Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Meus cabelos estão caindo! Quando devo me preocupar?

Meus cabelos estão caindo! Quando devo me preocupar?

01/08/2019 Ana Rosa Magaldi

A queda capilar é algo que incomoda muita gente e pode representar tanto um processo natural do nosso corpo, quanto o sintoma de algum distúrbio ou doença.

Meus cabelos estão caindo! Quando devo me preocupar?

Sendo assim, muitas pessoas ficam na dúvida de quando é realmente preciso se preocupar com a perda dos fios.

De acordo com a dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Ana Rosa Magaldi, o nosso organismo mantem um ciclo constante de renovação celular e isso não é diferente para os cabelos, que vivem se renovando. “Em nosso couro cabeludo existem três tipos de fios, os que estão em fase de crescimento, os que estão em fase de estagnação, e os que estão em fase de queda. O ser humano perde de maneira natural cerca de 100 a 120 fios diariamente. A quantidade também pode variar de acordo com as variações climáticas de cada estação do ano”, explica.

Dentre os principais fatores que podem impulsionar a queda dos cabelos estão a genética, hereditariedade, o processo de envelhecimento, a oscilação constante de peso (ganho ou perda) e o desequilíbrio hormonal. “O problema também pode surgir em decorrência de efeitos colaterais de alguns medicamentos ou de tratamentos agressivos. Ainda pode ser sintoma de doenças como a sífilis, o lúpus, hipertireoidismo e hipotireoidismo, ou mesmo de condições como a calvície e alopecias dos tipos areata, traumática e androgenética”, aponta.

Segundo Ana Rosa, deficiências nutricionais como a baixa de vitaminas e minerais, anemia infecção por fungos, e o enfraquecimento temporário dos fios devido a experiências estressantes, também podem ser fatores determinantes para o desgaste capilar. “Uma das maneiras de perceber se a queda capilar está fora da normalidade é fazendo a comparação de uma foto realizada de um ano atrás com uma imagem atual. Dessa forma é possível observar, mesmo que superficialmente, se houve uma diminuição muito brusca dos cabelos durante esse período de tempo e também permite que o paciente busque pela ajuda médica antes do agravamento do caso”, ressalta.

A dermatologista destaca que as pessoas não devem se alarmar quanto à quantidade de fios que caem a cada dia, mas sim reparar no volume e densidade dos cabelos que ainda permanecem no couro cabeludo. “Para identificar se a perda dos cabelos está ultrapassando os limites do que é considerado habitual, é importante observar se os fios estão se tornando mais finos, quebradiços e vulneráveis. Ainda verificar se o couro cabelo está ficando á mostra e apresentando partes vazias, também é interessante examinar em quais áreas isso está acontecendo”, recomenda.

O processo patológico da queda capilar se inicia quando os cabelos expõem um aspecto mais frágil e perdem grande parte de seu volume, independente das condições climáticas. Em seguida, caso o paciente não procure por ajuda médica, a perda dos fios se torna ainda mais acentuada, deixando o couro cabeludo em evidência. No último estágio, os cabelos já muito fracos, começam a cair de maneira intensa. “O diagnóstico do que impulsionou o desenvolvimento do problema e a indicação do tratamento adequado, somente podem ser realizados por um dermatologista qualificado”, enfatiza.

Conforme Ana Rosa, não existe uma norma quanto ao tratamento da queda capilar, pois a terapêutica a ser utilizada é definida de acordo com cada caso. “Sendo assim, é necessário se fazer uma anamnese do paciente, analisando cada uma das características de seus sintomas. Quando o diagnóstico ocorre de maneira precoce, o tratamento pode ser realizado por meio do uso de medicações e mudanças de comportamentos alimentares, mas tudo isso também depende das especificidades de cada situação e da capacidade de adaptação do organismo do paciente. Já em algumas circunstâncias, as pessoas podem optar pelo método de transplante capilar”, conclui.

* Ana Rosa Magaldi - Dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD,

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Saiba como ar condicionado e ventilador podem desencadear doenças respiratórias

Equipamentos precisam de manutenção e limpeza adequadas para não causarem danos à saúde.

Saiba como ar condicionado e ventilador podem desencadear doenças respiratórias

Cientistas descobrem célula que poderá tratar todos os tipos de câncer

Descoberta foi publicada na revista científica Nature Immunology.

Cientistas descobrem célula que poderá tratar todos os tipos de câncer

Nova tecnologia vai beneficiar 500 milhões de pacientes que sofrem com diabetes

A nova tecnologia foi desenvolvida pela empresa  Oramed Pharmaceuticals e poderá revolucionar os métodos de tratamento para milhões de pessoas que sofrem de diabetes.


Como sua coluna pode “sobreviver” à era dos smartphones?

O smartphone faz parte do cotidiano das pessoas de praticamente todas as idades.

Como sua coluna pode “sobreviver” à era dos smartphones?

Como combater alguns distúrbios do sono

Problemas para dormir afetam mais de 73 milhões de brasileiros. Saiba como melhorar a qualidade do repouso.

Como combater alguns distúrbios do sono

Uso excessivo de antibióticos pode causar infecções, tonturas e reações alérgicas

É muito importante seguir corretamente a prescrição médica e não reutilizar antibióticos que estejam disponíveis em casa.

Uso excessivo de antibióticos pode causar infecções, tonturas e reações alérgicas

Vive chorando sem motivo? Canal lacrimal obstruído pode ser a causa

Comum em recém-nascidos e terceira idade, bloqueio também pode acometer jovens e adultos.

Vive chorando sem motivo? Canal lacrimal obstruído pode ser a causa

Novos tratamentos contra o câncer da pele

Os novos tratamentos para combater o câncer da pele começam a chegar ao Brasil, aumentando as expectativas de melhoria da qualidade de vida de milhares de pacientes.


Plástica mamária: quando a cirurgia é questão de saúde

Se necessário, a operação na região dos seios pode trazer inúmeros benefícios físicos e psicológicos ao paciente que sofre de excesso de tecido mamário ou câncer de mama, por exemplo.

Plástica mamária: quando a cirurgia é questão de saúde

Urticária: conheça os tipos da doença e os mitos em torno dela

Um dos desafios de pacientes com urticária é chegar ao diagnóstico correto.

Urticária: conheça os tipos da doença e os mitos em torno dela

Dermatologista comenta erros comuns ao usar protetor solar

Conheça os tropeços mais comuns ao usar o filtro, a forma certa de passar o cosmético e prevenir o câncer de pele.

Dermatologista comenta erros comuns ao usar protetor solar

Quatro passos para diminuir a oleosidade da pele no verão

Cuidados na rotina garantem uma cútis sequinha nos dias mais quentes.

Quatro passos para diminuir a oleosidade da pele no verão