Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Quais foram os imprevistos médicos mais recorrentes dos viajantes durante o último ano?

Quais foram os imprevistos médicos mais recorrentes dos viajantes durante o último ano?

03/10/2019 Divulgação

Problemas gastrointestinais encabeçam as assistências médicas no exterior. Qual é o custo das urgências no exterior?

Quais foram os imprevistos médicos mais recorrentes dos viajantes durante o último ano?

A ASSIST CARD, empresa do segmento de seguro viagem no Brasil, realizou um levantamento a nível global sobre as assistências mais oferecidas, assim como as nacionalidades que mais as solicitaram e os destinos onde houve mais consultas.

Além disso, o estudo aponta quão importante é entender sobre as diferentes coberturas dos países de destino. Por exemplo, os custos por uma fratura na perna com internação e uma cirurgia são muito diferentes se acontece nos Estados Unidos ou no Brasil. No primeiro caso, as cifras chegam a mais de 110 mil dólares enquanto que no segundo o montante é de 10 mil dólares.

De julho de 2018 a junho de 2019, foram processados um total de 180.868 casos dos quais 81,4% (147.163 casos) corresponderam a assistências médicas.

Quais são as doenças mais atendidas?

No ano analisado, a maior quantidade de assistências médicas solicitadas pelos viajantes à ASSIST CARD, em nível global, esteve vinculada a problemas gastrointestinais. Estas consultas representaram 24,2% (35.613 casos) e, como afirma a Liz Bichara, Gerente do Departamento Médico da ASSIST CARD Internacional, incluem problemas que vão desde a 'diarréia do viajante' até uma peritonite.

Em segundo lugar, estão as consultas de problemas dermatológicos, que estão relacionadas à pele. Estas representam 19,1% (28.108 casos) e incluem doenças como dermatite atópica, urticária, bolhas, infecções por fungos e/ou câncer de pele pela exposição solar sem proteção, entre outras.

As consultas por sintomas otorrinolaringológicos, como doenças que afetam as vias respiratórias, voz, audição, fala e os seios paranasais, ocupam o terceiro lugar. Nesta linha, as doenças de ouvido e seus estados mais severos, como perda da audição e perfuração do tímpano, entre outras manifestações, representam 13,5% (19.867 casos).

Fecham o Top 5 de problemas de saúde mais atendidos as traumatologias, com 10% (14.716 casos) e as odontológicas, com 6% (8.829 casos). No primeiro caso, figuram os entorses, luxações, fraturas e traumatismos; no segundo aparecem doenças como pulpite, catarro dentário e até perda de dentes.

Quais foram os locais que mais solicitaram assistência médica?

O estudo também identificou que o destino onde mais assistências médicas foram oferecidas durante o período analisado foram Estados Unidos, com 16,8% (24.681 casos). Logo em seguida estavam Espanha (10,9%), Brasil (8,1%), Argentina (7,1%), México (6%), Colômbia (4,6%), República Dominicana (4,4%), Austrália (4,2%), Cuba (2,8%) e Peru (2,6%), que encerraram o top 10.

É importante destacar que para entrar em alguns dos países mencionados anteriormente, é obrigatório contar com um seguro de viagem. No caso de Cuba que, desde maio de 2010, exige que os turistas contratem um plano de seguro com a finalidade de preservar seu bem-estar e garantir sua atenção diante de qualquer inconveniente. O mesmo acontece na Espanha, país que integra o Tratado Schengen, que exige que os viajantes precisam de um seguro com uma cobertura acima de 30 mil euros e que possa cobrir os gastos com eventuais repatriações.

Quem solicitou mais assistência médica nas viagens?

A pesquisa revelou também que, do total de seguros médicos processados, os turistas latino-americanos foram os que mais solicitaram. No Top 10 de consultas estão oito países da região, sendo os argentinos que mais fizeram consultas com 26%. Em seguida estão os viajantes de Colômbia (16%), Brasil (14,8%), Chile (13,1%), Peru (6,1%) e Uruguai (4,3%). No meio figuram os turistas da Coreia do Sul (4%) e por fim estão outros países da América Latina como México (2,7%), Equador (1,4%) e Bolívia (1,3%).

Cada problema tem seu custo

Os imprevistos, como enfermidades ou acidentes, não estão nos planos de nenhum viajante. Sem dúvidas, muitas vezes surgem e interrompem os planos de viagem tão sonhados. Mesmo que o viajante não possa prevê-los, é possível se preparar caso eles apareçam. Viajar com um seguro de viagem adequado garantirá que a única preocupação seja desfrutar.

Para isso, no momento de escolhê-lo, é fundamental conhecer o destino, pois os custos médicos podem variar muito de um país para o outro. Por exemplo, uma internação de dois a três dias na Espanha por um problema dermatológico pode custar quase 30 mil dólares. Além disso, uma hospitalização no Brasil por dois dias como consequência de uma gastroenterocolite teria o custo que se chega a 50 mil dólares.

Os números aumentam em caso de fratura durante as férias em um centro de esqui ou algum resort no Colorado, Estados Unidos. Uma internação de vários dias, e uma eventual cirurgia, podem chegar a custar mais de 110 mil dólares.

Fonte: ASSIST CARD e RPMA Comunicação



Covid-19: pesquisa revela que 47,5% das pessoas temem viajar de avião

Entrevistados apoiam uso de máscaras e limpeza de áreas de circulação.

Covid-19: pesquisa revela que 47,5% das pessoas temem viajar de avião

Levantamento aponta crescimento de 30% nas viagens domésticas em agosto

Maioria das viagens tem o lazer como finalidade; Nordeste continua sendo destino mais escolhido.

Levantamento aponta crescimento de 30% nas viagens domésticas em agosto

Cidadãos brasileiros continuam proibidos de viajar aos Estados Unidos

Em nota, embaixada diz que seguem mantidas exigências anteriores.

Cidadãos brasileiros continuam proibidos de viajar aos Estados Unidos

Réveillon deste ano no Rio será sem presença de público

Riotur pretende oferecer atrações nos pontos turísticos da cidade.

Réveillon deste ano no Rio será sem presença de público

Sustentabilidade, uma velha conhecida da Alemanha

País conta com mais de três mil hotéis e restaurantes certificados para atenderem turistas que fazem questão de consumir serviços sustentáveis.

Sustentabilidade, uma velha conhecida da Alemanha

VLI retomará circulação do Trem Turístico em Minas em setembro

Circulação do Trem Turístico entre São João del-Rei e Tiradentes está parada desde o dia 15 de março.

VLI retomará circulação do Trem Turístico em Minas em setembro

Índice de atividades turísticas cresce 19,8% em junho, aponta IBGE

Setores de transporte aéreo e de alojamento e alimentação puxaram a alta no período.

Índice de atividades turísticas cresce 19,8% em junho, aponta IBGE

8 castelos imperdíveis para conhecer no Alentejo

Maior região portuguesa é repleta de construções históricas icônicas.

8 castelos imperdíveis para conhecer no Alentejo

Parque da Chapada dos Veadeiros reabre para visitação pública

A reabertura do parque será de forma gradual e monitorada.

Parque da Chapada dos Veadeiros reabre para visitação pública

Pesquisa mostra que brasileiro viajou pouco no 3º trimestre de 2019

Suplemento de turismo da Pnad 2019 foi divulgado hoje pelo IBGE.

Pesquisa mostra que brasileiro viajou pouco no 3º trimestre de 2019

Rota Lund, em Minas Gerais, recebe investimento de R$ 940 mil

Parque do Sumidouro e outros dois monumentos naturais do estado vão receber recursos do governo federal.

Rota Lund, em Minas Gerais, recebe investimento de R$ 940 mil

Sebrae Minas lança o Programa de Retomada do Turismo em Brumadinho

Programa oferece consultorias online para empresários de micro e pequenos empreendimentos da cidade.

Sebrae Minas lança o Programa de Retomada do Turismo em Brumadinho