Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O combustível do futuro para caminhões

O combustível do futuro para caminhões

25/06/2024 Frota News

Este artigo explora a importância do diesel na história e transição para as alternativas ao diesel como combustível do futuro para caminhões, destacando a crescente importância de veículos elétricos, biogás, biodiesel e etanol.

O combustível do futuro para caminhões

A importância do diesel na história e as alternativas para o futuro (Foto: Marcos Villela)

 

Até alguns anos atrás, o combustível disponível no mundo para caminhões e outros veículos comerciais era o energeticamente consagrado “diesel”. Apesar de ser de fonte fóssil, vem cumprindo sua missão quanto a custo, disponibilidade, capacidade energética, logística de distribuição e manuseio. Se chegamos aonde estamos, o óleo diesel, a gasolina e o querosene de aviação foram e ainda serão por muito tempo protagonistas em termos energéticos. Aqui vale a pena dizer um “MUITO OBRIGADO” por existirem.

Inovadoramente, novos combustíveis ou fontes de energia surgiram e estão ocupando seus espaços e relevâncias. Aliás, veículos a baterias vêm sendo amplamente produzidos e comercializados, com a China sendo protagonista nessa tecnologia. Em carros, ônibus e caminhões “last mile”, urbanos de distribuição e coleta, tem sido o foco de uso. Para entender essa ação da China, gostaria de compartilhar situações vividas em contato com esse país e alguns chineses. A saber, na China, estive nos anos 2000, 2011 e 2019. A situação do céu era tal que não se via; só havia uma densa poluição branca e crítica. Outro tema para reforçar essa criticidade ambiental era uma pergunta básica que fazia aos colegas de lá que vinham ao Brasil.

- Pergunta direta: o que mais o impressionou no Brasil?

- Resposta direta: “blue sky” (céu azul)!!!

Aí temos a razão da China focar no uso de combustíveis sem ou com baixo teor de carbono. Atualmente, já se veem espaços de céu azul localmente, e os incentivos para carros elétricos forçam a aquisição desses produtos.

Entendo que, no âmbito urbano, os caminhões elétricos devem achar seu espaço e clientes. Caminhões do segmento de média distância podem ter o biogás como um combustível factível nessa aplicação, porém a logística de distribuição do combustível é inexistente. Aqui tem espaço para um biodiesel que pode ser adicionado ao diesel de origem fóssil e permitir uma transição energética sem impacto relevante no custo do transporte dos produtos.

Caminhões de longa distância também poderiam se beneficiar do biodiesel, como os caminhões de média distância, atendendo à autonomia requerida, logística de distribuição e compatibilidade com o combustível já em uso.

O Brasil tem outro combustível espalhado por mais de 40.000 postos, o etanol, herança do Proálcool. Esse combustível oferece uma vantagem competitiva ao país, pois, além de ser usado como combustível em motores a explosão, poderá ser uma fonte geradora de H₂ (hidrogênio) por meio de um processo chamado “reforma a vapor”, desenvolvido no Brasil pela Hytron, cuja unidade pioneira está sendo construída na USP/RCGI.

Entendo que a fonte energética do futuro será o hidrogênio, usado na combustão ou gerando energia elétrica através das células a combustível que irão acionar um motor elétrico. Essa tecnologia de células a combustível ainda requer uma disponibilidade a preço competitivo do hidrogênio verde, produzido por meio de energias de fontes renováveis. Além disso, toda uma infraestrutura logística e de abastecimento terá que ser criada, bem como caminhões, ônibus e carros preparados para esse energético terão que existir no mercado.

Finalizando, creio que estaremos num futuro próximo com uma situação em que uma matriz espacial deve ajudar a selecionar o combustível:

- Olhar o local e operação;

- Olhar o combustível que existe nesse local e rota;

- Custo operacional do veículo que seja competitivo.

Portanto, as empresas sempre usarão o diesel como referência, mas devem ponderar e analisar outras fontes de energia, pois estarão focadas em oportunidades de redução de custos e mitigação do impacto ambiental.

* Eustáquio Sirolli é engenheiro, com de mais de 47 anos de atuação na indústria automobilística. São 39 anos na Mercedes-Benz do Brasil, onde chegou ao cargo de gerente de Marketing do Produto e depois de Treinamento. Além disso, foram oito anos como diretor de Engenharia da Foton caminhões. Graduado em Engenharia de Produção e Automobilística pela FEI, fez MBA em Automotive Business pela FGV e mestrado em Ciência dos Materiais pelo IPEN/USP. Atualmente, está focando no estudo sobre hidrogênio em aplicações veiculares.

Nos siga no LinkedIn!

Para mais informações sobre diesel clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Todos os nossos textos são publicados também no X

Quem somos

Para notícias sobre transporte e logística visite o site da Frota News



Avanços em projetos ferroviários marcam novo capítulo do modal no país

Perspectivas de expansão do setor ferroviário incrementa participação de empresas no principal encontro do setor ferroviário de cargas e passageiros da América Latina, a 23ª edição da NT Expo.

Autor: Divulgação

Avanços em projetos ferroviários marcam novo capítulo do modal no país

Scania cria empresa para carregamento de caminhões elétricos

A Scania anunciou a criação da Erinion, uma nova empresa especializada em soluções de carregamento privadas e semipúblicas.

Autor: Frota News

Scania cria empresa para carregamento de caminhões elétricos

Scania K 230E: primeiro ônibus elétrico 100% no Brasil

O K 230E, com carroceria Caio eMillennium, é a terceira geração de desenvolvimento de ônibus elétrico da Scania.

Autor: Marcos Villela Hochreiter

Scania K 230E: primeiro ônibus elétrico 100% no Brasil

BDMG financia ônibus e caminhões elétricos em nova linha de crédito

Com foco nas mudanças climáticas, objetivo é incentivar empresas a adquirirem equipamentos com baixa emissão de gases de efeito estufa.

Autor: Divulgação

BDMG financia ônibus e caminhões elétricos em nova linha de crédito

Ônibus elétrico com bateria com nióbio utiliza tecnologia de recarga ultrarrápida

Carregador da ABB permite que a bateria do ônibus elétrico seja recarregada de 20% a 100% em apenas 10 minutos.

Autor: Divulgação

Ônibus elétrico com bateria com nióbio utiliza tecnologia de recarga ultrarrápida

Carros elétricos no Brasil: tendência sustentável ou moda passageira?

O grande interesse que explica essa alta demanda pela aquisição de um carro elétrico por assinatura é principalmente o custo-benefício.

Autor: Alan Lewkowicz

Carros elétricos no Brasil: tendência sustentável ou moda passageira?

CBA e SENAI ISI: parceria para produção de baterias de íons-lítio no Brasil

A parceria entre a CBA e o SENAI ISI Eletroquímica visa desenvolver uma cadeia de fornecimento local para a produção de baterias de íons-lítio no Brasil.

Autor: Frota News

CBA e SENAI ISI: parceria para produção de baterias de íons-lítio no Brasil

Mercado de fretamento em expansão: inovações e investimentos em 2024

Mercado de fretamento em expansão: a startup de tecnologia Fretadão, que gerencia mais de 1 milhão de viagens corporativas por mês.

Autor: Marcos Villela Hochreiter

Mercado de fretamento em expansão: inovações e investimentos em 2024

Concessionária Volkswagen: o destino perfeito para encontrar seu próximo carro

Com tanta variedade de modelos, garantia de fábrica, financiamento, pós-venda completo e tecnologia de ponta, saber onde comprar um carro ideal pode ser um desafio.

Autor: 5 estrelas

Concessionária Volkswagen: o destino perfeito para encontrar seu próximo carro

Pedágio sem cancela: “freeflow” de Minas Gerais já está em operação

Sistema permite identificar a placa e as características do veículo sem que o motorista precise parar.

Autor: Divulgação

Pedágio sem cancela: “freeflow” de Minas Gerais já está em operação

BYD apresenta nova tecnologia para veículos híbridos que fazem 34,5 km/l

A evolução dos veículos elétricos está acontecendo de maneira surpreendentemente rápida, superando até mesmo o ritmo de inovação dos smartphones.

Autor: Marcos Villela Hochreiter

BYD apresenta nova tecnologia para veículos híbridos que fazem 34,5 km/l

Acidentes de trânsito, um problema de saúde pública

Além do impacto emocional devastador para as famílias afetadas, os acidentes de trânsito representam um ônus econômico gigantesco.

Autor: Thiago Cassi Bobato

Acidentes de trânsito, um problema de saúde pública