Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Expectativa de vida com HIV é quase normal, afirma estudo

Expectativa de vida com HIV é quase normal, afirma estudo

12/05/2017 Deutsche Welle

Medicamentos antirretrovirais elevaram expectativa de vida dos portadores do vírus HIV.

A expectativa de vida de pessoas infectadas com o vírus HIV na Europa e nos Estados Unidos aumentou em dez anos com o surgimento dos medicamentos antirretrovirais, segundo estudo divulgado nesta quinta-feira (10/05) pela revista médica britânica The Lancet.

Isso significa que muitos pacientes têm uma expectativa de vida quase igual à de pessoas sem o HIV. Uma pessoa que começou o tratamento aos 20 anos em qualquer ano a partir de 2008 tem expectativa de vida de até 78 anos. Na população sem HIV, a expectativa é de 79 anos para homens e 85 para mulheres na França, e de 78 anos para homens e 82 para mulheres nos EUA.

Segundo os pesquisadores, os pacientes tratados com antirretrovirais desde 2008 vivem por mais tempo e de modo mais saudável do que os que iniciaram tratamento em anos anteriores. Isso ocorre porque medicamentos modernos têm menos efeitos colaterais tóxicos, há mais opções para pessoas infectadas com a cepa de HIV resistente às drogas e melhores tratamentos para infecções.

Segundo o estudo, com a percepção de que os soropositivos poderão viver até idades mais avançadas, os médicos estão tentando diagnosticar e tratar logo também as comorbidades, como a hepatite C e o câncer.

A pesquisa analisou 18 estudos europeus e americanos, contabilizando dados de mais de 88 mil pacientes que iniciaram o tratamento com antirretrovirais entre 1996 e 2010.

"Informações sobre a expectativa de vida das pessoas com HIV e o conhecimento de que ela pode estar se aproximando da expectativa de vida da população em geral é importante para motivar indivíduos em situação de risco a realizar testes e convencer infectados a iniciar imediatamente o tratamento com antirretrovirais", além de "diminuir a estigmatização das pessoas vivendo com HIV e ajudá-los a obter seguros de saúde e conseguir emprego", afirma o artigo.

Os antirretrovirais começaram a ser usados em grande escala a partir de 1996. Eles não curam a doença, e o tratamento dura a vida toda. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que esses medicamentos sejam usados pelas pessoas infectadas logo após o diagnóstico. Nos países pobres, muitas vezes os soropositivos são diagnosticados quando a doença já está em estado avançado, e o tratamento nem sempre está disponível, além de ter custos muitos elevados. 



55% dos brasileiros com mais de 18 anos consomem bebidas alcoólicas, diz pesquisa

Dado é de pesquisa do Instituto Brasileiro do Fígado.

55% dos brasileiros com mais de 18 anos consomem bebidas alcoólicas, diz pesquisa

A perda auditiva se manifesta em qualquer idade

A perda auditiva é uma queixa quase diária no consultório do otorrinolaringologista.

A perda auditiva se manifesta em qualquer idade

O consumidor é obrigado a dar o CPF nas farmácias?

Um ponto de dúvida para as pessoas, mas que é importante ter clareza, a exigência de CPF é ilegal para o fornecimento de descontos pelas farmácias.

O consumidor é obrigado a dar o CPF nas farmácias?

Governo lança campanha de combate ao mosquito da dengue

Casos aumentaram em 12 estados em relação ao ano passado.

Governo lança campanha de combate ao mosquito da dengue

Estamos todos saindo da UTI?

Nas últimas semanas, esses ambientes estão diferentes do que vivenciamos ao longo de quase 20 meses.

Estamos todos saindo da UTI?

Por que o autismo em meninas é menos comum?

Elas têm mais autoconsciência, senso de empatia e tenta “se encaixar” mais socialmente que eles.

Por que o autismo em meninas é menos comum?

Pesquisa comprova maior eficácia de teste HPV para detecção de câncer

Estatuto da Pessoa com Câncer é sancionado

Passa a ser direito fundamental da pessoa com câncer a obtenção de diagnóstico precoce e acesso a tratamento universal.

Estatuto da Pessoa com Câncer é sancionado

Mulheres têm mais risco de sofrer infarto do que os homens

A quantidade de pessoas que sofrem com problemas cardiorrespiratórios no Brasil é tão significativa que sobram estatísticas para contar a história.

Mulheres têm mais risco de sofrer infarto do que os homens

Médico adota técnica para apoiar pessoas a envelhecer sem dor

Segundo Dr. Geraldo Carvalhaes, casos de dor crônica também afetam pessoas mais jovens.

Médico adota técnica para apoiar pessoas a envelhecer sem dor

Você é um Hipocondríaco?

Quando a preocupação com a saúde vira doença.

Você é um Hipocondríaco?

Número de prematuros aumenta no Brasil

Média de prematuridade no país atingiu 11,1% em 2020 e aumento pode estar ligado ao covid-19.

Número de prematuros aumenta no Brasil