Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Mieloma Múltiplo:afeta principalmente idosos

Mieloma Múltiplo:afeta principalmente idosos

16/05/2006 Divulgação

A falta de informação sobre a doença é uma das principais dificuldades encontradas por pacientes e profissionais da saúde que atuam nesta área. O mieloma múltiplo, como a leucemia, é um tipo de câncer que afeta a medula óssea e atinge principalmente idosos. Seu aparecimento se dá devido ao crescimento descontrolado de células plasmáticas, que constituem cerca de 5% das células da medula e são responsáveis pela produção de anticorpos.

Quando a quantidade destas células chega a 30%, podem surgir lesões ósseas que se assemelham a uma osteoporose severa. Os níveis de cálcio e proteína no sangue também se elevam, causando danos às células sangüíneas vermelhas e brancas, resultando em anemia e fadiga. O sistema imunológico do paciente também fica comprometido, predispondo-o a infecções.

A infiltração das células no osso causa dores e fraturas patológicas. Problemas renais também são comuns. Embora a doença esteja sendo estudada em todo o mundo, inclusive no Brasil, especialistas desconhecem as causas do mieloma múltiplo. Por se tratar de uma doença rara, ainda não existe informação sobre incidência, estimativas de novos casos ou mortalidade entre os brasileiros. 

De acordo com as estatísticas da entidade norte-americana Fundação Internacional de Mieloma (IMF), cerca de 15 mil pessoas nos Estados Unidos deverão desenvolver mieloma múltiplo somente em 2006. Os dados fornecidos pela IMF mostram ainda que a incidência da doença nos indivíduos de raça negra é duas vezes maior que nos de raça branca (nove para cada 100 mil habitantes e quatro para cada 100 mil, respectivamente). 

De acordo com o onco-hematologista José Salvador, do Hospital Santa Marcelina, em São Paulo, e membro do Comitê Científico da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE), novas opções de tratamento vêm surgindo. "O uso da talidomida, isolada ou combinada a outros remédios, tem se mostrado eficiente no tratamento de pacientes com a doença. Além disso, tratamentos de suporte podem ser oferecidos, tais como: transfusão de sangue, em casos de anemia profunda; bisfosfonato ou analgésicos, para dor óssea, e antibióticos, para os casos de febre ou evidência de infecção", explica.

A finalidade do tratamento é proporcionar ao paciente a melhora na sua qualidade de vida. "Os efeitos da doença também devem ser controlados, tendo sua velocidade reduzida ou interrompida. A remissão (controle da doença) pode durar anos e até mesmo décadas", explica o onco-hematologista. 

Para o paciente, Archibald Woodruff, 64 anos o principal desafio é a falta de informação sobre a doença, que ainda é pouco conhecida: "É muito importante que a doença seja mais conhecida por todos, em especial pela comunidade médica, para que seja feito o diagnóstico correto o quanto antes", afirma.



Vacina para a Covid-19, o que precisamos saber

Qualquer notícia sobre a produção das vacinas contra a Covid-19 sempre deixa a população mundial esperançosa.

Vacina para a Covid-19, o que precisamos saber

Ministério da Saúde lança campanha de amamentação

Amamentação reduz mortalidade infantil e risco de câncer de mama.

Ministério da Saúde lança campanha de amamentação

Seminário internacional sobre autismo aborda ética no tratamento

No dia 22 de agosto, acontece o XVIII Seminário Internacional do Instituto LAHMIEI - Autismo da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).


Como saber se tenho bruxismo?

Dor na mandíbula e cabeça ao acordar são sintomas comuns.

Como saber se tenho bruxismo?

As novas maneiras de olhar e cuidar da saúde física e mental

Muito tem se falado sobre o impacto da pandemia e do distanciamento social na vida das pessoas.


Consultas odontológicas diminuem 80% durante a pandemia

Pesquisa feita pela UFPel diz respeito às consultas odontológicas na rede pública.

Consultas odontológicas diminuem 80% durante a pandemia

Aspectos emocionais do câncer

O câncer coloca a pessoa em situação limite, pois carrega o estigma da morte e do sofrimento.


Vacinas: destrinchando as fases da produção

A história do processo de produção das vacinas remonta aos trabalhos realizados pelo naturalista e médico inglês Edward Jenner, no final do século XVIII.

Vacinas: destrinchando as fases da produção

Lançado e-book com rotina de médicos em UTIs na pandemia

Prosas, versos e muita emoção mostram a nova realidade dos profissionais.


Síndrome de Burnout deve atingir diversos profissionais pós-pandemia

Cansaço, fadiga e estresse no trabalho podem ser mais sérios do que se imagina

Síndrome de Burnout deve atingir diversos profissionais pós-pandemia

Qual é o plano futuro para o setor de saúde depois da pandemia?

O setor de saúde deverá se reinventar, assim como vários setores da economia.

Qual é o plano futuro para o setor de saúde depois da pandemia?

Baixa adesão faz Ministério da Saúde ampliar campanha contra sarampo

Pessoas de 20 a 49 anos poderão se vacinar até o dia 31 de agosto, em todo o país.

Baixa adesão faz Ministério da Saúde ampliar campanha contra sarampo