Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O assunto é ressaca

O assunto é ressaca

26/12/2006 Divulgação

Dezembro é sempre um mês de muitas festas, aqueles avessos aos drinks, vinhos e bebidas destiladas, nessa época acabam caindo em tentação e, entre um quitute e outro, bebem além da conta.

No dia seguinte a cabeça parece que vai explodir, o estômago fica embrulhado, o álcool vai direto para o fígado, por isso a sensação da boca seca e um gosto desagradável, além dos enjôos. Esses são alguns dos sintomas da tão famosa ressaca, é a indicação de que o organismo está intoxicado. Para ajudá-lo a se recuperar uma boa opção é recorrer ao velho e conhecido boldo.

Ele tem outras ações como antiespasmódica, diminuindo as cólicas, má digestão, gases, prisão de ventre e intolerância à gordura, aumentando e favorecendo o fluxo biliar. Estudos científicos comprovaram que a boldina, a principal substância ativa da planta, é uma das responsáveis pela eficácia das propriedades hepatoprotetoras e coleréticas do boldo, ou seja, faz bem ao fígado. 

O gosto do boldo não é nada agradável. "Atualmente há opções no mercado de medicamentos fitoterápicos em cápsulas e que exercem os mesmo benefícios para o fígado e para o aparelho digestivo", destaca a gerente de Marketing do Herbarium, Célia Regina von Linsingen. 

Existem vários tipos de Boldo: o Boldo (Peumus boldus) é raríssimo no Brasil; o boldo-da-terra (Coleus barbatus ou Plectranthus barbatus), mais facilmente encontrado, e o boldo-baiano (Vernonia condensata) também conhecido como falso-boldo, malva-santa e erva-de-pinguço. Portanto aquele arbusto frondoso, pequeno e elegante, que muitas pessoas têm em casa pertence à família das Monimiáceas. "A confusão deve-se ao fato de que outras plantas também são chamadas de boldo", explica Célia. Estão entre eles Menos comum ainda são o boldo-português ou boldo miúdo, e o boldo chinês. "Estas plantas apresentam efeitos colaterais e diferentes indicações. Confundi-las pode resultar em danos à saúde", alerta a farmacêutica.

Fonte: Líder Multimídia



Pesquisa comprova maior eficácia de teste HPV para detecção de câncer

Estatuto da Pessoa com Câncer é sancionado

Passa a ser direito fundamental da pessoa com câncer a obtenção de diagnóstico precoce e acesso a tratamento universal.

Estatuto da Pessoa com Câncer é sancionado

Mulheres têm mais risco de sofrer infarto do que os homens

A quantidade de pessoas que sofrem com problemas cardiorrespiratórios no Brasil é tão significativa que sobram estatísticas para contar a história.

Mulheres têm mais risco de sofrer infarto do que os homens

Médico adota técnica para apoiar pessoas a envelhecer sem dor

Segundo Dr. Geraldo Carvalhaes, casos de dor crônica também afetam pessoas mais jovens.

Médico adota técnica para apoiar pessoas a envelhecer sem dor

Você é um Hipocondríaco?

Quando a preocupação com a saúde vira doença.

Você é um Hipocondríaco?

Número de prematuros aumenta no Brasil

Média de prematuridade no país atingiu 11,1% em 2020 e aumento pode estar ligado ao covid-19.

Número de prematuros aumenta no Brasil

40% dos clientes de plano de saúde usam o SUS

Pesquisa da Anab foi realizada com 1.006 usuários da saúde suplementar em todo o Brasil no mês de setembro.

40% dos clientes de plano de saúde usam o SUS

Depressão, ansiedade e dores musculares aumentaram na pandemia, diz estudo

Acupuntura e outras técnicas podem ajudar no alívio dos sintomas e melhora global dessas condições.

Depressão, ansiedade e dores musculares aumentaram na pandemia, diz estudo

Novembro Azul, câncer de próstata e cirurgia robótica

Trabalhos científicos mostram que 25% dos portadores de câncer de próstata morrem devido à doença.

Novembro Azul, câncer de próstata e cirurgia robótica

Qualidade de vida, apesar da dor

Lista de doenças dolorosas passíveis de tratamento é bem extensa.

Qualidade de vida, apesar da dor

Auxílio psicológico a pacientes com câncer de mama

A mulher não deve se sentir sozinha nessa jornada.

Auxílio psicológico a pacientes com câncer de mama

5 dicas para prevenir a osteoporose

Você sabia que uma em cada três mulheres têm osteoporose em todo o mundo?

5 dicas para prevenir a osteoporose