Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Bioplásticos: solução ambiental ou falsa promessa?

Bioplásticos: solução ambiental ou falsa promessa?

19/11/2018 Desiree Therre (ca)

Empreendedores apresentam embalagens feitas de materiais alternativos ao petróleo, como algas ou óleo de cozinha, como solução para o lixo plástico.

Bioplásticos: solução ambiental ou falsa promessa?

Se Josefine Staats estiver certa, a alga vermelha Kappaphycus pode ser um verdadeiro redentor ambiental – pelo menos quando se trata de plástico.

"As algas não precisam de solo para crescer. Não precisam de fertilizantes ou pesticidas e crescem rapidamente", diz a empresária berlinense. Staats administra uma empresa de alimentos naturais e quer transformar as algas marinhas em bioplástico.

A vantagem é que o bioplástico feito de algas teria a mesma aparência do comum sem ser feito à base de petróleo e seria biodegradável, explica Staats.

A berlinense não é a primeira pessoa a promover a ideia de plásticos à base de algas num momento em que alternativas adequadas aos plásticos convencionais são urgentemente necessárias.

Grande parte das mais de 300 milhões de toneladas do material à base de petróleo produzido a cada ano acaba poluindo o meio ambiente. A Agência Internacional de Energia (AIE) estima que a quantidade de petróleo usada para produzir todo esse plástico aumentará de 12 milhões de barris por ano, em 2017, para 18 milhões de barris anuais, até 2050.

A questão se os bioplásticos são realmente uma solução viável é, no entanto, motivo de debate. Eles não são automaticamente melhores para o meio ambiente ou para o clima do que seus homólogos à base de petróleo, dizem especialistas.

"Certamente há produtos em que o plástico biodegradável faz sentido", afirma Franziska Krüger, do Departamento Federal do Meio Ambiente (UBA) da Alemanha, acrescentando, no entanto, que não se deve "maquiá-lo de ecoeficiente".

Por exemplo, só porque uma bolsa é feita bioplástico não significa que não acabe flutuando no oceano. Dependendo do material de que ela seja feita, a bolsa pode ser facilmente compostável em casa, biodegradável apenas sob as condições certas, ou pode até mesmo se decompor tão lentamente quanto os plásticos tradicionais – alguns dos quais podem levar até 600 anos para se degradar.

Além disso, culturas como milho e cana-de-açúcar, usadas para a produção de bioplásticos, exigem grandes quantidades de terra e fertilizantes, o que pode danificar o solo e resultar em menos área disponível para o cultivo de alimentos.

Poliéster produzido por bactérias

Lenka Mynarova foi nomeada a empreendedora do ano de 2018 em seu país de origem, a República Tcheca. Ela planeja reutilizar o óleo de cozinha, transformando-o em bioplástico com a ajuda de bactérias produtoras de PHA, ou polihidroxialcanoatos – poliésteres produzidos por bactérias.

Ela explica que seu produto não vai comprometer áreas cultiváveis. "Não estamos cooperando com nenhum produtor de óleo de palma. Não estamos desperdiçando nenhuma terra, só estamos usando lixo", afirma.

Porém, ninguém pode dizer com certeza como o plástico à base de resíduos orgânicos irá reagir no meio ambiente. Não há estudos aprofundados, explica Krüger, da UBA.

"Não há nenhuma garantia de que esse bioplástico se degrade completamente na natureza ou na pilha de compostagem da mesma forma que no laboratório, onde os pesquisadores podem controlar as condições ambientais", disse Krüger.

Atualmente, empresas de reciclagem e autoridades locais não têm meios para processar muitos bioplásticos, que possuem propriedades diferentes e exigem diferentes métodos de descarte. Muitos deles acabam sendo incinerados.

"A maioria dos bioplásticos não se deixa compostar", afirma Krüger, acrescentando que a maioria das instalações de compostagem rotula os bioplásticos como um material "contaminante". É por isso que produtos como sacos de lixo orgânicos feitos de plástico compostável ainda não são uma solução real.

E, até agora, o setor de reciclagem recebeu pouco incentivo para investir em processos para tratar a quantidade relativamente pequena de bioplástico que se encontra realmente em circulação. "O esforço tem que compensar", aponta Krüger.

Pequenos passos

Em 2017, foram produzidos 2 milhões de toneladas de bioplástico, segundo o grupo industrial European Bioplastic, com sede em Berlim. Essa cifra deve aumentar para 2,4 milhões de toneladas até 2022.

Especialistas dizem que, para o setor de bioplásticos realmente decolar, o petróleo bruto deve ficar mais caro. Nos últimos meses, os preços variaram, atingindo recentemente o valor mais alto dos últimos quatro anos, antes de cair novamente.

"Os produtores de plásticos deveriam procurar alternativas", aponta Michael Thielen, consultor de relações públicas e editor da revista Bioplastics Magazine.

Empreendedores como Staats querem estar preparados com suas alternativas de algas quando empresas vierem bater à sua porta. A berlinense também espera que sua startup se expanda com um projeto de desenvolvimento no Sri Lanka. Ela planeja apoiar pescadoras – muitas delas perderam seus maridos na guerra civil entre 1983 e 2009 – a cultivar algas organicamente.

Vai levar algum tempo até que ela consiga comercializar o seu primeiro produto – embalagens de bioplástico para a empresa de alimentos naturais que ela já administra.

"A tecnologia para a produção de bioplástico à base de algas já existe, mas ainda não está totalmente desenvolvida", explica Staats.

Atualmente, ela está tentando levantar 1 milhão de euros em capital inicial e procurando um laboratório e cientistas com quem possa trabalhar. "Assim, podemos pelo menos começar." 



Sebrae aproxima startups e empresas inovadoras de investidores

Programa Capital Empreendedor 2022 está com inscrições abertas até o dia 15 de maio


Fintech especializada em cashback agora passa oferecer conta digital

Startup que atuava apenas como aplicativo de recompensas em cashback investe no desenvolvimento de novos recursos para realizar transações financeiras na plataforma.

Fintech especializada em cashback agora passa oferecer conta digital

Startup mineira discute tendências tecnológicas do mercado de comércio conversacional

Evento de Take Blip acontece no dia 18 de maio, em São Paulo, e contará com painéis da META, Nestlé, Mercado Pago, Riachuelo e outras grandes empresas.


Startup leva a educação do futuro para as escolas

Programa idealizado pela StarHire365 leva as competências e habilidades fundamentais do século XXI para a grade curricular do ensino fundamental

Startup leva a educação do futuro para as escolas

Startup gera economia de mais de R$ 2 milhões na conta de energia dos mineiros em 2021

Evolua Energia contribuiu diretamente para a preservação de mais de 20 mil litros de água, 840 kg de madeira, redução de 140 toneladas de emissão de carbono e 140 kg de lixo.

Startup gera economia de mais de R$ 2 milhões na conta de energia dos mineiros em 2021


Startup cria tecnologia que ajuda a driblar alta de preços nos combustíveis

Ferramenta conduz melhor a gestão de frotas, tornando-a mais eficiente - e mais barata.

Startup cria tecnologia que ajuda a driblar alta de preços nos combustíveis

Yamaha Motor lidera rodada de investimento na startup ARPAC

ARPAC desenvolve e opera drones para monitoramento de sanidade de lavouras.

Yamaha Motor lidera rodada de investimento na startup ARPAC

Startup do agronegócio desenvolve diagnósticos biológicos do solo usando IA

A empresa está em busca do seu primeiro investimento depois de passar por programa de aceleração da Bluefields.


3 Startups que estão revolucionando o marketing

Seja qual for a área de atuação de uma empresa, o marketing é extremamente importante para garantir o seu sucesso e crescimento.


Startup cresce 75% com tecnologia para seleção e recrutamento

Com velocidade de startup, curitibana Selecty lança versão 4.0, pivota modelo de negócios e já colhe bons resultados.

Startup cresce 75% com tecnologia para seleção e recrutamento

Startup CertifiCafé conecta produtores com o mercado para atrair investidores

Única startup brasileira que faz parte do Sustainable Coffee Challenge, Certificafé é destaque no portfólio da NovoAgro Ventures.