Portal O Debate
Grupo WhatsApp


País pagará 51% menos no remédio contra HIV

País pagará 51% menos no remédio contra HIV

10/05/2006 Divulgação

O Ministério da Saúde pagará, a partir de hoje, 51% a menos pelo medicamento tenofovir, que faz parte do coquetel utilizado para o tratamento dos portadores de HIV. O acordo foi assinado pelo ministro da Saúde, Agenor Álvares, e o vice-presidente da empresa Gilead Science, Joseph Steele, representando uma economia imediata de US$ 31,4 milhões por ano, que permitirá investimentos no próprio programa. O remédio é distribuído pelo governo federal gratuitamente para 11 mil pacientes. O valor do comprimido passou de US$ 7,68 para US$ 3,80.

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, o acordo já vale para a aquisição de 8,1 milhões de cápsulas neste ano pelo governo brasileiro. De 1980 a junho de 2005, foram registrados 371.827 casos de aids no Brasil. A taxa de incidência da aids (casos da doença por 100 mil habitantes) mantém-se estável, 17,2 em 2004. A razão entre homens e mulheres continua caindo e hoje está em 1,5 caso em homens para 1 caso em mulher. No início da epidemia, a razão era de 16 casos em homens para 1 em mulher. Atualmente, 170 mil pessoas recebem gratuitamente o coquetel antiretroviral. 

Para Mariângela Simão, diretora do Programa Nacional DST/Aids, com o acordo será possível expandir em até 50% a distribuição gratuita do medicamento até o final do ano. O remédio, segundo ela, tem vantagens pela eficácia terapêutica, pela dosagem única no dia e pela redução de sintomas colaterais.



Vacina para a Covid-19, o que precisamos saber

Qualquer notícia sobre a produção das vacinas contra a Covid-19 sempre deixa a população mundial esperançosa.

Vacina para a Covid-19, o que precisamos saber

Ministério da Saúde lança campanha de amamentação

Amamentação reduz mortalidade infantil e risco de câncer de mama.

Ministério da Saúde lança campanha de amamentação

Seminário internacional sobre autismo aborda ética no tratamento

No dia 22 de agosto, acontece o XVIII Seminário Internacional do Instituto LAHMIEI - Autismo da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).


Como saber se tenho bruxismo?

Dor na mandíbula e cabeça ao acordar são sintomas comuns.

Como saber se tenho bruxismo?

As novas maneiras de olhar e cuidar da saúde física e mental

Muito tem se falado sobre o impacto da pandemia e do distanciamento social na vida das pessoas.


Consultas odontológicas diminuem 80% durante a pandemia

Pesquisa feita pela UFPel diz respeito às consultas odontológicas na rede pública.

Consultas odontológicas diminuem 80% durante a pandemia

Aspectos emocionais do câncer

O câncer coloca a pessoa em situação limite, pois carrega o estigma da morte e do sofrimento.


Vacinas: destrinchando as fases da produção

A história do processo de produção das vacinas remonta aos trabalhos realizados pelo naturalista e médico inglês Edward Jenner, no final do século XVIII.

Vacinas: destrinchando as fases da produção

Lançado e-book com rotina de médicos em UTIs na pandemia

Prosas, versos e muita emoção mostram a nova realidade dos profissionais.


Síndrome de Burnout deve atingir diversos profissionais pós-pandemia

Cansaço, fadiga e estresse no trabalho podem ser mais sérios do que se imagina

Síndrome de Burnout deve atingir diversos profissionais pós-pandemia

Qual é o plano futuro para o setor de saúde depois da pandemia?

O setor de saúde deverá se reinventar, assim como vários setores da economia.

Qual é o plano futuro para o setor de saúde depois da pandemia?

Baixa adesão faz Ministério da Saúde ampliar campanha contra sarampo

Pessoas de 20 a 49 anos poderão se vacinar até o dia 31 de agosto, em todo o país.

Baixa adesão faz Ministério da Saúde ampliar campanha contra sarampo