Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Nossa audição neste mundo barulhento

Nossa audição neste mundo barulhento

06/09/2018 Divulgação

Em um mundo cheio de poluição sonora, a audição é prejudicada de qualquer forma.

Nossa audição neste mundo barulhento

Vivemos cercados da poluição sonora moderna que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é a terceira maior (poluição) do meio ambiente, perdendo apenas para a da água e do ar – por isso, cuidados com a audição são de extrema importância.

A audição, sentido fundamental para o desenvolvimento e comunicação dos seres humanos, é mais frágil do que se imagina. Os ouvidos têm estruturas delicadas, muito sensíveis ao ruído, que podem facilmente ser deterioradas de maneira irreversível.

No Brasil, com base nos dados da Sociedade Brasileira de Otologia, 63% dos brasileiros sofre algum tipo de surdez. Sua principal causa é o envelhecimento auditivo seguido pela perda auditiva relacionada ao ruído. Segundo Dra. Rita de Cássia, otorrinolaringologista e mestre em cirurgia clínica, quanto mais se expuser a estes sons fortes maior a probabilidade de prejudicar a audição.

Veja algumas medidas que podem ser tomadas em relação ao ruído de lazer:

- Evitar lugares barulhentos.

- Diminuir o volume de aparelhos eletrônicos em casa.

- Uso de protetor auditivo em shows e eventos esportivos. Se possível intercalar períodos de 20 minutos em local de menos ruído quando em casa noturnas, bares, danceterias.

- Evitar 2 dias seguidos de exposição a ruídos fortes. Dar chance de os ouvidos se recuperarem em ambientes silenciosos e não evoluírem para lesões definitivas.

- Manter distância de caixas de som em festas, baladas e trios elétricos.



Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A cirurgia é um recurso muito importante e deve ser considerada para alguns pacientes.

Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


O Influenza também está no nosso foco

Falar em vacinação nos dias de hoje nos tende a remeter quase que exclusivamente ao combate à Covid-19.

O Influenza também está no nosso foco

A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

É inaceitável que pessoas ainda morram de malária

Esta semana, de 25 a 29 de abril, marca a luta mundial contra a malária.


Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Médico psiquiatra comenta a situação exclusiva de pessoas que perderam parentes queridos durante a pandemia. A ansiedade e o transtorno de humor são os mais prevalentes nesses casos.

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

8 alimentos para incluir na dieta se você tem dores crônicas

Nutricionista fala sobre o poder dos alimentos para a nossa saúde.

8 alimentos para incluir na dieta se você tem dores crônicas

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Por muito tempo o hábito de roncar tem sido visto como motivo de chacota ou algo corriqueiro.

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Tireoide não é a culpada pelo ganho de peso

É muito comum algumas pessoas associarem o ganho de peso excessivo e inexplicado a um problema de tireoide, chamado de hipotireoidismo que nada mais é, a falta dos hormônios tireoidianos.


Você sabe identificar os sinais de um ataque cardíaco?

Quando uma forte dor no peito aparece é um indicativo de que há algo errado acontecendo e é comum associarmos imediatamente a dor com a possibilidade de que seja um infarto.

Você sabe identificar os sinais de um ataque cardíaco?

Comer chocolate realmente aumenta o surgimento de acne?

Dermatologista explica que a guloseima deve ser consumida com moderação. Confira!

Comer chocolate realmente aumenta o surgimento de acne?

Começa vacinação contra a gripe em todo o país

Meta é imunizar 76,5 milhões de pessoas até 3 de junho.

Começa vacinação contra a gripe em todo o país