Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Ouvido biônico é solução para surdez

Ouvido biônico é solução para surdez

02/07/2008 Divulgação

O implante coclear, ou ouvido biônico, é uma nova tecnologia que substitui completamente o ouvido de pessoas que nasceram surdas ou que desenvolveram a perda auditiva quando adultos.

Sua principal indicação é em crianças e adultos com surdez profunda e que não têm um resultado auditivo satisfatório com o uso dos aparelhos de audição convencionais. “O princípio do dispositivo é substituir o aparelho auditivo e não amplificar um som já existente como os aparelhos atuais”, explica o otorrinolaringologista Iulo Barauna, do Hospital Professor Edmundo Vasconcelos. O implante coclear é composto de duas partes principais: um componente cirurgicamente implantado, posicionado dentro da cóclea (feixe de eletrodos), e outro componente externo, que tem a função de captar os sons do ambiente e codificá-los em sinais elétricos a serem enviados diretamente ao nervo auditivo.

A idéia do implante coclear começou na década de 1930, mas a aplicação em seres humanos iniciou apenas nos anos 1970, nos Estados Unidos. Trinta anos após este modelo experimental, já são 115 mil pacientes implantados no mundo. No Brasil, a tecnologia estava restrita basicamente aos hospitais universitários, sendo poucos os casos realizados em hospitais conveniados e particulares, em razão dos custos que envolvem a cirurgia e o implante. “Os planos de saúde adequaram-se às normas da Agência Nacional de Saúde, e têm dado cobertura para este tratamento. Assim, o número de pacientes tende a aumentar”, explica o médico. Além disso, mudanças e aprimoramentos técnicos associados aos bons resultados obtidos nos pacientes já implantados têm incentivado um maior número de médicos a oferecer esse procedimento. “Já houve um grande avanço na tecnologia.

Hoje existem aparelhos com maior captação e novas estratégias de processamento do som. Os novos aparelhos multicanais permitem adequar o som de acordo com a configuração de perda auditiva do paciente”, comenta Iulo Barauna, que atua no Centro de Otorrinolaringologia do Hospital Professor Edmundo Vasconcelos, um dos pioneiros neste tipo de procedimento, antes restrito aos hospitais e centros universitários. “Desde seu desenvolvimento, mais de mil pessoas receberam o implante no País”. Para ser candidato a um implante coclear, o paciente deve passar pela avaliação de uma equipe multidisciplinar, composta por um médico otorinolaringologista, uma fonoaudióloga especialista em deficientes auditivos, um psicólogo e, em alguns casos, por uma consulta com uma assistente social. Em algumas situações, outros especialistas podem ser envolvidos. “Nossa equipe realiza reuniões mensais para a discussão dos casos e a decisão sobre a indicação ou não da cirurgia”, conta Iulo.

No Hospital Professor Edmundo Vasconcelos, o primeiro implante foi feito em maio de 2007, em uma criança de 9 anos. Mais dois pacientes devem ser operados ainda no primeiro semestre deste ano. Iulo Barauna alerta que os melhores resultados ocorrem nas cirurgias em crianças com até 3 anos, ainda na fase pré-lingual, ou seja, que nunca falaram, ou em adultos que já falavam e perderam a audição. Cerca de 75% de todas as perdas auditivas são conseqüências de fatores genéticos, conforme informação disponível no site www.implantecoclear.net. No Brasil, segundo Dr. Iulo, devem ser consideradas as doenças infecto-contagiosas, a exemplo da meningite e da rubéola, como potenciais desencadeadores da perda auditiva.



Estamos esperando o quê?

Uma pesquisa rápida no Google Trends aponta o que qualquer cidadão do mundo já sabe: o termo mais mencionado e pesquisado no ano passado foi “Coronavírus”.

Estamos esperando o quê?

Proteção da CoronaVac em pessoas com comorbidade é superior a 90%

Pesquisa analisa 5 mil profissionais de educação e da segurança pública da rede estadual lotados em Manaus.

Proteção da CoronaVac em pessoas com comorbidade é superior a 90%

Fisioterapia precoce é essencial no tratamento da artrite idiopática juvenil

Doença é autoimune e pode afetar bebês e crianças pequenas.

Fisioterapia precoce é essencial no tratamento da artrite idiopática juvenil

Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma 

Estudo aponta que declínio do risco pode chegar a 73%.

Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma 

“Agir salva vidas” é tema de campanha Setembro Amarelo 2021

Campanha para reduzir índices de suicídio é uma iniciativa da ABP e do Conselho Federal de Medicina.

“Agir salva vidas” é tema de campanha Setembro Amarelo 2021

Por que terceira dose de vacina contra Covid é importante e necessária

Variantes do vírus fazem com que seja necessário "treinar" o organismo para poder prevenir infecções.

Por que terceira dose de vacina contra Covid é importante e necessária

Tabagismo aumenta chances de casos graves da Covid-19

Relação entre fumo e doença é mais um motivo importante para a decisão de parar de fumar

Tabagismo aumenta chances de casos graves da Covid-19

Dicas de alimentação na TPM, gravidez e menopausa

Toda mulher passa por diferentes fases no ciclo fértil.

Dicas de alimentação na TPM, gravidez e menopausa

Número de mortes por paradas cardíacas aumenta durante a pandemia

Pesquisa mostra que procura por atendimento hospitalar por AVC e ataques cardíacos sofreu redução no período.

Número de mortes por paradas cardíacas aumenta durante a pandemia

Como a vitamina B12 pode beneficiar a sua saúde

A deficiência de vitamina B12 pode causar disfunções no sistema digestivo, sanguíneo ou neurológico.

Como a vitamina B12 pode beneficiar a sua saúde

Celular pode causar a síndrome de text neck

A inclinação da cabeça durante o uso pode lesionar a cervical e piorar dores já existentes.

Celular pode causar a síndrome de text neck

3 causas da perda auditiva

Conheça alguns problemas de saúde que podem ocasionar essa condição.

3 causas da perda auditiva