Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Embrapa vai usar drones para detecção e contagem de gado

Embrapa vai usar drones para detecção e contagem de gado

23/03/2019 Da Redação

Projeto foi aprovado para financiamento pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Embrapa vai usar drones  para detecção e contagem de gado

A atividade de monitorar a população de gado é essencial na gestão das fazendas pecuárias. Entretanto, nas grandes propriedades que adotam a pecuária extensiva, muito comuns no Brasil, essa contagem requer tecnologia e métodos avançados. No caso das imagens de satélites, além de não apresentar resolução espacial suficiente para identificar os animais individualmente, a presença de nuvens também compromete o monitoramento.

Coordenada pela Embrapa Informática Agropecuária o projeto tem vigência de dois anos, com início em fevereiro de 2019, e recebeu recursos de cerca de R$ 175 mil que serão investidos, principalmente, na aquisição de drones e equipamentos para processamento de imagens.

Entre os objetivos estão o desenvolvimento de uma metodologia para agrimensura pecuária usando drones equipados com câmeras de espectro visível e a criação de um algoritmo para reconhecer e contar automaticamente o gado nas imagens capturadas. Serão investigadas duas abordagens distintas: a primeira é com o uso de uma câmera convencional e a outra com uma câmera 360 graus.

A principal diferença entre as duas metodologias é que a primeira geralmente requer múltiplos voos para cobrir grandes áreas, enquanto a segunda pode ser capaz de visualizar regiões muito maiores com um único voo, embora perdendo resolução, já que os animais estão mais distantes da câmera.

Contagem do gado sem precisar reunir os animais

Conhecer o número de animais é essencial para o pecuarista fazer a gestão adequada da fazenda, contribuindo para o controle interno e a quantificação dos resultados.

Na pecuária as variações no rebanho são constantes: nascimento de animais, mortes, vendas, e até roubos. Tudo isso se reflete na hora do planejamento e na rentabilidade da atividade.

Para a contagem, o pecuarista precisa reunir os animais no pasto ou levá-los até o curral. Esse processo é complexo e exige um grande esforço. As dificuldades aumentam proporcionalmente ao tamanho da fazenda e do rebanho.

O deslocamento do gado sempre é estressante e pode afetar a produtividade. No percurso, há chances de acidentes. Além disso, o bovino passa mais tempo caminhando e deixa de se alimentar, ruminar e descansar, causando prejuízos econômicos ao produtor. O estresse reduz o ganho de peso e afeta a imunidade, deixando-o mais vulnerável a doenças.

A ideia do projeto é tentar fazer essa contagem sem reunir os animais, reduzindo o estresse. No entanto, há algumas dificuldades. É preciso treinar a máquina para enxergar o boi e contar um por um. A primeira dificuldade é que ele se movimenta. A segunda, é que o drone precisa identificar o boi lá embaixo e saber que é um bovino, não é uma pedra ou, ainda, se tiver dois animais juntos, tem que conseguir contar dois e não apenas um. A máquina precisa aprender a analisar a imagem.

Para captar as imagens, é preciso entender o comportamento dos bovinos. Dessa forma, o plano de voo e as estratégias usadas para a captação precisam levar em consideração a rotina animal, o tipo de área da fazenda, o modelo de sistema de produção, entre outras especificidades da criação e da propriedade. A interação entre os especialistas dos dois centros de pesquisa da Embrapa vai contribuir para encontrar a melhor forma para ensinar a máquina nas avaliações.

O projeto é liderado pelo pesquisador Jayme Garcia Arnal Barbedo, da Embrapa Informática Agropecuária (SP).

Fonte: Embrapa



Minas abre cadastro para mapear ecossistema de inovação no estado

Dados serão transformados em estudo que facilitará conexão entre empresas mineiras, fortalecendo a economia mineira.

Minas abre cadastro para mapear ecossistema de inovação no estado

A inteligência artificial no serviço público

Oportunidades, entraves e estratégias envolvendo o uso de inteligência artificial no serviço público.


Carnaval e os avanços da tecnologia

A tecnologia nunca esteve tão presente em nossas vidas.


MEC abre processo para instituir cinco novos polos de inovação

Ação faz parte do programa Novos Caminhos.


Tecnologia e Educação – qual é a distância que as separa?

Os educadores precisam apropriar-se dos recursos digitais e explorar suas potencialidades.

Tecnologia e Educação – qual é a distância que as separa?

Nova geração de Wi-Fi ganha primeiro chip para dispositivos móveis

Wi-Fi 6E permite altíssimas velocidades a curta distância.

Nova geração de Wi-Fi ganha primeiro chip para dispositivos móveis

Fifa quer usar Inteligência Artificial para marcação de impedimentos

Sistema de monitoramento cria uma linha de impedimento virtual que pode acelerar a tomada de decisões do VAR.

Fifa quer usar Inteligência Artificial para marcação de impedimentos

Drones, um mercado com boas perspectivas

Os Vants (Veículos Aéreos Não Tripulados), também conhecidos como drones, vêm ganhando mercados e sua aplicação cresce a cada ano.


Japão testa “bartender” robô em “pub” em Tóquio

Robô japonês pode servir uma cerveja em 40 segundos e preparar um coquetel em um minuto.

Japão testa “bartender” robô em “pub” em Tóquio

Número de transações bancárias via celular ultrapassam as de internet banking

Ao menos 60% das operações bancárias acontecem via algum canal digital.

Número de transações bancárias via celular ultrapassam as de internet banking

Wyndham Gramado disponibiliza carregador para carros elétricos

O equipamento permite recarregar veículos 100% elétricos, com potência máxima de 22 kW.

Wyndham Gramado disponibiliza carregador para carros elétricos

Medicina é uma das áreas que mais se beneficia com os avanços tecnológicos

Confira cinco grandes momentos entre a tecnologia e a medicina no Brasil.

Medicina é uma das áreas que mais se beneficia com os avanços tecnológicos