Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que você precisa saber sobre a volta do sarampo

O que você precisa saber sobre a volta do sarampo

16/07/2018 Divulgação

Saiba os sintomas e como se prevenir da doença que está voltando a assustar ao país.

O que você precisa saber sobre a volta do sarampo

Mães e pais estão em alerta depois da notícia de que três estados brasileiros têm surtos confirmados de sarampo. Juntos, Amazonas e Roraima contabilizam mais de 470 casos confirmados e mais de 1,5 mil em investigação. No Rio Grande do Sul, seis casos da doença foram confirmados neste ano. O Rio de Janeiro investiga quatro casos – dois deles com resultado positivo para sarampo. Os dados são do Ministério da Saúde.

Sintomas, tratamento e sequelas

- Sarampo é uma doença infecciosa e extremamente contagiosa. A transmissão se dá pelo vírus expelido na tosse, no espirro, durante a fala ou a respiração. A fase mais crítica para o contágio é dois dias antes e dois dias após o início da erupção cutânea.

- É uma doença de notificação; portanto, se houver suspeita, leve a criança ao posto de saúde ou ao pronto-socorro.

- Os sintomas: o doente apresenta febre alta, acompanhada de tosse persistente, irritação no olho, secreção no nariz e manchas brancas na mucosa bucal. Em seguida, podem vir manchas avermelhadas no rosto, que podem se disseminar até o pé, e que duram 3 dias - é o vírus agindo.

- É necessário isolar o doente para evitar transmissão - nada de levar à escola. Ou melhor: nada de sair de casa nem receber visita. No mais, ele fica prostrado, com febre alta.

- O tratamento, orientado por um médico, é sintomático; recebe-se medicação contra a febre e intensifica-se a hidratação.

- O sarampo pode levar à morte, principalmente de bebês não vacinados.

- A doença pode ocasionar diarreia, pneumonia, otite e meningite, ou deixar sequelas importantes, como olho lesionado (úlcera de córnea).

Como evitar?

- O único jeito de evitar a doença é tomando a vacina tríplice-viral (sarampo, caxumba e rubéola), disponibilizada pelo Ministério da Saúde gratuitamente nos postos de saúde.

- A primeira dose da vacina deve ser tomada aos 12 meses; a segunda, entre 4 e 6 anos de idade - ou até os 29 anos, caso a pessoa tenha pulado o reforço (confira a caderneta de vacinação).

- Dos 29 aos 49, a vacina também existe nos postos, gratuitamente, mas em dose única.A partir dos 50 anos, a pasta considera que a pessoa já foi exposta ao vírus.

- A vacina vale para vida toda. Mas se você tem dúvida se está imunizado ou não, vale a pena tomar de novo.

- Não podem receber a vacina: gestantes, casos suspeitos da doença, crianças com menos de 6 meses e pacientes imunodeprimidos.

- As grávidas devem esperar parir para tomar a vacina. O ideal é checar, antes de engravidar, via exame de sangue, se a gestante está ou não imunizada. Os obstetras costumam pedir esse exame nas primeiras consultas.

- A vacina é o vírus atenuado. Os registros, raros, de reação são de alergia a algum componente.

- Importante: se você já teve a doença, tranquilize-se, pois já está imunizado.

Fonte: Revista Crescer



Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A cirurgia é um recurso muito importante e deve ser considerada para alguns pacientes.

Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


O Influenza também está no nosso foco

Falar em vacinação nos dias de hoje nos tende a remeter quase que exclusivamente ao combate à Covid-19.

O Influenza também está no nosso foco

A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

É inaceitável que pessoas ainda morram de malária

Esta semana, de 25 a 29 de abril, marca a luta mundial contra a malária.


Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Médico psiquiatra comenta a situação exclusiva de pessoas que perderam parentes queridos durante a pandemia. A ansiedade e o transtorno de humor são os mais prevalentes nesses casos.

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

8 alimentos para incluir na dieta se você tem dores crônicas

Nutricionista fala sobre o poder dos alimentos para a nossa saúde.

8 alimentos para incluir na dieta se você tem dores crônicas

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Por muito tempo o hábito de roncar tem sido visto como motivo de chacota ou algo corriqueiro.

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Tireoide não é a culpada pelo ganho de peso

É muito comum algumas pessoas associarem o ganho de peso excessivo e inexplicado a um problema de tireoide, chamado de hipotireoidismo que nada mais é, a falta dos hormônios tireoidianos.


Você sabe identificar os sinais de um ataque cardíaco?

Quando uma forte dor no peito aparece é um indicativo de que há algo errado acontecendo e é comum associarmos imediatamente a dor com a possibilidade de que seja um infarto.

Você sabe identificar os sinais de um ataque cardíaco?

Comer chocolate realmente aumenta o surgimento de acne?

Dermatologista explica que a guloseima deve ser consumida com moderação. Confira!

Comer chocolate realmente aumenta o surgimento de acne?

Começa vacinação contra a gripe em todo o país

Meta é imunizar 76,5 milhões de pessoas até 3 de junho.

Começa vacinação contra a gripe em todo o país