Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Veranico com calor e poluição é risco para quem faz atividades ao ar livre

Veranico com calor e poluição é risco para quem faz atividades ao ar livre

21/06/2024 Divulgação

Professor de Medicina do Esporte dá dicas de como evitar problemas causados por essa combinação.

Veranico com calor e poluição é risco para quem faz atividades ao ar livre

Exercitar-se ao ar livre é uma boa oportunidade para se conectar com a cidade e observar pessoas e cenários urbanos, além de ser uma atividade democrática e de pouco investimento. Basta ter um tênis, uma roupa confortável e disposição. Mas, praticar exercícios físicos durante este período de verão fora de época, o chamado “Veranico”, pode ser um risco à saúde, em caso de exposição ao calor, ao clima com pouca umidade e especialmente à baixa qualidade do ar.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, mais de 13 milhões de pessoas morrem por ano devido à exposição aos fatores de risco ambientais. E o que é ruim deve ficar pior, porque as mudanças climáticas podem agravar ainda mais essa situação.

O coordenador do curso de Medicina do Centro Universitário São Camilo e professor de Medicina Esportiva, Raphael Einsfeld, explica que alguns cuidados devem ser tomados para que uma atividade prazerosa não se transforme em um problema. “O ar possui 21% de oxigênio e, à medida em que são adicionadas partículas inaláveis finas, fica mais difícil de os pulmões absorverem o oxigênio necessário para as funções do corpo, ou seja, quanto mais poluição, menos oxigênio chega ao organismo e com isso menos o indivíduo fica capaz de performar”, explicou.

As partículas inaláveis finas são poluentes com um diâmetro de menos de 2,5 micrômetros que podem entrar nos pulmões e na corrente sanguínea. Além delas, o monóxido de carbono, gás invisível e inodoro expelido pelos veículos automotores, é um risco para quem se exercita nas proximidades de áreas de grande trânsito, porque podem causar dor de cabeça, náusea, tontura e vômitos.

Einsfeld explica que, a partir desses fatores poluentes, a pessoa pode apresentar mais dificuldade para respirar e se sentir mais cansada e assim ficar mais predisposta a ter um mal súbito, “principalmente aqueles que já têm alguma patologia, como doença coronariana ou diabetes. Então, a probabilidade de um problema cardiovascular é muito alta, sem sombra de dúvida”, afirmou.

A poluição também aumenta os riscos de problemas respiratórios, como tosse, dificuldade de respiração e infecções. A dica para pessoas mais sensíveis é que nesse caso o tempo destinado à prática esportiva seja reduzido. “Essa mistura de calor, baixa umidade e poluição faz com que contraindiquemos atividades ao ar livre, principalmente quando as temperaturas externas fiquem acima dos 25 graus. As atividades físicas devem ser feitas quando o sol não está a pino, no início da manhã ou no fim da tarde. Também recomendamos os parques, que são áreas mais arborizadas. Exercitar-se à noite, quando não há uma irradiação direta, é outra opção”, finalizou.

Para mais informações sobre calor clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Todos os nossos textos são publicados também no X

Quem somos

Fonte: Activa Comunicação



Vida longa: estudo mostra segredo da longevidade no sangue de centenários

Identificar biomarcadores da longevidade é apenas o primeiro passo, é preciso, também, descobrir fatores que os influenciam.

Autor: Divulgação

Vida longa: estudo mostra segredo da longevidade no sangue de centenários

Sedentarismo: 5 dicas para ser mais ativo mesmo com uma rotina corrida

É preciso incluir as atividades físicas de uma forma natural no seu dia a dia para fugir do sedentarismo.

Autor: Divulgação

Sedentarismo: 5 dicas para ser mais ativo mesmo com uma rotina corrida

Solteiros têm mais chances de morrer do que casados

De acordo com o especialista em relacionamentos, Caio Bittencourt, estar em uma relação pode ajudar na manutenção da saúde de modo geral.

Autor: Divulgação

Solteiros têm mais chances de morrer do que casados

Varizes estouradas? E agora, o que fazer?

As veias das pernas têm a função de levar o sangue ao coração após irrigarem os membros inferiores.

Autor: Divulgação

Varizes estouradas? E agora, o que fazer?

Saiba quais são as alergias e doenças respiratórias mais comuns no inverno

A incidência de doenças respiratórias aumenta no inverno devido às baixas temperaturas, ambientes úmidos e poluição.

Autor: Divulgação

Saiba quais são as alergias e doenças respiratórias mais comuns no inverno

Por que o frio é um dos vilões para o cabelo?

A queda de cabelo costuma ser o terror de muita gente. E a chegada do frio torna esse pesadelo ainda mais intenso.

Autor: ‌Melina Oliveira

Por que o frio é um dos vilões para o cabelo?

A era da saúde digital chegou: seus conflitos éticos também

A chamada era digital já transformou toda a área da saúde. Saúde Digital

Autor: Thiago Rocha da Cunha 

A era da saúde digital chegou: seus conflitos éticos também

Queimadas, poluição e tempo seco: como fica a saúde respiratória e ocular?

Cerca de 25% apresentam a síndrome do olho seco nesta época do ano.

Autor: Divulgação

Queimadas, poluição e tempo seco: como fica a saúde respiratória e ocular?

O que comer para evitar resfriados e fortalecer o sistema imunológico?

Com a chegada do inverno no próximo dia 21, as temperaturas caem, a umidade aumenta e os vírus e bactérias se propagam com mais facilidade.

Autor: Divulgação

O que comer para evitar resfriados e fortalecer o sistema imunológico?

O tempo seco e as alergias

Com uma nova onda de calor chegando aliada ao tempo seco, comum nesta época do ano, as alergias respiratórias ganham força.

Autor: Divulgação

O tempo seco e as alergias

Nutrição e atividade física: saúde do corpo e da mente

A nutrição adequada fornece ao corpo os nutrientes necessários para funcionar corretamente.

Autor: Divulgação

Nutrição e atividade física: saúde do corpo e da mente

Inverno: frio, vento e tempo seco são alerta para doenças respiratórias

Estação começou; cuidados com a hidratação e alimentação podem ajudar na prevenção de gripes e resfriados.

Autor: Divulgação

Inverno: frio, vento e tempo seco são alerta para doenças respiratórias