Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Carro elétrico será utilizado em condomínios

Carro elétrico será utilizado em condomínios

09/11/2018 Da Redação

MRV Engenharia e Renault implementam compartilhamento de carro elétrico em empreendimentos.

Carro elétrico será utilizado em condomínios

Buscando sempre soluções inovadoras e sustentáveis para os seus consumidores, a MRV Engenharia, em parceria com a Renault, acaba de anunciar no Salão do Automóvel de São Paulo seu projeto para o desenvolvimento do compartilhamento de carro elétrico em seus empreendimentos, o MRV SIM (Sustentabilidade, Inovação e Mobilidade).

Pioneira na América Latina na instalação de placas fotovoltaicas para a geração de energia solar em condomínios do segmento econômico, o projeto de carro compartilhado, em fase de estudo, é mais uma iniciativa da construtora no uso da energia limpa e inesgotável em seus empreendimentos.

A primeira etapa do estudo de desenvolvimento do projeto MRV SIM deixa disponível dois automóveis Renault Zoe para os moradores dos principais empreendimentos com energia fotovoltaica da construtora, um localizado em Belo Horizonte (MG) e outro em São Paulo (SP). Os veículos serão utilizados de forma compartilhada pelos moradores como uma alternativa aos meios de transporte do dia-a-dia. A gestão do compartilhamento dos carros será feita por meio do aplicativo Renault Mobility, que a marca automotiva também testa pela primeira vez com o público externo no país.

Em sua segunda etapa, o estudo será levado de forma itinerante por diversas cidades do Brasil ao longo de 2019. O Renault Zoe adquirido pela MRV irá rodar pelos principais empreendimentos da construtora que tenham a tecnologia de placas fotovoltaicas, promovendo que a recarga do carro seja realizada de forma sustentável.



O Futuro do Varejo está na Palma da sua Mão

"O cliente não quer mais ir até as marcas e produtos, ele quer que tudo isso chegue até ele da forma mais natural e conveniente possível."

O Futuro do Varejo está na Palma da sua Mão

Mercado de trabalho na tecnologia: é preciso transformar os ‘carlitos’

A função exercida por Carlitos em uma das produções de mais sucesso de Chaplin, hoje, foi quase inteiramente substituída por automação robótica.


Campus Party deve reunir 70 mil pessoas em Brasília

Serão mais de 350 horas de programação em cinco dias de duração

Campus Party deve reunir 70 mil pessoas em Brasília

O futuro dos meios de pagamento por aproximação

Imagine pagar o metrô, mercado, cinema e restaurante com o mesmo cartão, sem levar nem um segundo sequer para fechar cada uma dessas transações.

O futuro dos meios de pagamento por aproximação

Brasileiros vencem torneio internacional de robótica no Uruguai

Os estudantes brasileiros que participaram do torneio têm entre 9 e 16 anos

Brasileiros vencem torneio internacional de robótica no Uruguai

Indústria 4.0 impulsiona mercado de trabalho para engenheiros

Até 2020, 72% das empresas brasileiras terão alto nível de automação e os engenheiros serão necessários em áreas como inteligência artificial, eletrônica embarcada e gerência de processos.

Indústria 4.0 impulsiona mercado de trabalho para engenheiros

Sensor detecta monóxido de carbono e pode evitar casos de intoxicação

Na Argentina, são registradas 250 mortes e 2 mil casos de intoxicação pelo gás tóxico todos os anos.

Sensor detecta monóxido de carbono e pode evitar casos de intoxicação

Semáforo inteligente prevê quando alguém quer atravessar a rua

Semáforo calcula quanto tempo o farol deve ficar fechado de acordo com o número de pessoas

Semáforo inteligente prevê quando alguém quer atravessar a rua

Drones podem ter tecnologia para evitar colisões

Drones vão ganhar tecnologia anti-colisão com outras aeronaves, como aviões e helicópteros

Drones podem ter tecnologia para evitar colisões

Google suspende parte de acesso da Huawei ao Android

Novos smartphones da Huawei não terão mais acesso a serviços como Gmail e YouTube

Google suspende parte de acesso da Huawei ao Android

Brasil desenvolve capacete dobrável que cabe na bolsa

“Não existe nada igual no mundo. Desenvolvemos um acessório que protege e é do tamanho de um leque. Além disso, já estamos negociando com clientes dos EUA e França”.

Brasil desenvolve capacete dobrável que cabe na bolsa

O mercado de pagamentos está à beira de uma revolução