como vários setores da economia.

Qual é o plano futuro para o setor de saúde depois da pandemia?

Baixa adesão faz Ministério da Saúde ampliar campanha contra sarampo

Pessoas de 20 a 49 anos poderão se vacinar até o dia 31 de agosto, em todo o país.

Baixa adesão faz Ministério da Saúde ampliar campanha contra sarampo