Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Saiba as diferenças entre alergia e intolerância alimentar

Saiba as diferenças entre alergia e intolerância alimentar

08/04/2015 Divulgação

Alguns sintomas alérgicos podem ser bem semelhantes ao de certas intolerâncias alimentares.

Basta ingerir um determinado tipo de alimento para desencadear uma reação, que pode ir de um simples desconforto a uma crise que pode até colocar a vida em risco. Como identificar se um problema recorrente relacionado à alimentação se trata de uma alergia ou intolerância alimentar? A dra. Sulanne Oliveira, nutricionista e consultora da farmácia online Netfarma explica cada uma, em detalhes, e dá dicas de como evitá-las.

Alergia Alimentar
Segundo a especialista, “a alergia é a reação do sistema imunológico que produz anticorpos para se defender de uma substância estranha para o organismo. Também conhecida como hipersensibilidade alimentar”, ela é mais comum em crianças, principalmente, menores de 3 anos de idade, mas pode acompanhar o indivíduo por toda a vida. Entre os alimentos que oferecem mais risco de desencadear reação alérgica estão leite, ovos, amendoim, frutos do mar e comidas com glúten, presente na farinha de trigo, por exemplo.

Os sintomas rápidos, normalmente, são coceira, rouquidão e dificuldade para respirar, mas outros como congestão nasal, inchaço, náuseas, cólicas, vômitos e diarreias também podem aparecer. “Nos casos mais graves, há o risco de ocorrer uma reação anafilática, extremamente grave e que requer socorro imediato ao paciente. Tontura, dificuldade para respirar ou deglutir e queda de pressão são alguns sinais de alerta que apontam para esse quadro”, orienta a nutricionista.

O grau da crise varia de acordo com a quantidade de alimento ingerida e com a idade e condições de saúde da pessoa. O diagnóstico é concluído após análise do histórico do paciente, dos sintomas e após testes como o de pele, que identificam a reação de anticorpos para substâncias suspeitas. “Excluir o alimento da dieta e substituí-lo por outro que não provoque a reação é a forma mais segura de evitar as crises. O acompanhamento médico é imprescindível, assim o paciente não fica sujeito a cair em ciladas, como por exemplo, ingerir um alimento diferente, mas do mesmo grupo do que é nocivo ao seu organismo e acabar sofrendo a mesma reação”, afirma a consultora da Netfarma.

Intolerância Alimentar
De acordo com dra. Sulanne Oliveira, “a intolerância alimentar ocorre quando o organismo não produz as enzimas necessárias para digerir um determinado alimento. Não há ligação com o sistema imunológico”. Mais uma vez, glúten, lactose e frutos do mar estão entre os maiores causadores do problema, assim como certos conservantes e corantes. Sintomas como náuseas, vômitos e diarreias figuram como os mais frequentes.

“Essas semelhanças fazem com que as pessoas confundam a intolerância alimentar com a alergia, por isso a avaliação médica é tão importante. O especialista vai realizar os exames que considerar apropriados para chegar ao diagnóstico preciso. Após o diagnóstico, o profissional vai cuidar também de repor os nutrientes na dieta do paciente, substituindo os alimentos que provocam a reação, por outros, mais adequados”, explica a nutricionista.



A confusa e trapalhona decisão da OMS sobre a Síndrome de Burnout

Uma das dificuldades envolvendo o tema “Burnout” é que a noção ganhou status de dogma religioso.

A confusa e trapalhona decisão da OMS sobre a Síndrome de Burnout

TDAH não é um distúrbio exclusivamente infantil

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) afeta uma pequena parcela da população.

TDAH não é um distúrbio exclusivamente infantil

Dores e má postura em crianças podem estar ligadas ao encurtamento muscular

Redução da amplitude de movimento e vícios de postura são os principais sinais de os músculos estão encurtados.

Dores e má postura em crianças podem estar ligadas ao encurtamento muscular

Burnout agora é síndrome ocupacional: o que as empresas podem fazer?

Síndrome é relacionada ao ambiente de trabalho.

Burnout agora é síndrome ocupacional: o que as empresas podem fazer?

É verdade que o apêndice é um órgão desnecessário?

A retirada de apêndice é uma operação considerada comum na cirurgia geral.

É verdade que o apêndice é um órgão desnecessário?

Prevenção é o principal fator de manutenção da saúde

O isolamento social durante pandemia mudou radicalmente a rotina em todos os aspectos.

Prevenção é o principal fator de manutenção da saúde

Portal de telemedicina ultrapassa a marca de um milhão de atendimentos realizados

Plataforma de teleconsulta expandiu durante a pandemia.

Portal de telemedicina ultrapassa a marca de um milhão de atendimentos realizados

Tipos de shampoo: anticaspa, matizador e muito mais!

Descubra as principais características dos mais variados tipos de shampoo para cada tipo de cabelo.

Tipos de shampoo: anticaspa, matizador e muito mais!

O que é bom para estrias? Como evitar, tirar e muito mais!

Descubra quais são os tipos de estrias e quais os melhores tratamentos para combatê-las.

O que é bom para estrias? Como evitar, tirar e muito mais!

Campanha “Janeiro Roxo” promove conscientização sobre a hanseníase

O Brasil é o segundo país com maior número de casos da doença no mundo.

Campanha “Janeiro Roxo” promove conscientização sobre a hanseníase

Minas supera eixos tradicionais de saúde e deixa legado no combate à pandemia

Uma das frases que mais me marcaram na pandemia foi: “Dormi com minha irmã viva e acordei com a notícia de que ela estava quase morrendo”.

Minas supera eixos tradicionais de saúde e deixa legado no combate à pandemia

O verão está chegando: proteja-se para prevenir o câncer de pele

Dezembro é o mês da conscientização sobre prevenção e diagnóstico precoce da doença, que é o tipo de câncer com maior incidência no Brasil.

O verão está chegando: proteja-se para prevenir o câncer de pele