Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Programa prepara startups mineiras para atraírem investimentos

Programa prepara startups mineiras para atraírem investimentos

17/08/2021 Divulgação

Capital Empreendedor 2021 visa orientar e capacitar startups para se aproximarem e negociarem com investidores.

Programa prepara startups mineiras para atraírem investimentos

Dez startups mineiras estão na segunda fase do programa Capital Empreendedor 2021, que está sendo realizado pela primeira vez em Minas Gerais. No início do programa, em maio, 30 startups foram selecionadas para o programa. Dessas, 10 passaram para a próxima etapa, e agora estão recebendo mentorias e capacitações, até a rodada final que acontece em novembro, em São Paulo, quando terão a chance de receberem investimentos de grandes players do mercado.

O programa Capital Empreendedor é uma iniciativa do Sebrae Nacional que visa orientar e capacitar startups e negócios inovadores para se aproximarem e negociarem com investidores de risco. A iniciativa já teve três edições, capacitando 497 empresas de todo o país. Desse total, 85 startups, oriundas de 16 estados, receberam investimentos que somam R$52,9 milhões. 

“Essa é a primeira vez que Minas Gerais participa do programa e as startups mineiras estão tendo um desempenho e evolução impressionante. Durante toda a imersão, elas tiveram a oportunidade de repensar seu modelo de negócio, avaliar se o momento é o mais indicado para captar recursos, qual investidor possui mais afinidade com o negócio e qual o tipo de investimento mais adequado. Além disso, apresentaram as suas teses para a banca de forma mais estruturada e com segurança”, destaca o analista do Sebrae Minas Igor Robert Martins.

A startup Contajá, que oferece soluções contábeis, regulatórias e tributárias para micro e pequenas empresas, foi uma das dez selecionadas para a segunda fase do programa. O CEO, João Henrique Costa, ressalta que o programa está proporcionando um amadurecimento muito grande para a captação de recursos. “Todas as experiências e conhecimentos ao longo da jornada foram muito práticos e relevantes para o nosso dia a dia. Conseguimos entender sobre os diferentes fundos de investimentos, em qual fase de captação a nossa startup se encontra, os diversos tipos de captação e como nos apresentar para o investidor”, destaca. “Toda startup, independente do seu modelo de negócio, precisa de uma capacitação para entender como captar e alocar os recursos de forma a escalar ainda mais o seu negócio”, acrescenta.

Até novembro, as startups irão passar por capacitações e mentorias individuais e coletivas, com especialistas em áreas como Negócios, Comportamento, Vendas, Growth, Produtos e Governança, de forma 100% on-line. “O programa é dividido em cinco etapas e, ao final, as startups estão aptas e seguras para apresentarem seus negócios para possíveis investidores. Além da aproximação com investidores, o programa possibilita ampliar o networking e criar uma rede de relacionamento entre as startups”, destaca.

As dez startups mineiras que participam da segunda fase do programa são: Dunning, Na Lupa Design, GTI PLUG, Contajá Contabilidade Online, JuntUS, CheckBits, Smart Count, Digital Circle, Biorenova e Nova Tecnologia. Em novembro, elas se apresentam na etapa final, em São Paulo.

Para mais informações sobre Investimentos clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonter: Sebrae Minas



Startup Bettaself cria rede social de educação com o apoio do Microsoft for Startups

Baseada em nuvem, rede social que já conta com 10 mil usuários ativos busca aproximar quem quer aprender de quem quer ensinar.

Startup Bettaself cria rede social de educação com o apoio do Microsoft for Startups

Gamificação é uma das principais tendências da educação para os próximos anos

Startup brasileira cria jogos com base nos desafios das salas de aula.

Gamificação é uma das principais tendências da educação para os próximos anos

Startups brasileiras tiveram o maior valor de captação do que os últimos cinco anos

Em 2021 os aportes alcançaram uma média de US$ 9,8 bilhões.

Startups brasileiras tiveram o maior valor de captação do que os últimos cinco anos

Curso online ensina como transformar empresa em startup

Com cenário promissor, Brasil tem mais de 14 mil startups e tem atraído cada vez mais investidores no modelo de negócio.


Startup fatura R$ 4,6 mi e mostra que investir em carreiras é o melhor negócio

Liderada pelo economista Fabio Louzada, escola Eu Me Banco ultrapassa R$ 4 mi de faturamento em 2021 e começa o ano lançando especializações para profissionais da área de investimentos


Startup cria plataforma para gestão de treinamentos corporativos

Treinar Mais simplifica a educação nas empresas e consultorias de RH.

Startup cria plataforma para gestão de treinamentos corporativos

Startup e ONG irão apoiar negócios brasileiros de forma 100% gratuita em 2022

Company Hero e Estímulo firmam parceria para fornecer soluções de legalização e mentorias de forma 100% gratuita para negócios brasileiros.


Startup digitaliza processo de aprendizagem em mais de 190 escolas no Brasil

Dispositivos promovem ambientes educacionais dinâmicos e levam tecnologia para sala de aula e impacta 24 mil professores e mais de 400 mil alunos.

Startup digitaliza processo de aprendizagem em mais de 190 escolas no Brasil

Modelos de e-commerces inusitados

O comércio eletrônico se popularizou e permitiu a venda de serviços e produtos pouco comuns.

Modelos de e-commerces inusitados

Belo Horizonte se destaca como polo de startups no país

Em nível nacional, ‘’hoje ficamos atrás apenas de China e Estados Unidos em número de unicórnios.

Belo Horizonte se destaca como polo de startups no país

Startup de venda de bebidas expande operação no Rio, Minas e Espírito Santo

Plano da empresa é chegar a 20 mil vending machine em todo o país até o ano que vem.

Startup de venda de bebidas expande operação no Rio, Minas e Espírito Santo

O que as startups focadas em varejo tem a ensinar ao mercado

A pandemia, como um catalisador de processos, apresentou ao mercado soluções mais completas e dinâmicas.

O que as startups focadas em varejo tem a ensinar ao mercado