Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Você é tão fértil quanto aparenta ser?

Você é tão fértil quanto aparenta ser?

14/07/2012 Da Redação

Com o conceito de envelhecimento ativo bem propagado em nossa sociedade, é comum pensarmos que “os sessenta anos podem ser os novos quarenta”, e “os quarentões são agora os novos trintões”...

Mas em termos biológicos, isto não é verdade, principalmente, se a mulher está tentando conceber. Hoje, uma mulher bem sucedida, com quarenta anos, certamente investiu tempo e dinheiro em sua educação e em sua aparência, tentando parecer mais jovem. E em nossa sociedade associamos traços de juventude e beleza a “características de fertilidade".

Isso é um mito: a ligação entre atratividade e fertilidade. Os avanços da indústria da beleza, da dermatologia e da cirurgia plástica, para não mencionar a devoção à yoga, ao pilates e aos exercícios físicos estão fazendo o possível para “diminuir um bom número de anos” nas mulheres.

À primeira vista, elas estão admiravelmente mais jovens em relação à sua idade cronológica. Mas os especialistas em reprodução humana temem que as mulheres estejam alimentando uma larga desconexão entre o que elas veem no espelho e o que está acontecendo com seus órgãos reprodutivos. É preciso saber que entre os 30 e os 40 anos, os órgãos internos “estão envelhecendo”, mesmo sem as mulheres sentirem isso, mesmo sem a percepção clara desta passagem do tempo. Hoje, é comum ver mulheres que se surpreendem com o diagnóstico de infertilidade relacionado à idade.

“Eu cuido da minha alimentação, tomo suplementos vitamínicos, não bebo, não fumo, venho de uma família fértil e grande... Como não consigo engravidar?”, elas questionam, sem levar em conta a própria idade.“E esta irrealidade – esta diferença entre a idade e a aparência –  é reforçada por Hollywood, para o desespero crescente de muitos obstetras e ginecologistas. Agora, as estrelas e celebridades, nos seus 40 anos, não são apenas celebradas como símbolos sexuais, mas a julgar pela cobertura da mídia, elas parecem estar se reproduzindo sem dificuldade alguma. O que fica na cabeça das mulheres comuns é que as celebridades decidiram e conseguiram engravidar com mais de 40 anos”, afirma o ginecologista Jonathas Borges Soares, diretor do Projeto ALFA, Aliança de Laboratórios de Fertilização Assistida.

São comuns publicações que estampam em suas capas manchetes como esta: "25 Estrelas que deram à luz depois dos 40" (US Magazine), transformando estas mulheres em ícones do glamour. Nesta lista estão Brooke Shields, Madonna, Jennifer Aniston todas com sorrisos radiantes e bebês no colo. “Todos – homens e mulheres – pensamos ser mais férteis do que realmente somos. As mulheres precisam aprender a separar a saúde geral da saúde reprodutiva. Devem estar cientes de que a fertilidade diminui com a idade, não importando os cuidados adotados com a própria saúde geral”, diz Jonathas Soares.

Uma pesquisa recente, realizada pela Resolve e pela Serono - The Fertility IQ 2011 Survey -  revela que as mulheres são realmente  mal informadas a respeito deste tema. A maioria não conhece fatos básicos sobre sua própria fecundidade e sobre os efeitos do envelhecimento sobre sua fertilidade.

Realizada com mais de 1.000 mulheres com idades entre 25 e 35 anos, o estudo constatou que as mulheres estavam erradas, na maioria das vezes, sobre quanto tempo levariam para engravidar  e sobre o quanto sua fertilidade diminui de acordo com o aumento da idade. Muitas entrevistadas não sabiam que uma mulher saudável de 30 anos tem apenas 20% de chances de conceber a cada mês.

E que aos 40 anos, este percentual cai para  5%. As mulheres pesquisadas ampliaram muito as probabilidades reais: a maioria achava que uma mulher de 30 anos de idade teria cerca de 70% de chances de conceber e que aos  40 anos, estas chances poderiam chegar a  60%.



Check-up médico anual pode evitar doenças de alto risco

Especialista vascular explica quais os principais exames a serem feitos todos os anos e por que não devem ser ignorados.

Check-up médico anual pode evitar doenças de alto risco

Dezembro Laranja: cuidados que vão além do protetor solar

Também é importante usar chapéus, óculos escuros e roupas que cubram boa parte do corpo.

Dezembro Laranja: cuidados que vão além do protetor solar

Medicamentos à base de cannabis podem ajudar no tratamento de doenças perigosas

Assunto virou destaque após aprovação do uso, feito pela Anvisa.

Medicamentos à base de cannabis podem ajudar no tratamento de doenças perigosas

Inca alerta sobre uso de dispositivos eletrônicos para fumantes

Resolução da Anvisa proibiu comercialização de cigarros eletrônicos.

Inca alerta sobre uso de dispositivos eletrônicos para fumantes

Obesidade, sobrepeso e os males sociais

A obesidade e o sobrepeso devem ser pensados como problemas de saúde pública e como tal devem ser tratados desde a sua prevenção.

Obesidade, sobrepeso e os males sociais

Verão requer atenção redobrada com picadas de insetos

Com a chegada do verão, as pessoas deixam a pele mais exposta e, consequentemente, as picadas de insetos também se tornam frequentes.

Verão requer atenção redobrada com picadas de insetos

Consumo de cigarros ilegais cai no Brasil pelo segundo ano consecutivo

Estudo foi divulgado pelo Instituto Nacional de Câncer.

Consumo de cigarros ilegais cai no Brasil pelo segundo ano consecutivo

Viajar de avião com conjuntivite exige cuidados

Médico explica que muitas vezes o paciente adquire a doença ainda durante o voo.

Viajar de avião com conjuntivite exige cuidados

Anvisa libera venda de maconha para uso medicinal

Manipulação da substância não será permitida, e compra poderá ser feita apenas com prescrição médica.

Anvisa libera venda de maconha para uso medicinal

A dieta do limão provoca erosão dentária e aumento de cáries entre as mulheres

Acidez do limão provoca microporosidades na superfície do esmalte dos dentes.

A dieta do limão provoca erosão dentária e aumento de cáries entre as mulheres

Cáries não tratadas podem causar inflamação no coração

Todo mundo sabe que a falta de higiene bucal e a não visitação periódica ao dentista podem causar muitos danos aos dentes e à boca em geral.


Brasil tem 135 mil pessoas convivendo com HIV que não sabem

Somente em 2018, foram notificados 43,9 mil novos casos no país

Brasil tem 135 mil pessoas convivendo com HIV que não sabem