Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Mudanças na alimentação e na rotina ajudam no combate ao Diabetes

Mudanças na alimentação e na rotina ajudam no combate ao Diabetes

19/11/2019 Divulgação

Muitos brasileiros ainda sabem muito pouco sobre as formas de prevenir e tratar a doença.

Mudanças na alimentação e na rotina ajudam no combate ao Diabetes

Dados do Ministério da Saúde revelam um aumento de 40% do número de casos de diabetes nos últimos 12 anos no Brasil. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 16 milhões de pessoas sofrem com a doença em nosso país. Mesmo sendo uma enfermidade, que acomete uma grande parte da população, muitos brasileiros ainda sabem muito pouco sobre as formas de prevenir e tratar a disfunção. Com tudo isso, se torna essencial que as pessoas se informem sobre o assunto e saibam identificar os seus sintomas.

De acordo com o médico generalista, Lucas Penchel, o diabetes pode ser definido como uma doença de origem crônica e que se faz presente quando o organismo deixa de produzir a insulina ou, quando a produz, ela é incapaz de exercer adequadamente as suas funções. “Relacionado a predisposições genéticas ou a deficiências do organismo, o diabetes mellitus tipo 1, é caracterizado pelo excesso de glicose no sangue. Ele neste caso, pode surgir na infância ou adolescência e possui caráter autoimune, ou seja, as células de defesa do organismo passam a danificar o pâncreas, que é o principal responsável pela produção de insulina. Sede constante, aumento da vontade de urinar, boca seca, perda de peso, sensação de formigamento, e dificuldade de cicatrização de feridas, são alguns dos principais sintomas da doença”, explica.

Segundo Lucas Penchel, os pacientes com essa condição devem adotar uma alimentação isenta de açúcar e ter o total controle sob a ingestão de carboidratos. “Estas pessoas ainda devem praticar exercícios físicos por cerca de 30 minutos ao menos 3 vezes por semana. Na maioria dos casos, também é necessária a aplicação diária de insulina”, conta.

Diferente da primeira variação da doença, no diabetes tipo 2, o organismo permite a produção de insulina, mas pode desenvolver uma resistência ao hormônio. Este que contribui para o transporte da glicose para o interior das células. “Atingindo com maior frequência adultos e idosos, este modelo do distúrbio também pode afetar crianças e adolescentes. Na maioria dos quadros, esse tipo da doença pode ser tratado por meio de mudanças na alimentação e realização de atividades físicas, sem que seja necessária a aplicação de insulina”, comenta. 

Penchel ressalta que os pacientes diabéticos devem se emprenhar na definição de uma dieta livre de açúcares e com baixo teor de carboidratos. “Também é indispensável, a realização de exercícios físicos moderados. Lembro, que tais atividades devem ser acompanhadas por um profissional qualificado para que o paciente não passe por um episódio de hipoglicemia. Essa alteração pode levar à perda momentânea da consciência”, adverte.

O médico alerta que abandonar o açúcar não é a única forma de evitar os desdobramentos do diabetes tipo 2. "É um grande erro acreditar que ao parar de comer doces, uma pessoa pode evitar que a doença se desenvolva. O ideal é manter uma nutrição balanceada e saudável baseada na ingestão de fibras, frutas, legumes, verduras, proteínas vegetais e animais. Dando preferência a alimentos in natura ou frescos. Também é recomendável ficar atento ao peso corporal e a pressão arterial, e deixar o sedentarismo de lado”, destaca.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A cirurgia é um recurso muito importante e deve ser considerada para alguns pacientes.

Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


O Influenza também está no nosso foco

Falar em vacinação nos dias de hoje nos tende a remeter quase que exclusivamente ao combate à Covid-19.

O Influenza também está no nosso foco

A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

É inaceitável que pessoas ainda morram de malária

Esta semana, de 25 a 29 de abril, marca a luta mundial contra a malária.


Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Médico psiquiatra comenta a situação exclusiva de pessoas que perderam parentes queridos durante a pandemia. A ansiedade e o transtorno de humor são os mais prevalentes nesses casos.

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

8 alimentos para incluir na dieta se você tem dores crônicas

Nutricionista fala sobre o poder dos alimentos para a nossa saúde.

8 alimentos para incluir na dieta se você tem dores crônicas

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Por muito tempo o hábito de roncar tem sido visto como motivo de chacota ou algo corriqueiro.

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Tireoide não é a culpada pelo ganho de peso

É muito comum algumas pessoas associarem o ganho de peso excessivo e inexplicado a um problema de tireoide, chamado de hipotireoidismo que nada mais é, a falta dos hormônios tireoidianos.


Você sabe identificar os sinais de um ataque cardíaco?

Quando uma forte dor no peito aparece é um indicativo de que há algo errado acontecendo e é comum associarmos imediatamente a dor com a possibilidade de que seja um infarto.

Você sabe identificar os sinais de um ataque cardíaco?

Comer chocolate realmente aumenta o surgimento de acne?

Dermatologista explica que a guloseima deve ser consumida com moderação. Confira!

Comer chocolate realmente aumenta o surgimento de acne?

Começa vacinação contra a gripe em todo o país

Meta é imunizar 76,5 milhões de pessoas até 3 de junho.

Começa vacinação contra a gripe em todo o país