Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Esclerose Múltipla também atinge crianças e adolescentes

Esclerose Múltipla também atinge crianças e adolescentes

12/04/2006 Divulgação

A Esclerose Múltipla não é uma doença restrita apenas a adultos. As crianças e adolescentes também são alvo desta doença auto-imune e existem poucos especialistas com experiência em pacientes nestas faixas etárias. Para falar sobre este tema, a Academia Brasileira de Neurologia (ABN), com apoio do Laboratório Serono, promove mais aula do curso gratuito online “Educação Científica Continuada em Esclerose Múltipla”.

Pesquisas internacionais (*) mostram que quase 5% dos pacientes diagnosticados com Esclerose Múltipla são menores de 16 anos quando os primeiros sintomas surgem.

A Esclerose Múltipla age de forma semelhante em crianças e em adultos e o curso da doença caracteriza-se na maioria dos casos por surto-remissão (surtos seguidos de melhoras). Mas nas crianças, ela pode ser mais complexa e prejudicial. Quanto mais cedo a doença aparece, pior, pois ela pode evoluir com seqüelas maiores. Os sintomas mais comuns são vômitos, dores de cabeça, apatia e convulsões. Estas últimas são mais freqüentes nos pequenos do que em adultos. São 22% contra 0,5%.

O diagnóstico, além de clínico, utiliza-se da ressonância magnética e do acompanhamento da evolução dos sinais e sintomas neurológicos ao longo do tempo. Algumas doenças que afetam a mielina (substância que envolve os neurônios responsáveis pelos impulsos nervosos para o cérebro e para todo o corpo) são importantes no diagnóstico diferencial da Esclerose Múltipla, como é o caso da neurite óptica, uma inflamação no nervo óptico, presente em 25% a 75% dos pacientes. O tratamento nas crianças é similar ao em adultos, inclusive são administradas as mesmas doses de medicamentos, com boa tolerabilidade.

A criança não nasce com Esclerose Múltipla. Há uma suscetibilidade para que a pessoa a desenvolva, influenciada também pelo fator ambiental. A doença é transmitida hereditariamente, envolvendo a interação de dois ou mais genes.

A rotina de uma criança com Esclerose Múltipla é normal, respeitando-se, porém, as limitações impostas por alguns sintomas.

É importante também que o neurologista tente definir a doença no primeiro surto, utilizando também técnicas adicionais de neuroimagem, como a ressonância magnética.

Um outro tema da aula é a Esclerose Múltipla em mulheres grávidas. O tratamento é o mesmo feito em qualquer adulto. Estudos atuais e especialistas afirmam que os filhos destas mulheres nascem normais e não apresentam maior risco de malformações, prematuridade, baixo peso ou morte logo após o nascimento.

O curso Educação Científica Continuada em Esclerose Múltipla é totalmente gratuito e para participar basta o neurologista se cadastrar no site wwww.educacaoem.com.br ou na página da ABN (www.abneuro.org). O participante que concluir todos os módulos receberá um certificado de conclusão validado pela ABN.

(*) Segundo pesquisa realizada em 1997, na Itália, pelo grupo do pesquisador Ângelo Ghezzi, com 3.375 pacientes portadores da doença, 149 (4,4%) eram menores de 16 anos quando os primeiros sintomas surgiram.



Proteção da CoronaVac em pessoas com comorbidade é superior a 90%

Pesquisa analisa 5 mil profissionais de educação e da segurança pública da rede estadual lotados em Manaus.

Proteção da CoronaVac em pessoas com comorbidade é superior a 90%

Fisioterapia precoce é essencial no tratamento da artrite idiopática juvenil

Doença é autoimune e pode afetar bebês e crianças pequenas.

Fisioterapia precoce é essencial no tratamento da artrite idiopática juvenil

Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma 

Estudo aponta que declínio do risco pode chegar a 73%.

Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma 

“Agir salva vidas” é tema de campanha Setembro Amarelo 2021

Campanha para reduzir índices de suicídio é uma iniciativa da ABP e do Conselho Federal de Medicina.

“Agir salva vidas” é tema de campanha Setembro Amarelo 2021

Por que terceira dose de vacina contra Covid é importante e necessária

Variantes do vírus fazem com que seja necessário "treinar" o organismo para poder prevenir infecções.

Por que terceira dose de vacina contra Covid é importante e necessária

Tabagismo aumenta chances de casos graves da Covid-19

Relação entre fumo e doença é mais um motivo importante para a decisão de parar de fumar

Tabagismo aumenta chances de casos graves da Covid-19

Dicas de alimentação na TPM, gravidez e menopausa

Toda mulher passa por diferentes fases no ciclo fértil.

Dicas de alimentação na TPM, gravidez e menopausa

Número de mortes por paradas cardíacas aumenta durante a pandemia

Pesquisa mostra que procura por atendimento hospitalar por AVC e ataques cardíacos sofreu redução no período.

Número de mortes por paradas cardíacas aumenta durante a pandemia

Como a vitamina B12 pode beneficiar a sua saúde

A deficiência de vitamina B12 pode causar disfunções no sistema digestivo, sanguíneo ou neurológico.

Como a vitamina B12 pode beneficiar a sua saúde

Celular pode causar a síndrome de text neck

A inclinação da cabeça durante o uso pode lesionar a cervical e piorar dores já existentes.

Celular pode causar a síndrome de text neck

3 causas da perda auditiva

Conheça alguns problemas de saúde que podem ocasionar essa condição.

3 causas da perda auditiva

Mitos e verdades sobre o terçol

O terçol é uma infecção ocular que atinge a borda das pálpebras.

Mitos e verdades sobre o terçol