Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Obesidade infantil tem se multiplicado

Obesidade infantil tem se multiplicado

04/05/2006 Da Redação

As pesquisas sobre obesidade se multiplicam, com dados cada vez mais alarmantes, mostrando um aumento considerável no número de pessoas com o problema, independentemente da idade. Cerca de 30% das crianças apresentam algum grau de sobrepeso. No Brasil, a obesidade afeta de 7% a 15 % da garotada, dependendo da região e da classe social.

Nos Estados Unidos, o número de casos dobrou na última década. Entre os adultos brasileiros, o índice de obesidade também é alto. Atinge, em média, 40% das pessoas nessa faixa etária, ou 38,8 milhões de pessoas.

São inúmeras as razões que levam à obesidade como a falta de atividades físicas, alimentação desregulada, excessos de gordura e guloseimas, pré-disposição genética e muitos outros fatores. O que quase nunca são levados em consideração são os motivos emocionais e psicológicos, que também são responsáveis pelo excesso de peso. 

A falta de sincronia familiar impõe à garotada um movimento crescente de solidão, insegurança, medo e baixa auto-estima, fazendo com que preencham o vazio interior com alimentação inadequada. Quando menos esperaram, os pais percebem que a criança pode começar a desenvolver doenças consideradas de adulto, como diabetes ou hipertensão, em decorrência da obesidade ou do sobrepeso. 

Para reverter essa tendência na próxima geração, os pais precisam prestar atenção no que as crianças estão ingerindo e se eles estão dando a devida atenção para que os filhos se sintam seguros. É preciso conscientizar crianças e adolescentes sobre a importância de uma alimentação completa, variada e colorida - portanto, rica em nutrientes. Não há alimentos proibidos, e sim pratos que devem ser consumidos com moderação. 

Fonte: Catarina Wolff é psicóloga do Espaço Leve – Clínica de Prevenção e Tratamento da Obesidade Infanto-juvenil, em São Paulo.



Maquiagem ‘bafônica’ ou mais discreta?

Influencer de beleza ensina passo a passo de make perfeita para o Carnaval.

Maquiagem ‘bafônica’ ou mais discreta?

Como apoiar um colaborador com síndrome do pânico?

Você está vivendo um dia normal. A rotina é a mesma, nada de novo. A mesma tranquilidade de sempre.


O que fazer quando alguém tem uma síncope?

Normalmente, antes da síncope costuma haver palidez, vertigem, suor frio,  formigamento no corpo, pulsação fraca, diminuição da audição e visão embaçada.

O que fazer quando alguém tem uma síncope?

Casos de sífilis têm aumento no Brasil

Principal forma de transmissão da doença são as relações sexuais sem proteção.

Casos de sífilis têm aumento no Brasil

Violência “no touch”

O assédio moral pode trazer sequelas emocionais e físicas.


Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Dicas para manter uma pele saudável e bem cuidada.

Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Fevereiro é mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Embora sejam doenças que não têm cura o diagnóstico precoce e correto pode garantir melhor qualidade de vida aos pacientes.

Fevereiro é mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

O implante de próteses nos seios é uma das cirurgias plásticas mais procuradas pelas brasileiras.

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo foca em crianças e jovens

Nesta primeira etapa serão enviadas 660 mil doses da tríplice viral, destinadas a crianças e jovens entre 5 e 19 anos.

Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo foca em crianças e jovens

Como utilizar corretamente o protetor solar

Dicas simples que podem te ajudar de forma correta este produto indispensável para a saúde.

Como utilizar corretamente o protetor solar

Transtorno de conduta infantil

O Transtorno de conduta (TC) não é uma simples desobediência.


Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que as vacinas das crianças e dos adolescentes estejam em dia.

Volta às aulas: as vacinas estão em dia?