Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Brasil e Argentina assinam acordo de livre comércio automotivo

Brasil e Argentina assinam acordo de livre comércio automotivo

04/10/2019 Da Redação

Produtos automotivos correspondem à metade do comércio de bens entre os dois países.

Brasil e Argentina assinam acordo de livre comércio automotivo

Brasil e Argentina assinaram nesta quinta-feira (03/10), em Montevidéu, o acordo comercial para o setor automotivo. O tratado prevê o livre comércio de bens automotivos, a partir de 1º de julho de 2029, sem quaisquer condicionalidades. Até que se atinja o livre comércio em definitivo, o pacto prevê aumentos graduais, com efeitos imediatos, dos volumes intercambiados sem a cobrança de tarifas.

A negociação foi concluída no dia 6 de setembro, no Rio de Janeiro, pelos Ministros da Economia do Brasil, Paulo Guedes, e da Produção e Trabalho da Argentina, Dante Sica e agora firmado pelos diplomatas dos dois países.

Os acordos anteriores entre Brasil e Argentina para o setor automotivo vinham sendo renovados periodicamente. O novo texto, no entanto, tem validade indeterminada.

Os produtos automotivos correspondem à metade do comércio de bens entre os dois países. Em 2018, as exportações brasileiras desse setor para a Argentina chegaram a US$ 7,5 bilhões.

Em nota conjunta, os Ministérios da Economia e das Relações Exteriores informaram que o acordo traz segurança jurídica e previsibilidade de investimentos para importante parcela da indústria nacional. Segundo as duas pastas, o tratado também facilitará a adequação do setor automotivo à união aduaneira do Mercosul, onde os demais produtos circulam sem tarifas e são exportados para fora do bloco com tarifas externas comuns.

Fonte: Agência Brasil



Harley-Davidson do Brasil reduz preço das motocicletas da família Sportster

As motocicletas H-D Iron 883 e Iron 1200 têm preços reduzidos a partir de 15 de janeiro em todas as concessionárias da marca no Brasil.

Harley-Davidson do Brasil reduz preço das motocicletas da família Sportster

Reino Unido usará carros híbridos ou elétricos em postos diplomáticos no Brasil

Ônibus de 15 metros é aposta da Volkswagen para 2020

A Volkswagen Caminhões e Ônibus acaba de ampliar a sua linha de ônibus com o Volksbus 22.280 ODS.

Ônibus de 15 metros é aposta da Volkswagen para 2020

Cidade alemã é premiada por ficar sete anos sem mortes em acidentes de trânsito

A cidade de Lüdenscheid conquistou o Prêmio DEKRA Vision Zero.


Com caminhões mais velozes, Tatra inicia projeto no Brasil

Os caminhões Tatra são totalmente diferentes do que existe no mundo.

Com caminhões mais velozes, Tatra inicia projeto no Brasil

Moderno centro de testes de veículos será construído no Brasil em sociedade entre MB e Bosch

O novo centro ampliará a diversidade de testes veiculares no Brasil.

Moderno centro de testes de veículos será construído no Brasil em sociedade entre MB e Bosch

Volkswagen Caminhões e Ônibus entrega 30 novos Volksbus no México

A empresa mexicana Enlaces AMZ adquiriu 30 novos chassis Volksbus 8.160 OD para renovar sua frota.

Volkswagen Caminhões e Ônibus entrega 30 novos Volksbus no México

Vendas de veículos têm alta de 8,3% de janeiro a novembro

Produção aumentou 2,7% no acumulado do ano.

Vendas de veículos têm alta de 8,3% de janeiro a novembro

VW Caminhões e Ônibus anuncia investimento em mobilidade elétrica

Investimento de R$ 110,8 milhões destina-se à nova fase do plano de negócios e-Mobility, com parte do aporte por meio de financiamento do BNDES.

VW Caminhões e Ônibus anuncia investimento em mobilidade elétrica

Air Europa assina acordo de codeshare com GOL

Air Europa voará de São Paulo, Recife, Salvador e Fortaleza para outras 20 cidades do Brasil, com base na aliança efetivada com a companhia aérea brasileira.

Air Europa assina acordo de codeshare com GOL

Para fazer certo na primeira vez

O País não terá fabricação significativa de carros elétricos ou autônomos em breve.

Para fazer certo na primeira vez

Primeiras entregas de medicamentos usando drones acontecem nos EUA

Órgão regulador dos Estados Unidos aprovou as primeiras entregas através de voos automáticos.

Primeiras entregas de medicamentos usando drones acontecem nos EUA