Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Reações positivas na Opel alemã à nova liderança da GM

Reações positivas na Opel alemã à nova liderança da GM

03/04/2009 Divulgação

Mudança na chefia da GM foi bem recebida por funcionários e revendedores da subsidiária da GM na Alemanha.

Para muitos, o presidente demissionário Rick Wagoner era o símbolo de uma administração fracassada.Funcionários e revendedores da Opel, subsidiária da General Motors na Alemanha, receberam de forma positiva a notícia da saída de Rick Wagoner da presidência da empresa, que passa a ser dirigida por Fritz Henderson, presidente da GM Europa de junho de 2004 a dezembro de 2005. "Faz muito tempo que nos conhecemos. Henderson é uma pessoa com a qual se pode conversar e que se pode convencer com argumentos", disse o representante do conselho geral de empresa da Opel, Klaus Franz.  A fatia de mercado da marca havia diminuído para 10% na Alemanha e as montadoras apresentavam capacidade ociosa quando, em 2004, Henderson impôs um rígido plano de saneamento que consistiu na demissão de quase 12 mil funcionários nas subsidiárias Opel, Saab e Vauxhall.

O trabalho do executivo de 50 anos caracteriza-se por uma preparação minuciosa e por decisões rápidas, segundo fontes internas. Nas últimas semanas, Henderson acompanhou ativamente o processo de salvamento da Opel, tendo ido diversas vezes à Europa para negociar, entre outros, com a Comissão Europeia. Para revendedores, Henderson conhece melhor o mercado automobilístico europeu que os líderes da GM em Detroit. "Consideramos Fritz Henderson um homem capaz", disse o porta-voz das revendedoras Opel, Paul Ebbinghaus. "Ele entendeu a Europa." Também o sindicato dos metalúrgicos IG Metall vê de forma positiva a mudança na chefia da GM. A favor de Henderson conta não só o fato de conhecer a Europa, mas também sua simpatia pela marca Opel, disse um representante regional à agência de notícias AP. Já o especialista no setor automotivo Ferdinand Dudenhöffer vê novas chances para a montadora, mas permanece cético: "Mais erros que os cometidos sob a administração de Wagoner não dá para cometer".

São de sua responsabilidade a fracassada aliança com a Fiat, a aposta em utilitários esportivos de grande porte e o declínio da marca Saab. Segundo Dudenhöffer, a demissão de Wagoner poderá servir de reinício para a GM. Ao mesmo tempo, ele questiona se Henderson é o homem ideal para liderar o conglomerado, pois, segundo ele, conhece mais os números que os produtos. Muitos especialistas acreditam que Henderson seja apenas uma solução transitória. Na opinião de Christoph Stürmer, da empresa de consultoria Global Insight, Henderson não é um bom conhecedor de carros, mas um grande perito em finanças. E por isso o homem certo: "O problema da Opel é o dinheiro, não os veículos". Com ele, torna-se ainda mais fácil a separação da Opel da GM, acredita.

Mais informações sobre a Alemanha e a Europa no site www.DW-WORLD.DE/brasil .



Venda de veículos elétricos dispara em 2021

Nissan Leaf foi o carro totalmente elétrico mais vendido do Brasil.

Venda de veículos elétricos dispara em 2021

A mobilidade conectada a um carregador

A eletricidade está invadindo o setor automobilístico. E isso porque há um abismo de vantagens separando as opções de fontes de energia hoje disponíveis.

A mobilidade conectada a um carregador

2022: um ano para a aviação brasileira decolar

Setor no Brasil apresenta melhora no ambiente de negócio com aquecimento da atividade turísticas, privatizações de aeroportos e mudanças na legislação.

2022: um ano para a aviação brasileira decolar

Mobilidade elétrica: como o setor elétrico se adapta à tendência

Nos tempos atuais, é cada vez mais nítida a ideia de que os veículos do futuro serão elétricos.

Mobilidade elétrica: como o setor elétrico se adapta à tendência

Emplacamentos em 2021 crescem 10,5%, diz Fenabrave

Para 2022, a Fenabrave prevê um crescimento de 5,2% do setor.

Emplacamentos em 2021 crescem 10,5%, diz Fenabrave

Uma boa nova para pessoas com deficiência começarem 2022

A proposta surgiu durante as observações que fiz em minhas viagens de trabalho pelo Brasil.

Uma boa nova para pessoas com deficiência começarem 2022

Voltam a valer regras antigas para remarcação de passagens

Agora, o passageiro que fizer o cancelamento do voo pode ter que pagar multa.

Voltam a valer regras antigas para remarcação de passagens

Motorista não pagará DPVAT pelo segundo ano seguido

Excedente de recursos cobrirá indenizações em 2022.

Motorista não pagará DPVAT pelo segundo ano seguido

Prepare seu carro para uma viagem segura

Usando veículo próprio ou alugado, é preciso tomar alguns cuidados para não ficar na estrada.

Prepare seu carro para uma viagem segura

Os novos furgões elétricos Citroën Ë-Jumpy e Peugeot e-Expert

O e-Expert e Ë-Jumpy são o mesmo carro, diferenciado apenas os logos e alguns detalhes visuais de acabamento.

Os novos furgões elétricos Citroën Ë-Jumpy e Peugeot e-Expert

A ferrovia de volta às suas origens

O Marco Legal das Ferrovias, aprovado em outubro pelo Senado e na segunda-feira (13/12) pela Câmara dos Deputados, tende a recolocar a ferrovia brasileira no lugar de onde nunca deveria ter saído.

A ferrovia de volta às suas origens

Rodovias contarão com eletropostos para carros híbridos e elétricos em 2022

Parceria da EcoRodovias com a Volvo Car Brasil levará para rodovias que atendem oito estados brasileiros novos pontos de carga para veículos elétricos e híbridos.

Rodovias contarão com eletropostos para carros híbridos e elétricos em 2022