Portal O Debate
Grupo WhatsApp


A importância do plástico na indústria automotiva

A importância do plástico na indústria automotiva

18/05/2009 Da Redação

A abertura de mais uma edição da Brasilplast, maior feira do segmento na América do Sul, certamente terá como um dos seus principais focos de atenção a crescente adoção do plástico pela indústria automotiva em substituição ao metal.

Remonta à década de 70, o uso do plástico nos automóveis. O argumento inicial passava pela idéia de reduzir o consumo de combustível, por conta da crise do petróleo, já que, com o plástico, o veículo tem seu peso total reduzido. Desde então, o uso de peças plásticas em carros, ônibus e caminhões está crescendo no mundo todo. Na indústria automotiva, a quantidade de plásticos de engenharia, como, por exemplo, a poliamida dobrou na última década, por conta, principalmente, do desenvolvimento de peças e partes do veículo que são mais exigidas quanto à resistência mecânica, térmica e pressão. De fato, os plásticos têm atributos e propriedades que permitem a fácil substituição de outros materiais, ainda com vantagens, tanto na questão técnica e do desempenho, quanto no aspecto visual e na segurança das pessoas.

O plástico representa hoje, em média, cerca de 10% do peso total de um carro de passeio fabricado no Brasil, algo em torno de 100kg, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast). Ainda é pouco, tendo em vista que na Europa e na América do Norte este percentual chega a 25%. Hoje, nos carros, o plástico pode ser utilizado, em substituição ao metal, em grades, componentes do motor, como, por exemplo, coletores de ar e filtros de óleo, substituição parcial do metal em front-ends, com estruturas híbridas plástico-metal e peças funcionais decorativas como maçanetas de porta. A demanda e o interesse por plásticos com características técnicas superiores estão crescendo notadamente. Produtos com alta resistência térmica e alta rigidez estão sendo bem mais procurados do que em anos anteriores.

Há muitos anos, a tecnologia híbrida metal-plástico é utilizada em grades frontais, com sucesso, em grande número de plataformas de automóveis para a produção de peças mais leves, resistentes e de melhor custo-benefício. Atualmente, essa técnica também está sendo utilizada para fabricar outras estruturas, como, por exemplo, reforços no teto de carros, assim como pedais de freio. Há uma crescente necessidade de fazer estas grades frontais ainda mais leves, com a ajuda de poliamidas de alto módulo mecânico. Sem grandes mudanças, o peso de estruturas híbridas plástico-metal pode ser reduzido em até 40%. Estes novos grades de poliamida 6, com alto teor de fibra de vidro, viabilizam produzir componentes com uma rigidez excepcional e com uma excelente qualidade superficial. As peças podem ser fabricadas de forma rentável com um ciclo de produção muito curto..

Uma inovadora tecnologia de moldagem por sopro de tubos de ar quente e do sistema de refrigeração, bem como a termoformagem de tampas do motor, está se tornando cada vez mais popular devido à facilidade de processamento das novas poliamidas. A complexidade do desenho da peça e da integração de funcionalidades, tais como suportes, acoplamentos, blindagens térmicas, entre outros, só está limitada à criatividade do engenheiro. Pode ser realizada também a combinação de poliamidas duras e macias, até em combinação com outros materiais, sem processos secundários.

Isso oferece uma riqueza de novas aplicações de poliamidas e reduz significativamente o peso de um carro. A utilização dos materiais poliméricos para veículos, não só restritas aos componentes tradicionais, mas pensando em toda a carroceria, assim como em novas técnicas de propulsão, é também uma idéia bastante estimulante para os designers das montadoras. Trata-se, enfim, de uma tendência impactante para todos os elos da cadeia produtiva no setor automobilístico. É prudente, portanto, olhar com atenção, desde já, este mercado.

*Andreas Scheurell, Gerente da Unidade de Semi-Cristalinos da LANXESS para a América Latina.



Produção de veículos cresce 16,6% em outubro, divulga Anfavea

Nos primeiros dez meses do ano, foram produzidos 2,55 milhões de veículos, um aumento de 3,6% em relação ao mesmo preiodo do ano passado.

Produção de veículos cresce 16,6% em outubro, divulga Anfavea

Carros autônomos serão aliados na administração das cidades

Tecnologias desenvolvidas para criar carros autônomos podem coletar dados de grande utilidade para a implantação de políticas públicas de mobilidade e até zeladoria urbana.

Carros autônomos serão aliados na administração das cidades

Bombas de combustíveis terão certificação digital a partir de dezembro

Tesla ultrapassa GM como montadora mais valiosa dos EUA

Aconteceu. Nesta semana, a Tesla, montadora de carros elétricos criada em 2003, ultrapassou a centenária General Motors em valor de mercado.

Tesla ultrapassa GM como montadora mais valiosa dos EUA

Rota 2030, híbridos e novos motores

A Toyota lança o primeiro veículo híbrido com motor flex do mundo.


Falta de concorrência prejudica qualidade do asfalto no país, diz CNT

Estudo mostra os impactos da qualidade do asfalto sobre o transporte rodoviário.

Falta de concorrência prejudica qualidade do asfalto no país, diz CNT

Número de pontos críticos nas rodovias aumenta em 75,6%

Pesquisa da CNT analisa mais de 108 mil km de rodovias em todo país.

Número de pontos críticos nas rodovias aumenta em 75,6%

Táxi aéreo autônomo faz primeiros testes em Singapura

Se o tempo estiver bom, o Volocopter 2X sobrevoará o reservatório ao meio-dia de 22 de outubro.

Táxi aéreo autônomo faz primeiros testes em Singapura

Precisa renovar a ANTT? Saiba como

Se você precisa renovar a ANTT, saiba que é mais simples do que se imagina.

Precisa renovar a ANTT? Saiba como

Caixa oferece crédito a caminhoneiros e juros podem ser de 2,29%

Novas condições fazem parte da campanha Você no Azul na Estrada.

Caixa oferece crédito a caminhoneiros e juros podem ser de 2,29%

Avião autônomo no Brasil? Embraer realizou o primeiro teste

Sim, existem aviões autônomos no Brasil! A Embraer e a Universidade Federal do Espírito Santo realizaram o primeiro teste no fim de agosto e divulgaram os resultados nesta semana.

Avião autônomo no Brasil? Embraer realizou o primeiro teste

Produção de motocicletas aumenta 15,1% em setembro

No acumulado do ano foram emplacadas 14,4% a mais de motocicletas do que no ano passado.

Produção de motocicletas aumenta 15,1% em setembro