Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Brasil e México passam a ter livre comércio de veículos leves

Brasil e México passam a ter livre comércio de veículos leves

19/03/2019 Divulgação

A partir de 2020 haverá também o livre comércio de caminhões e ônibus

Brasil e México passam a ter livre comércio de veículos leves

A partir desta terça-feira (19/03), Brasil e México passam a ter livre comércio de veículos leves, sem a cobrança de tarifas ou limitação quantitativa.

A medida está prevista no Acordo de Complementação Econômica nº 55 (ACE-55), que regula o comércio automotivo e a integração produtiva entre os dois países desde 2002.

O fim do regime de cotas para veículos leves neste ano estava previsto em acordo firmado em 2015. A partir de hoje, também deixa de vigorar a lista de exceções, que previa regras de origem específicas para autopeças.

“O retorno ao livre comércio automotivo entre Brasil e México é passo importante para aprofundar o relacionamento comercial entre as duas maiores economias da América Latina”, disseram, em nota, os ministérios da Economia e das Relações Exteriores.

A partir de 2020, está previsto o livre comércio também para veículos pesados (caminhões e ônibus) e suas autopeças.

Fonte: Agência Brasil



Otimismo baseado em números e na capacidade de reação do setor automotivo

O financiamento de veículos é um percentual sobre os números de venda.

Otimismo baseado em números e na capacidade de reação do setor automotivo

Proprietários de veículos registrados em Minas já podem imprimir o CRLV em casa

Aulas teóricas para obter CNH em versão remota também estarão disponíveis no site do Detran-MG.

Proprietários de veículos registrados em Minas já podem imprimir o CRLV em casa

Loja Elétrica inaugura sua primeira estação para recarga de carros elétricos em BH

O serviço será gratuito e, em breve, estará disponível em mais 4 filiais do grupo.

Loja Elétrica inaugura sua primeira estação para recarga de carros elétricos em BH

Uber se une a taxistas em países da América Latina

Aplicativo de transporte planeja lançar o serviço de táxis também no Brasil, na cidade de São Paulo.

Uber se une a taxistas em países da América Latina

Pessoas com deficiência têm novas regras para comprar veículos

CONFAZ cria novas regras para delimitar os graus de deficiências física e mental que dão direito à isenção do ICMS na compra de veículos.

Pessoas com deficiência têm novas regras para comprar veículos

Postos já podem vender gasolina com novo padrão

Revendedor têm prazos de até 90 dias para escoar estoque anterior.

Postos já podem vender gasolina com novo padrão

Logística e comércio eletrônico alinhados para o Dia dos Pais

Muito se fala sobre valor percebido pelo cliente, percepção de valor, valor agregado e outros termos similares para se compreender como atender o cliente ou consumidor final da melhor forma possível.

Logística e comércio eletrônico alinhados para o Dia dos Pais

Bike elétrica conectada à internet quer transformar mobilidade das grandes cidades

Modelo Vela 2 vem com um aplicativo que oferece diversos serviços que potencializam o uso da bike elétrica como meio de transporte.

Bike elétrica conectada à internet quer transformar mobilidade das grandes cidades

Transferência eletrônica de veículos já está sendo testada no país

Projeto piloto será expandido em breve para o Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Transferência eletrônica de veículos já está sendo testada no país

A nova realidade da logística mundial

As empresas precisarão se adequar à nova realidade, fazendo um trabalho preventivo.

A nova realidade da logística mundial

Mercedes-Benz sai em defensa do ônibus como transporte seguro

A preocupação da Mercedes-Benz é ajudar não só o próprio negócio de ônibus.

Mercedes-Benz sai em defensa do ônibus como transporte seguro

Emplacamentos de caminhões em junho deste ano foi maior do que em 2019

A Fenabrave, entidade que representa as redes de distribuição de veículo, divulgou os dados de emplacamento de caminhões em junho.

Emplacamentos de caminhões em junho deste ano foi maior do que em 2019