Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Incontinência urinária tem tratamento preventivo

Incontinência urinária tem tratamento preventivo

16/12/2020 Divulgação

Cerca de 10 milhões de brasileiros, ou 5% da população, sofrem do problema.

Incontinência urinária tem tratamento preventivo

Mulheres, homens, crianças e idosos sofrem de incontinência urinária, um problema que pode ser prevenido e tratado com diferentes abordagens, desde medicamentos, cirurgias e também com um tratamento bem menos invasivo considerado como primeira opção desde que bem indicado: os exercícios de fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico.

Infelizmente muitas pessoas ficam no silencio e não procuram tratamento “Há um tabu porque a região pélvica é uma região íntima, mas que necessita de cuidados com qualquer outra região do corpo”, aponta Maura Seleme, fisioterapeuta pélvica no Brasil, França e Holanda.

A incontinência urinária atinge 1 a cada 3 mulheres, 1 a cada 5 homens e mais de 40% dos idosos (homens e mulheres acima dos 60 anos). No universo esportivo também há um sinal de alerta para essa questão, visto que aumentam cada vez o número de praticantes de atividades físicas no Brasil e no mundo sem a conscientização adequada da contração correta durante as atividades físicas. O distúrbio mais comum na criança é a incoordenação da musculatura levando a perda de urina em diversas situações e a enurese que se caracteriza por controle inadequado da micção e perda de urina principalmente durante a noite.

Segundo ela, além do tabu, a falta de informação e a falta da conscientização de muitos dos profissionais da área da saúde são outras barreiras que impede que muitas pessoas recebam informações e tratamentos adequados a tempo. “Poderia ser facilmente evitado ou tratado com os exercícios, consciência da musculatura pélvica nas diversas atividades do dia a dia e esportivas”, afirma a fisioterapeuta, lembrando que o ideal é iniciar a prevenção ainda na infância.

Fonte: Comando Comunicação



55% dos brasileiros com mais de 18 anos consomem bebidas alcoólicas, diz pesquisa

Dado é de pesquisa do Instituto Brasileiro do Fígado.

55% dos brasileiros com mais de 18 anos consomem bebidas alcoólicas, diz pesquisa

A perda auditiva se manifesta em qualquer idade

A perda auditiva é uma queixa quase diária no consultório do otorrinolaringologista.

A perda auditiva se manifesta em qualquer idade

O consumidor é obrigado a dar o CPF nas farmácias?

Um ponto de dúvida para as pessoas, mas que é importante ter clareza, a exigência de CPF é ilegal para o fornecimento de descontos pelas farmácias.

O consumidor é obrigado a dar o CPF nas farmácias?

Governo lança campanha de combate ao mosquito da dengue

Casos aumentaram em 12 estados em relação ao ano passado.

Governo lança campanha de combate ao mosquito da dengue

Estamos todos saindo da UTI?

Nas últimas semanas, esses ambientes estão diferentes do que vivenciamos ao longo de quase 20 meses.

Estamos todos saindo da UTI?

Por que o autismo em meninas é menos comum?

Elas têm mais autoconsciência, senso de empatia e tenta “se encaixar” mais socialmente que eles.

Por que o autismo em meninas é menos comum?

Pesquisa comprova maior eficácia de teste HPV para detecção de câncer

Estatuto da Pessoa com Câncer é sancionado

Passa a ser direito fundamental da pessoa com câncer a obtenção de diagnóstico precoce e acesso a tratamento universal.

Estatuto da Pessoa com Câncer é sancionado

Mulheres têm mais risco de sofrer infarto do que os homens

A quantidade de pessoas que sofrem com problemas cardiorrespiratórios no Brasil é tão significativa que sobram estatísticas para contar a história.

Mulheres têm mais risco de sofrer infarto do que os homens

Médico adota técnica para apoiar pessoas a envelhecer sem dor

Segundo Dr. Geraldo Carvalhaes, casos de dor crônica também afetam pessoas mais jovens.

Médico adota técnica para apoiar pessoas a envelhecer sem dor

Você é um Hipocondríaco?

Quando a preocupação com a saúde vira doença.

Você é um Hipocondríaco?

Número de prematuros aumenta no Brasil

Média de prematuridade no país atingiu 11,1% em 2020 e aumento pode estar ligado ao covid-19.

Número de prematuros aumenta no Brasil