Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Quanto mais apimentado melhor !

Quanto mais apimentado melhor !

20/06/2006 Divulgação

Ao contrário do que muitos pensam, a pimenta é um poderoso aliado da saúde do homem. Nenhum estudo comprova que ela cause mal à saúde. Pesquisas recentes mostram que a pimenta pode ajudar na prevenção de doenças como câncer, diabetes, catarata e mal de Alzheimer. Seu consumo também é essencial para quem sofre de dores de cabeça ou enxaquecas.

A substância química que dá à pimenta o seu caráter ardido é exatamente aquela que possui as propriedades benéficas à saúde. As pimentas provocam a liberação de endorfinas, analgésicos aturais extremamente potentes que nosso cérebro produz. 

Quando uma pessoa ingere um alimento ardido, como a pimenta, a capsaicina ou a piperina (presentes nesse alimento) ativam receptores sensíveis na língua e na boca. Esses receptores transmitem ao cérebro uma mensagem de que a boca estaria pegando fogo. Assim, o cérebro responde tentando "salvar" a boca desse fogo. 

É quando a pessoa começa a salivar, a face transpira e o nariz fica úmido, tudo isso com o intuito de refrescar. Embora a pimenta não tenha causado nenhum dano físico real à pessoa, o cérebro, enganado pela informação, inicia a liberação de endorfinas, que dão sensação de bem estar e euforia.

Entre outros benefícios, a pimenta impede a coagulação do sangue, evitando tromboses. Além disso, possui 7 vezes mais vitamina C que a laranja e possui vitamina E. Algumas pesquisas mostram que a pimenta auxiliam na prevenção de depressão e outros males que afetam o humor e a disposição.



Pandemia aumenta uso de ansiolíticos, antidepressivos e estabilizadores de humor

Medicações têm efeitos danosos, inclusive com risco de morte.

Pandemia aumenta uso de ansiolíticos, antidepressivos e estabilizadores de humor

Por que roncamos ao dormir de barriga para cima?

Entenda como as diferentes posições para dormir interferem no funcionamento do organismo.

Por que roncamos ao dormir de barriga para cima?

Dia Mundial do Alzheimer visa desmistificar o preconceito sobre a doença

"Conhecer demência é conhecer Alzheimer" é tema de campanha em 2021.

Dia Mundial do Alzheimer visa desmistificar o preconceito sobre a doença

Estamos esperando o quê?

Uma pesquisa rápida no Google Trends aponta o que qualquer cidadão do mundo já sabe: o termo mais mencionado e pesquisado no ano passado foi “Coronavírus”.

Estamos esperando o quê?

Proteção da CoronaVac em pessoas com comorbidade é superior a 90%

Pesquisa analisa 5 mil profissionais de educação e da segurança pública da rede estadual lotados em Manaus.

Proteção da CoronaVac em pessoas com comorbidade é superior a 90%

Fisioterapia precoce é essencial no tratamento da artrite idiopática juvenil

Doença é autoimune e pode afetar bebês e crianças pequenas.

Fisioterapia precoce é essencial no tratamento da artrite idiopática juvenil

Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma 

Estudo aponta que declínio do risco pode chegar a 73%.

Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma 

“Agir salva vidas” é tema de campanha Setembro Amarelo 2021

Campanha para reduzir índices de suicídio é uma iniciativa da ABP e do Conselho Federal de Medicina.

“Agir salva vidas” é tema de campanha Setembro Amarelo 2021

Por que terceira dose de vacina contra Covid é importante e necessária

Variantes do vírus fazem com que seja necessário "treinar" o organismo para poder prevenir infecções.

Por que terceira dose de vacina contra Covid é importante e necessária

Tabagismo aumenta chances de casos graves da Covid-19

Relação entre fumo e doença é mais um motivo importante para a decisão de parar de fumar

Tabagismo aumenta chances de casos graves da Covid-19

Dicas de alimentação na TPM, gravidez e menopausa

Toda mulher passa por diferentes fases no ciclo fértil.

Dicas de alimentação na TPM, gravidez e menopausa

Número de mortes por paradas cardíacas aumenta durante a pandemia

Pesquisa mostra que procura por atendimento hospitalar por AVC e ataques cardíacos sofreu redução no período.

Número de mortes por paradas cardíacas aumenta durante a pandemia