Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Dia Mundial Sem Tabaco

Dia Mundial Sem Tabaco

27/05/2019 Divulgação

Cigarro é o responsável por mais de 400 mortes por dia no Brasil e mais de 50 mil casos de cânceres.

Dia Mundial Sem Tabaco

Dia 31 de maio é uma data importante para falar sobre algo que está em quase todas as rodas de conversa: o cigarro. Milhões de pessoas morrem todos os anos de doenças relacionadas ao cigarro. O Dia Mundial sem Tabaco serve para conscientizar sobre os malefícios causados pelo tabagismo, além de alertar sobre as doenças que esse hábito pode causar.

O cigarro contém mais de 4 mil substâncias químicas, das quais pelo menos 70 são cancerígenas, e, por meio delas, aumenta o risco de câncer de pulmão, leucemia mielóide aguda, boca, garganta, pescoço, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, colo de útero, bexiga, rins, ossos e vários outros. O cigarro é responsável por, pelo menos, 40% de todas elas. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), no Brasil cerca de 428 pessoas morrem por dia em decorrência da dependência à nicotina. 

Ainda de acordo com o INCA, das mortes causadas pelo tabaco, 50.413 são por cânceres; 31.120 por doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC); 17.972 por tabagismo passivo; 10.900 por pneumonia e 10,900 por acidente vascular cerebral (AVC).

Segundo o Oncologista do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, Rodolfo Gadia, caso haja uma predisposição genética, o risco para o desenvolvimento do câncer aumenta de maneira significativa. “O mais relatado é o câncer de pulmão, com 90% dos casos, e, entre os 10% restantes, um terço é de fumantes passivos. Ou seja, é uma questão de saúde pública, pois, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é considerado a principal causa de morte evitável”, disse.

Gadia garante que sempre é tempo de abandonar o hábito de fumar. “O primeiro passo, e o mais fundamental, é realmente querer. Apesar de todas as campanhas e informações disponíveis, a decisão é individual e precisa partir do próprio fumante”, afirma.

“Para isso, é muito importante saber que esse momento deve ser planejado. O fumante deve marcar uma data dentro dos próximos 15 dias e optar entre deixar de forma abrupta ou gradual. Nos primeiros dias sem fumar, o corpo já começa a adaptar-se ao funcionamento normal na ausência da nicotina. Mas, com essa mudança, é comum aparecerem alguns sintomas conhecidos como ‘síndrome de abstinência’, como: dor de cabeça, formigamento nas mãos e pés, ansiedade, tosse e, principalmente, uma vontade intensa de fumar”, completa o médico.

O oncologista acredita que os motivos pelos quais os fumantes têm tanta dificuldade em cessar o tabagismo são diversos fatores orgânicos, sociais e genéticos. Segundo ele, cerca de 70% dos fumantes querem abandonar o vício e não conseguem, o que é nítido pelo grande número de tentativas e recaídas.

“ Algumas dicas são importantes e ajudam nessa fase, como: beber água gelada, mascar gengibre ou chiclete sem açúcar. Estes itens devem estar sempre à mão de quem está deixando de fumar. Outra dica imprescindível é praticar atividade física. Além disso, o apoio da família e dos amigos ajuda a garantir o sucesso. Também é fundamental procurar ajuda de um profissional de saúde. Pode parecer difícil no início, mas é importante não desistir, porque os benefícios serão maiores do que qualquer sofrimento durante todas as tentativas”, finaliza o oncologista Rodolfo Gadia.

Fonte: Prelo Comunicação



Jogos, tecnologia e exercícios físicos são aliados dos idosos durante distanciamento social

Atividades são grandes aliadas na preservação da saúde física e mental durante esse período.

Jogos, tecnologia e exercícios físicos são aliados dos idosos durante distanciamento social

Entenda por que obesos estão no grupo de risco

No Brasil, uma a cada cinco pessoas são obesas.

Entenda por que obesos estão no grupo de risco

Tempo demais no celular faz mal à visão das crianças

Os pais precisam ficar atentos aos sinais no comportamento dos pequenos.

Tempo demais no celular faz mal à visão das crianças

Pandemia reduz procura no atendimento por câncer de mama

Levantamento foi realizado pela Sociedade Brasileira de Mastologia


Como aumentar a produção de colágeno para o rosto e corpo

Descubra os alimentos que aumentam a produção de colágeno para o rosto, cabelos e unhas. Dicas importantes de como produzir colágeno natural.


Pesquisa estima que casos confirmados são 35% dos sintomáticos

Percentual é melhor que de abril quando proporção era de 15%.

Pesquisa estima que casos confirmados são 35% dos sintomáticos

Por que o Coronavírus é mais perigoso para os idosos?

Entre as razões está a capacidade de resposta do sistema imunológico, que fica mais lenta e fraca à medida em que a pessoa envelhece.

Por que o Coronavírus é mais perigoso para os idosos?

Por que no outono os cabelos caem mais?

Com a chegada do outono/inverno, cai a incidência de luminosidade e as temperaturas ficam cada vez mais baixas.

Por que no outono os cabelos caem mais?

As dores musculares não podem ser ignoradas

Sofrer com dores não é normal e elas não devem ser ignoradas, ainda mais em tempo de pandemia.

As dores musculares não podem ser ignoradas

O movimento dos orgânicos não parou

Perder vidas para um vírus agressivo é o que pode acontecer de pior para a sociedade.

O movimento dos orgânicos não parou

Covid-19 e os impactos nos pacientes com câncer

A pandemia do novo coronavírus tem aumentado a preocupação com os pacientes com doenças pré-existentes.


Como a saúde mental impacta o nosso sistema imunológico?

Prevenção de enfermidades físicas e emocionais devem ter um trabalho focado em tratar o estresse que o isolamento social tem causado.

Como a saúde mental impacta o nosso sistema imunológico?