Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Especialista alerta sobre os perigos dos achocolatados

Especialista alerta sobre os perigos dos achocolatados

05/03/2018 Divulgação

Bebidas adoçadas com açúcar são responsáveis pelo aumento dos casos de obesidade infantil.

Especialista alerta sobre os perigos dos achocolatados

Raramente as crianças consomem leite puro. O mais comum é misturar a bebida com algum achocolatado comum. Para o médico Alexander Gomes de Azevedo, essa não é uma boa opção. Ele alerta sobre os prejuízos à saúde pela quantidade que existe de açúcar nestes produtos, que muitas vezes pode parecer um facilitador.

Segundo ele, as bebidas adoçadas com açúcar têm sido consideradas por pesquisadores em todo o mundo como um dos principais responsáveis pelo aumento dos casos de obesidade infantil e pelo crescente número de crianças com hiperatividade e déficit de atenção.

“O açúcar está no topo da pirâmide alimentar, o que significa que seu consumo deve ser reduzido. Os achocolatados comuns são adoçados com açúcar, que é considerado um alimento vazio, porque só tem calorias e praticamente não tem nutrientes. Além disso, o açúcar também diminui a absorção do cálcio e ainda pode dar cáries”, alerta o profissional de saúde, que pesquisou sobre alternativas ao uso dos achocolatados:

Segundo ele, o ideal é trocar os achocolatados comuns por suplementos que não sejam adoçadas com açúcar e tenham na sua composição diversas vitaminas e minerais, e em concentrações adequadas como sais de ferro, que ajudam a reduzir as taxas de anemia. "Existem vários produtos no mercado nacional que tem características similares ao suplemento que comparamos com os achocolatados”.

O nutrólogo dá dicas para melhorar a saúde através da alimentação:

- Fracionar refeições.
- Comer 3 porções de frutas por dia.
- Aumentar o consumo de verduras e legumes.
- Diminuir o consumo de carnes e gorduras.
- Aumentar o consumo de peixes.
- Aumentar o consumo de água e fibras.
- Comer ao menos duas porções de lácteos/dia.
- Uso de suplementos alimentares (bebida láctea) de duas a três vezes por semana, "se necessário".
- Diminuir o consumo de alimentos "vazios" como sal, açúcar, doces, refrigerantes, pão branco, molhos prontos, fast-foods, biscoitos e bolachas.



Muito além do laço de sangue: família sob a ótica dos sentimentos

No sentido tradicional, ao consultar o dicionário Aurélio, família significa: “1.

Muito além do laço de sangue: família sob a ótica dos sentimentos

Metade dos pacientes com covid têm sequelas que podem passar de um ano

Fadiga está entre as principais queixas, diz estudo da Fiocruz Minas.

Metade dos pacientes com covid têm sequelas que podem passar de um ano

Saúde mental dos estudantes no pós-pandemia impõe maior acolhimento na rotina escolar

Casos de bullying e de violência se aprofundaram em resposta à pandemia.

Saúde mental dos estudantes no pós-pandemia impõe maior acolhimento na rotina escolar

Estudos comprovam que cigarro eletrônico causam danos à saúde

Entidades médicas esperam decisão da Anvisa sobre os dispositivos.

Estudos comprovam que cigarro eletrônico causam danos à saúde

Muito além do chip da beleza

Você, com certeza, nos últimos meses já ouviu falar do famoso “chip” da beleza.


Evolução da telessaúde

Maior segurança e respeito à autonomia de profissionais e pacientes.


Minas mobiliza população para receber proteção contra sarampo e gripe

Ações para estimular a vacinação ocorrem em todo o estado, pois coberturas contra o sarampo e a gripe continuam baixas.

Minas mobiliza população para receber proteção contra sarampo e gripe

Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A cirurgia é um recurso muito importante e deve ser considerada para alguns pacientes.

Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


O Influenza também está no nosso foco

Falar em vacinação nos dias de hoje nos tende a remeter quase que exclusivamente ao combate à Covid-19.

O Influenza também está no nosso foco

A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

É inaceitável que pessoas ainda morram de malária

Esta semana, de 25 a 29 de abril, marca a luta mundial contra a malária.