Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Seguir dieta vegana não é sinônimo de vida saudável

Seguir dieta vegana não é sinônimo de vida saudável

02/04/2019 Divulgação

Especialista explica que abuso de determinados produtos de origem animal pode ocasionar obesidade e até mesmo diabetes.

Seguir dieta vegana não é sinônimo de vida saudável

O veganismo é um estilo de vida que vem crescendo a passos largos no Brasil. Apesar de não haver uma pesquisa consistente que apresente números sobre os adeptos dessa prática, é notório o aumento no volume de pessoas que buscam os alimentos desse seguimento e ainda as aparições de novos empreendimentos que fabricam tais produtos.

Tudo parte da opção de não consumir alimentos, roupas, produtos de higiene ou qualquer outro item de origem animal. Seja por reações alérgicas, conscientização, novo modo de pensar ou até mesmo pelo seguimento à moda, esse tipo de escolha tem sua representatividade maior quando o assunto é a alimentação.

O fato de consumir alimentos vegetais e substituir carnes, leite e outros produtos derivados de animais por produtos à base de vegetal desperta atenção crítica de quem ainda não aderiu a causa. E essa dieta formatada apenas por leguminosas e afins causa a impressão de que a vida pode ficar mais saudável, porém não é bem assim.

Especialistas alertam para que esse tipo de dieta tem suas armadilhas. "Se um grupo de alimentos é retirado da rotina, como no caso do veganismo que descarta alimentos de origem animal, cria-se no organismo um déficit de nutrientes que são abundantes nesses alimentos descartados. Isso sem falar que a comida de origem vegetal ainda pode causar a obesidade”, explica Henrique Eloy, médico especialista em cirurgia e endoscopia bariátrica e gastroenterologia.

Dr. Henrique esclarece ainda, que em outros casos, os veganos acabam optando por substituir a carne por alimentos com altas taxas calóricas sem sequer saber. “Não adianta de nada se a pessoa retirar a carne, o leite e o ovo da dieta, que são alimentos muito importantes, para colocar frituras no lugar. Isso é um grave problema. Porque além do organismo perder fontes de nutrientes importantes como a vitamina B-12, vitamina D, cálcio, ferro, ômega-3, por exemplo, ele ainda aumenta a LDL que é a gordura que causa o colesterol e ainda proporciona a obesidade”.

Isso sem mencionar as massas, outro favorito no cardápio vegano. “Massas são um aliado da obesidade. Isso porque esses alimentos são ricos em carboidratos e têm um valor calórico e energético muito alto. Sem mencionar a concentração do açúcar que pode ser liberada no sangue e causar até mesmo a diabetes. E não é só do macarrão que estamos falando. Esse risco vem da pizza, bolos e até do pãozinho fresquinho das padarias”, acrescenta o médico.

Contudo, o segredo para ter uma vida saudável a partir do veganismo é compreender melhor os alimentos ingeridos e antenar para a tabela nutricional. “Atenção e informação! São essas as minhas dicas para levar a dieta vegana da melhor forma possível.

Aliás, não só para a dieta vegana. Qualquer que seja a restrição a qual o paciente for submetido é importante avaliar bem e compreender o que está comendo e o que veio a deixar de comer. Por isso é importante que as dietas sejam acompanhadas por um profissional, para que as pessoas tenham melhor conhecimento do que é de fato saudável para suas vidas”, conclui Dr. Henrique Eloy.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Autismo, comorbidades e Covid-19

Muitos pais ficam com dúvidas sobre como o novo coronavírus (COVID-19) pode ser perigoso ou não para quem tem o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA).


Pais, acolham seus filhos adolescentes

Eles podem estar sofrendo…


STF reconhece profissão de optometrista

A exemplo do que acontece no exterior, prescrição de lentes de grau não é mais exclusividade de médicos no Brasil.

STF reconhece profissão de optometrista

O home office e a dor nas costas

Muitos não possuem os devidos materiais para evitar dores na hora de fazer o home office.

O home office e a dor nas costas

Psicólogo mineiro lança canal educativo sobre saúde mental

O espaço é dedicado à divulgação de conteúdo de utilidade pública, bem-estar e qualidade de vida.


Pandemia é “sinal amarelo” para risco de automedicação

Prática traz sérios problemas para a saúde e não trata adequadamente as doenças.

Pandemia é “sinal amarelo” para risco de automedicação

Pessoas com visão monocular lutam para serem reconhecidas como pessoas com deficiência

Cegueira de um dos olhos chega a reduzir o campo visual em 25%.


Plano de saúde não pode negar tratamento prescrito por médico e deve cobrir teste de Covid

Os planos de saúde limitam, de forma significativa, o tratamento a ser aplicado ao paciente.


Pico de bronquiolite deve ocorrer no segundo semestre

A pandemia mudou radicalmente o perfil das internações infantis neste ano.


Hipertensão: a primeira aferição é capaz de diagnosticar o problema?

O diagnóstico e o início precoces do tratamento da hipertensão arterial são fatores essenciais para o controle da doença.

Hipertensão: a primeira aferição é capaz de diagnosticar o problema?

Orientação médica à distância requer cautela nos procedimentos

A telemedicina é um modo de exercer a medicina em que o contato acontece por meios digitais, via voz e vídeo.

Orientação médica à distância requer cautela nos procedimentos

Diferencie fome emocional da fome física

Durante a pandemia do novo coronavírus, muitos de nós ficamos mais ansiosos com medo do futuro e com a sensação de que todos os dias parecem iguais.