Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Transpiração excessiva tem tratamento

Transpiração excessiva tem tratamento

29/04/2019 Divulgação

A sudorese excessiva pode acometer com maior frequência as áreas das axilas, pés, mãos e rosto

Transpiração excessiva tem tratamento

Em torno de 3% da população mundial sofre com o suor excessivo ou hiperidrose, segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). A instituição também revela que entre as pessoas que possuem a doença, 40% convivem com o problema sem buscar por nenhum tipo de tratamento.

Produzido pelas glândulas sudoríparas da pele, o suor tem a função de manter a temperatura do corpo, que deve ficar em torno de 36 graus Celsius. A quantidade de transpiração produzida e liberada por um ser humano pode variar de acordo com a idade, sexo e habitat.

Sendo um componente importante para a saúde do nosso corpo, o suor é uma manifestação comum do organismo para se manter em equilíbrio. De acordo com a dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Teresa Noviello, a sudorese excessiva pode acometer com maior frequência as áreas das axilas, pés, mãos e rosto, mas pode se fazer presente em qualquer outra parte do corpo.

“Na maioria das situações, as pessoas com esta condição sempre estão com as mãos e pés molhados e gelados, e ainda podem sofrer com o aparecimento de manchas e mal cheiro nas roupas, algo que destrói a autoconfiança e a autoestima. Além de causar um grande incomodo estético, a condição também pode atrapalhar as relações sociais e profissionais”, explica.

A hiperidrose pode surgir em consequência de quadros de hipertireoidismo, obesidade, menopausa, distúrbios psiquiátricos, ansiedade e nervosismo ou mesmo pela existência de um histórico familiar com o problema. Teresa Noviello aponta que antes de optar pela realização de qualquer tratamento, o paciente deve procurar por um médico, pois, somente ele poderá identificar e recomendar os cuidados e procedimentos adequados para o controle de cada caso.

“Em episódios menos intensos da hiperidrose e que se concentram nas axilas, o uso de desodorantes, antitranspirantes e antiperspirantes pode ser uma boa opção”, aconselha. Já para situações mais graves e que atingem outras partes do corpo existem outras alternativas de tratamentos como os cirúrgicos e não-cirúrgicos, o uso de medicamentos por via oral e simpatectomia. “Um método muito usado por nós dermatologistas é a aplicação de Botox, de tempos em tempos, nos locais afetados. É um tratamento temporário, mas que perdura por um bom tempo”, indica.

Naves Coelho Comunicação



Ministério da Saúde lança campanha nacional de combate à sífilis

Gestantes representaram mais da metade dos casos contraídos em 2020.


Pandemia afetou em 35% número de consultas oftalmológicas em 2020

Cerca de 3,7 milhões de atendimentos deixaram de ser feitos.

Pandemia afetou em 35% número de consultas oftalmológicas em 2020

Nomofobia: Você tem medo de ficar longe do celular?

Uma pesquisa recente publicada pela Digital Turbine mostra que 20% dos brasileiros não ficam mais de 30 minutos longe do celular.

Nomofobia: Você tem medo de ficar longe do celular?

Dor crônica na região lombar pode ser sinal de ‘bico de papagaio’

A região lombar costuma ser a mais afetada pela osteofitose

Dor crônica na região lombar pode ser sinal de ‘bico de papagaio’

Livro inédito comemora centenário da descoberta da insulina

A renda obtida com a venda dos livros será doada ao Instituto Correndo Pelo Diabetes para incentivar a prática da atividade física.

Livro inédito comemora centenário da descoberta da insulina

10 curiosidades sobre o crânio e o cérebro que irão te surpreender

Ainda estamos longe de conhecer todo o mistério que envolve a interligação do cérebro com o nosso organismo como um todo, mas já temos importantes achados.


Quase 3 milhões de mulheres deixaram de rastrear o câncer de mama na pandemia

Com medo do contágio pelo coronavírus, as mulheres deixaram de lado a rotina de cuidados.

Quase 3 milhões de mulheres deixaram de rastrear o câncer de mama na pandemia

Bons hábitos de saúde podem evitar doenças cardiovasculares

Em 2021, Brasil registra 299.304 pessoas mortas por doenças cardiovasculares.

Bons hábitos de saúde podem evitar doenças cardiovasculares

Uso de lentes de contato por crianças deve ser cauteloso

Conheça os riscos e benefícios de crianças e adolescentes usar lentes de contato.

Uso de lentes de contato por crianças deve ser cauteloso

Pandemia aumenta uso de ansiolíticos, antidepressivos e estabilizadores de humor

Medicações têm efeitos danosos, inclusive com risco de morte.

Pandemia aumenta uso de ansiolíticos, antidepressivos e estabilizadores de humor

Por que roncamos ao dormir de barriga para cima?

Entenda como as diferentes posições para dormir interferem no funcionamento do organismo.

Por que roncamos ao dormir de barriga para cima?

Dia Mundial do Alzheimer visa desmistificar o preconceito sobre a doença

"Conhecer demência é conhecer Alzheimer" é tema de campanha em 2021.

Dia Mundial do Alzheimer visa desmistificar o preconceito sobre a doença