Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Fiat pode incorporar a montadora alemã Opel

Fiat pode incorporar a montadora alemã Opel

23/04/2009 Divulgação

A Fiat estaria estudando uma aliança com a americana Chrysler e a alemã Opel para formar gigante mundial. As primeiras reações na Alemanha são negativas. Críticos temem que aliança possa causar fechamento de fábricas.

A montadora alemã Opel está próxima de ser incorporada pela italiana Fiat, afirmou nesta quinta-feira (23/04) o presidente do conselho de empresa da Opel, Klaus Franz, à agência de notícias DPA. Ele confirmou uma informação divulgada anteriormente pelo site Spiegel Online.

De acordo com o site, na próxima terça-feira as duas partes assinarão uma declaração de intenções. O compromisso não foi confirmado por Franz, que também não o descartou. "Parto do princípio de que ele exista", disse.

Tanto o governador de Hessen, Roland Koch, como o ministro alemão da Economia, Karl-Theodor zu Guttenberg, afirmaram que ainda não foi tomada nenhuma decisão. Um porta-voz da Opel disse que há negociações em andamento com vários investidores.

Além da Fiat, outro possível investidor é a fabricante de peças automotivas austro-canadense Magna. Analistas afirmam que uma aliança com a Magna seria melhor para a Opel do que uma aliança com a Fiat.

Fusão com a Chrysler

Já o Wall Street Journal (WSJ) afirmou que o presidente da Fiat, Sérgio Marchionne, teve na semana passada uma reunião em Berlim com Guttenberg. Segundo o jornal, os italianos condicionam a aquisição da Opel a um acerto com a montadora norte-americana Chrysler, também fortemente afetada pela crise.

Segundo o WSJ, a intenção da Fiat, ao se aliar à Chrysler e à Opel, é formar uma das maiores montadoras do mundo. A notícia do interesse dos italianos pela Opel veio no mesmo dia em que a Fiat anunciou um prejuízo de 410 milhões de euros no primeiro trimestre de 2009. O faturamento da montadora caiu de 15,1 bilhões para 11,27 bilhões de euros.

Reações negativas

Na Alemanha, a notícia de que a Opel possa vir a ser controlada pela Fiat foi mal recebida. Franz acusou a montadora italiana de não pretender uma parceria estratégica, mas de estar interessada apenas nas garantias estatais oferecidas pela Alemanha. "A Fiat tem 14,2 bilhões de euros de dívidas e grandes problemas de liquidez." Ele teme que haja muitas demissões nas unidades alemãs da Opel caso o negócio se concretize.

Também o sindicato dos metalúrgicos, IG Metall, é contra o negócio. "A Fiat tem uma capacidade excedente enorme. E há o temor de que esse problema seja resolvido sobretudo com o fechamento das unidades da Opel em Bochum e Eisenach", disse o sindicalista Armin Schild à agência de notícias Reuters. Schild integra o conselho de administração da Opel.

Também o especialista em indústria automotiva Ferdinand Dudenhöffer se posicionou contra a aliança. "Opel e Fiat combinam tanto como fogo e água. Eles fabricam modelos semelhantes para os mesmos mercados e passarão a fazê-lo nas mesmas fábricas, que hoje já estão com excesso de capacidade. A Opel só tem a perder e o fechamento de unidades é provável", disse ao site Bild.de.

Mais informações sobre a Alemanha e a Europa no site www.DW-WORLD.DE/brasil .



Vendas financiadas de veículos tiveram alta de 6,8% em 2021

O segmento de veículos pesados e de motos foram os destaques.

Vendas financiadas de veículos tiveram alta de 6,8% em 2021

A hora e a vez das bicicletas

Não é de hoje que as bicicletas vêm tomando conta das ruas.

A hora e a vez das bicicletas

Venda de veículos elétricos dispara em 2021

Nissan Leaf foi o carro totalmente elétrico mais vendido do Brasil.

Venda de veículos elétricos dispara em 2021

A mobilidade conectada a um carregador

A eletricidade está invadindo o setor automobilístico. E isso porque há um abismo de vantagens separando as opções de fontes de energia hoje disponíveis.

A mobilidade conectada a um carregador

2022: um ano para a aviação brasileira decolar

Setor no Brasil apresenta melhora no ambiente de negócio com aquecimento da atividade turísticas, privatizações de aeroportos e mudanças na legislação.

2022: um ano para a aviação brasileira decolar

Mobilidade elétrica: como o setor elétrico se adapta à tendência

Nos tempos atuais, é cada vez mais nítida a ideia de que os veículos do futuro serão elétricos.

Mobilidade elétrica: como o setor elétrico se adapta à tendência

Emplacamentos em 2021 crescem 10,5%, diz Fenabrave

Para 2022, a Fenabrave prevê um crescimento de 5,2% do setor.

Emplacamentos em 2021 crescem 10,5%, diz Fenabrave

Uma boa nova para pessoas com deficiência começarem 2022

A proposta surgiu durante as observações que fiz em minhas viagens de trabalho pelo Brasil.

Uma boa nova para pessoas com deficiência começarem 2022

Voltam a valer regras antigas para remarcação de passagens

Agora, o passageiro que fizer o cancelamento do voo pode ter que pagar multa.

Voltam a valer regras antigas para remarcação de passagens

Motorista não pagará DPVAT pelo segundo ano seguido

Excedente de recursos cobrirá indenizações em 2022.

Motorista não pagará DPVAT pelo segundo ano seguido

Prepare seu carro para uma viagem segura

Usando veículo próprio ou alugado, é preciso tomar alguns cuidados para não ficar na estrada.

Prepare seu carro para uma viagem segura

Os novos furgões elétricos Citroën Ë-Jumpy e Peugeot e-Expert

O e-Expert e Ë-Jumpy são o mesmo carro, diferenciado apenas os logos e alguns detalhes visuais de acabamento.

Os novos furgões elétricos Citroën Ë-Jumpy e Peugeot e-Expert