Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Ressonância magnética um aliado da mamografia

Ressonância magnética um aliado da mamografia

05/10/2005 Da Redação

Em alguns casos, a ressonância magnética vem sendo cada vez mais indicada para assegurar um diagnóstico preciso.

"Pacientes de alto risco para câncer de mama, que têm implantes de silicone ou mamas muito densas, ou ainda que estão em fase de pré-operatório de câncer ou de avaliação de quimioterapia são beneficiadas pela RM, que apresenta maior sensibilidade", diz o doutor Guilherme Rossi, radiologista da URP Diagnósticos Médicos, de São Paulo.

Rossi acrescenta que entre 20% e 35% das lesões detectadas precisam ser avaliadas por outros métodos. "Pacientes que têm fibrose decorrentes de cirurgias prévias, mamas de alta densidade, alterações clínicas, mamográficas ou no exame ultra-sonográfico, podem dar margens a resultados equivocados ou falsos positivos. Daí a necessidade, muitas vezes, de integrar com outros exames".

O radiologista adverte, ainda, que embora seja um exame complementar eficiente, a ressonância magnética não substitui a mamografia. "Além de ser um método novo, não evidencia calcificações, que em muitos casos são os primeiros sinais de um câncer. Sem contar que representam um incremento significativo nos custos do rastreamento".

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), dos 467.440 novos casos de câncer com previsão de serem diagnosticados em 2005, o câncer de mama foi o segundo mais incidente entre a população feminina, sendo responsável por 49.470 novos.

Fonte: Dr. Guilherme Rossi, médico radiologista da URP Diagnósticos Médicos. 



Os males provocados pelo açúcar

O açúcar já foi detectado como um vilão para a saúde.

Os males provocados pelo açúcar

Campanha de combate ao Aedes aegypti é antecipada no país

Objetivo do Ministério da Saúde é mobilizar mais a população no período da seca.

Campanha de combate ao Aedes aegypti é antecipada no país

Osteoporose: a doença silenciosa que ataca os ossos

Envelhecer é um fenômeno natural que acarreta diversas transformações e exige cuidados redobrados com a saúde.

Osteoporose: a doença silenciosa que ataca os ossos

Obesidade é considerado o mau dos últimos séculos

A obesidade atinge mais de 30% da população brasileira.

Obesidade é considerado o mau dos últimos séculos

Estudo mostra que erradicação da malária pode ser possível até 2050

Desde 2000, a incidência da malária e a taxa de mortalidade em nível global vem caindo ano a ano.

Estudo mostra que erradicação da malária pode ser possível até 2050

Um em cada três jovens já sofreu bullying na internet, diz Unicef

Redes sociais como Facebook e Instagram são os principais meios de cyberbullying entre os jovens.

Um em cada três jovens já sofreu bullying na internet, diz Unicef

Asma e exercício físico

Pessoas com asma tendem a não praticar exercícios físicos devido às crises que podem surgir durante a atividade.

Asma e exercício físico

Você desconfia que já não ouve tão bem quanto antes?

Aprenda a reconhecer, por meio de dez sintomas, os primeiros indícios de perda de audição.

Você desconfia que já não ouve tão bem quanto antes?

Municípios receberão R$ 44 milhões para equipar salas de vacinação

Medida visa garantir a qualidade dos imunobiológicos ofertados à população.

Municípios receberão R$ 44 milhões para equipar salas de vacinação

Alguns alimentos podem ajudar no combate à depressão

Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, iniciada em 2015.

Alguns alimentos podem ajudar no combate à depressão

Fobia social cresce no Brasil

Conheça os sintomas e tratamentos atuais.


BH é a 3ª capital no país com maior número de pessoas com diabetes

ADJ Diabetes Brasil promove campanha nacional sobre o controle do diabetes.