Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Atrair novos clientes a partir das redes sociais

Atrair novos clientes a partir das redes sociais

15/06/2021 Divulgação

O principal ponto de partida é que o SMM deve vender.

Atrair novos clientes a partir das redes sociais

O principal ponto de partida é que o SMM deve vender. Aumentar a lealdade, as reações sociais (essas mesmas curtidas, reportagens, comentários), trabalhar com negativos - essas são apenas funções auxiliares que devem se correlacionar com as vendas. Se as vendas ou, pelo menos, os pedidos estão crescendo, tudo está em ordem com o SMM. Se não, algo está errado. Precisamos descobrir qual é o problema. Claro, o SMM não é adequado para todos os negócios. Muito depende do produto, dos processos de negócio, do nível de desenvolvimento da empresa, do orçamento, das tarefas definidas. Mas, a prática mostra que não existem nichos nos quais o SMM é inviável a priori. O SMM pode ser usado em qualquer área de negócio.

Alguns grupos de produtos não são fáceis, principalmente se for impossível prever a concorrência da demanda. Por exemplo, um ferro novo é geralmente comprado quando o antigo está queimado. Seria ingênuo esperar que, neste exato momento, o usuário veja o anúncio de um ferro de engomar. Mas isso não significa que as lojas de eletrodomésticos não precisem de SMM. O principal é a estratégia certa.

Clientes em potencial SMM em números:

- Segundo o Grupo M, em 2020, a participação da publicidade online ultrapassava os 50%. De acordo com as projeções, em 2021, esse número deve chegar a 55%.

- De acordo com a CPA Exchange, em 2019-2020, a participação das despesas de SMM no orçamento de marketing chega a 21 %. Principalmente nas áreas de informática e software, produtos para beleza e saúde, transporte, materiais de construção e acabamento, roupas e calçados.

E um não é arco-íris. De acordo com Roistat, o ROI (retorno de investimento) médio no SMM é de menos 22%. Isso significa que a maioria deles drena orçamentos. A empresa média gasta mais em promoção de mídia social do que ganha. Por quê? 

Principalmente porque a ferramenta não está sendo usada corretamente. As empresas esquecem que as pessoas procuram as redes sociais para relaxar, não para comprar. Portanto, as vendas diretas não funcionam. Você não pode simplesmente desparafusar o anúncio e coletar os aplicativos. Isso equivale a tentar arrastar para dentro da loja aquele que veio com a garota ao cinema do shopping. Teoricamente possível, mas improvável na prática.

Nas redes sociais, as pessoas precisam se divertir, desenvolver confiança em si mesmas e vender ao longo do caminho. Esse princípio é chamado de aquecimento. Envolvemos, aquecemos e vendemos. Apenas funciona a longo prazo. Em uma distância curta, as vendas diretas podem dar alguns resultados, mas não funcionará colocar a aquisição de clientes de forma eficaz, é importante não apenas apresentar aos usuários um conteúdo de qualidade. Deve ser publicado no prazo. Você pode manter um diário e lembrar constantemente o que precisa publicar, ou pode gastar 1 hora do seu tempo e planejar um plano de conteúdo para o mês que vem! Para isso, são utilizados serviços especiais, por exemplo, Postoplan permite que você gerencie as redes sociais mais populares ao mesmo tempo, publique postagens. Trabalhar com essa plataforma economiza até 4 horas de trabalho e até 90% dos custos de marketing de mídia social.



Instagram e Facebook vão inserir rótulos em postagens sobre eleições

Objetivo é rebater notícias falsas com informações oficias do TSE.

Instagram e Facebook vão inserir rótulos em postagens sobre eleições

Metrô de Moscou lança pagamento por meio de reconhecimento facial

Moscou é a metrópole que mais aplica pagamentos com biometria no mundo. Dentro deste contexto, na última semana o Metrô da cidade lançou o serviço Face Pay.

Metrô de Moscou lança pagamento por meio de reconhecimento facial

Novas possibilidades para os games

Os games invadiram nosso cotidiano de maneira avassaladora.

Novas possibilidades para os games

Marco Legal do Câmbio: como as novas tecnologias podem revolucionar as transações internacionais?

A modernização não pode ficar para trás, já que o mercado de câmbio cresce no Brasil há tempos.

Marco Legal do Câmbio: como as novas tecnologias podem revolucionar as transações internacionais?

Como negociar dívidas pelo WhatsApp

Ferramenta traz uma grande vantagem para o mundo dos negócios, principalmente para a recuperação de crédito.

Como negociar dívidas pelo WhatsApp

Bancos e carteiras digitais registram quase 18 milhões de downloads em setembro

Destaque para Nubank, PicPay, Banco Pan, C6 Bank e PagBank.

Bancos e carteiras digitais registram quase 18 milhões de downloads em setembro

Apagão da internet, pior que o da luz

O “apagão” do Facebook, WhatsAPP e Instagram, registrado na segunda-feira, revelou-se tão impactante quanto o da eletricidade.

Apagão da internet, pior que o da luz

Aprenda a medir a velocidade da sua conexão

Em meio a pane nas redes sociais, usuários relatam instabilidade no sinal de internet.

Aprenda a medir a velocidade da sua conexão

4 formas de empreender na era digital

O modelo de negócio conhecido como dropshipping é uma das maneiras mais fáceis de começar a empreender pela internet.

4 formas de empreender na era digital

Caixa lança nova versão do aplicativo Bolsa Família

Acesso passa a ser realizado com CPF e senha do beneficiário.

Caixa lança nova versão do aplicativo Bolsa Família

Como proteger o infoproduto e o conteúdo digital e ficar seguro na Internet

A opção clássica é fazer o registro na Biblioteca Nacional garantindo uma proteção mais efetiva.

Como proteger o infoproduto e o conteúdo digital e ficar seguro na Internet

Plataformas digitais faturam equivalente a 48,8% do PIB brasileiro

FENAJ apresenta proposta de taxar parte para financiar jornalismo.

Plataformas digitais faturam equivalente a 48,8% do PIB brasileiro