Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Alemães querem fazer projeto do trem-bala brasileiro

Alemães querem fazer projeto do trem-bala brasileiro

15/09/2009 Divulgação

Trem de alta velocidade previsto para a Copa 2014 atrai estatal alemã à briga pela concessão do transporte, inédito no Brasil. Necessidade de investimentos em infraestrutura é tema de debates em Vitória.

A taxa de investimentos no Brasil precisa alcançar patamares maiores, de até 24% do Produto Interno Bruto (PIB), para que o país atinja crescimento sustentável de 5% a 6% ao ano, próximo de concorrentes diretos como China e Índia. O cálculo foi apresentado nesta segunda-feira (31/08) pelo presidente da Siemens do Brasil, Adilson Primo, que participou do painel Infraestrutura do Encontro Econômico Brasil-Alemanha, que a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e sua congênere alemã, BDI, promovem em Vitória, no Espírito Santo. Segundo números do IBGE referentes ao primeiro trimestre de 2009, a taxa de investimentos brasileira está em 16,6% do PIB após a forte queda (12,6%) verificada na formação bruta de capital fixo no início deste ano.

PAC

Segundo Primo, o aporte em infraestrutura, especialmente na área de energia, precisa acompanhar a evolução da demanda, que aumentará com o crescimento do PIB brasileiro. "Se o Brasil crescer 5 a 6% ao ano, nós precisaríamos de uma Usina Belo Monte por ano para atender à demanda por energia", disse. Incluída no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), a Usina de Belo Monte, no Rio Xingu, terá mais de 11 mil megawatts de capacidade instalada. O PAC foi tema da apresentação de Maurício Muniz Barreto de Carvalho, conselheiro de Articulação e Coordenação da Casa Civil, que falou sobre as oportunidades de concessões públicas a empresários brasileiros e alemães. "São participações em concessões rodoviárias, aeroportuárias e ferroviárias, como a ferrovia Norte-Sul, a ferrovia de integração Oeste-Leste e o trem de alta velocidade", assinalou.

Experiência alemã

O trem-bala interessa aos alemães, que manifestaram disposição em participar da concessão durante reunião no domingo com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. O chefe da pasta integra a comissão de ministros que analisa a instalação deste modelo, inédito no Brasil. Dois projetos devem disputar a licitação da exploração do sistema de trens de alta velocidade que vai ligar as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. "O primeiro projeto considera uma solução tradicional: rodas sobre trilhos. O segundo usa a tecnologia de levitação magnética", explicou o ministro da Economia e Tecnologia da Alemanha, Karl-Theodor zu Guttenberg. Wolfgang Pelousek, chefe de Projetos de Desenvolvimento em Logística da Deutsche Bahn, afirma que a estatal alemã tem interesse em concorrer à concessão da linha do trem-bala brasileiro. "Um dos melhores produtos em operação na Alemanha e na Europa é o ICE, nosso trem de alta velocidade. Queremos exportar essa tecnologia para o Brasil", afirma.

Corredor de transporte

A escolha do eixo Rio-São Paulo-Campinas para o trem-bala tem uma razão socioeconômica. Fica na região o mais importante corredor de transporte do país, que concentra 33% do PIB e 20% da população. O ministro Miguel Jorge disse que o processo de licitação deverá ser aberto nos próximos meses. A ideia é garantir o trem para a Copa de 2014. "A comissão de ministros que cuida deste projeto, especialmente a ministra Dilma Rousseff, espera que a decisão sobre a data da licitação possa ser definida o mais rápido possível. Pessoalmente, acredito que nos próximos meses tenhamos esta data fixada", concluiu. Além dos alemães, também brasileiros, japoneses, coreanos, italianos e espanhóis já mostraram interesse em participar da licitação do trem-bala.

Mais informações sobre a Alemanha e a Europa no site www.DW-WORLD.DE/brasil .



Habilitações vencidas em 2020 terão um ano a mais de validade

A renovação das CNHs vencidas em 2020 ocorrerá de forma gradual.

Habilitações vencidas em 2020 terão um ano a mais de validade

História da Harley-Davidson: mitos e lendas da marca norte-americana

Descubra um pouco mais sobre a H-D, com alguns mitos, lendas e curiosidades.

História da Harley-Davidson: mitos e lendas da marca norte-americana

Inteligência artificial no transporte de cargas

Entenda como este tipo de tecnologia pode elevar a eficiência logística.

Inteligência artificial no transporte de cargas

Empresa vai investir R$ 750 milhões em distrito rodoferroviário no Norte de Minas

Empreendimento logístico imobiliário em Montes Claros vai gerar 900 empregos diretos com potencial de atração de mais de 100 empresas.

Empresa vai investir R$ 750 milhões em distrito rodoferroviário no Norte de Minas

Voo Simples: novos ares na aviação

O governo federal tem motivos para tentar revigorar a aviação.

Voo Simples: novos ares na aviação

Setor aéreo deve recuperar 80% da atividade em dezembro

Durante a pandemia as empresas aéreas tiveram redução de 93% em suas atividades.

Setor aéreo deve recuperar 80% da atividade em dezembro

Radares visíveis: estamos preparados?

A questão vai muito além da educação no trânsito, pois envolve conceitos de honestidade e consciência da população.

Radares visíveis: estamos preparados?

Ford Transit voltará a ser vendida no Brasil. Conheça versão 100% elétrica

A montadora de veículos Nordex, do Uruguai, virou uma especialista em produzir veículos utilitários para a América do Sul.

Ford Transit voltará a ser vendida no Brasil. Conheça versão 100% elétrica

Vendas de motocicletas têm queda de 2,3% em outubro

Importações no setor caíram 19,5% de janeiro a outubro.

Vendas de motocicletas têm queda de 2,3% em outubro

Volvo anuncia linha completa de caminhões elétricos na Europa em 2021

As vendas começarão já próximo ano, com produção em série em 2022.

Volvo anuncia linha completa de caminhões elétricos na Europa em 2021

Produção de veículos aumenta 7,4% em outubro, diz Anfavea

Foram montados 236.468 veículos no mês passado.

Produção de veículos aumenta 7,4% em outubro, diz Anfavea

Pandemia aquece em 138% setor automotivo brasileiro e regional

Tendência deve-se principalmente ao aumento da demanda por transportes via aplicativos e deliveries.

Pandemia aquece em 138% setor automotivo brasileiro e regional