Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Do offset para o online

Do offset para o online

27/06/2019 Diego Luz

A transformação digital chegou para o setor gráfico.

Junho é o mês que celebra as empresas gráficas, mas neste ano o dia 24 é ainda mais significativo para o setor.

Mais do que nunca, ficou claro que a tecnologia se tornou uma importante aliada deste mercado e, graças a ela, prazos foram reduzidos, a qualidade chegou a um novo patamar e cada vez mais itens passaram a compor o portfólio destes players.

De acordo com um estudo recente elaborado pela Associação Brasileira da Indústria Gráfica (ABIGRAF), a produção industrial do setor movimentou R$ 46,7 bilhões em 2018.

Ainda segundo o levantamento, as embalagens já representam 48,6% de participação no volume de impressões, seguidas pelo mercado editorial – livros, revistas, publicações e manuais – com (21,6%).

Mas o que a transformação digital tem a ver com isso? É simples. Antigamente, para receber, produzir e entregar um pedido, as gráficas precisavam receber os clientes em suas lojas, dependiam de ligações telefônicas e quase não tinham flexibilidade para atender a determinadas demandas, principalmente as menores, assim como oferecer diferentes tipos de materiais.

Graças à tecnologia, uma democratização aproximou não só empresas e empreendedores que começaram a contar com a indústria gráfica como um parceiro estratégico para seus negócios, mas também pessoas físicas que precisavam encomendar produtos personalizados, de flyers e embalagens até itens eletrônicos, tudo por meio de alguns cliques na internet.

No entanto, o papel da tecnologia vai muito além da etapa dos pedidos. A ABIGRAF estima que mais de 80% do segmento é composto por microempresas.

A outra parte que busca expansão, diversificação de portfólio ou o atendimento a outras praças tende a se beneficiar com essa variedade de canais, já que as conexões vêm ficando mais simplificadas.

Neste contexto, a indústria gráfica consegue impactar uma série de públicos, de designers a lojas de bairro, de empreendedores a grandes redes do País.

Uma marca que atua com franquias, por exemplo, pode acionar parceiros para criar um canal próprio na web em que o franqueado tem acesso às especificações técnicas de uma marca mãe que quer padronizar seus pontos de venda e encomendar os materiais sem passar pela matriz.

Olhando para os benefícios, é possível notar ganhos inimagináveis até alguns anos atrás. Primeiro que a participação da internet no segmento permite que as empresas atinjam uma nova audiência e ampliem seu potencial de negócios.

Além disso, as vendas passam a ser feitas nas mais diversas tiragens, com preços competitivos e alta qualidade. Sem falar no avanço tecnológico dos equipamentos essenciais para o andamento de toda essa cadeia.

O mais empolgante neste cenário é ver que a transformação digital não se limitou ao mundo dos eletrônicos, ao varejo ou aos setores mais óbvios.

Ela chegou também a um segmento que não tinha grandes esperanças no campo da inovação. Se antes a primeira impressão era a que marcava, agora é o primeiro clique, a primeira personalização, a primeira experiência.

* Diego Luz é CEO da Printi.

Fonte: Printi



Seis passos para quem deseja empreender como influenciador digital

Sucesso nessa atividade às vezes leva tempo e dá trabalho, mas é viável e vale a pena.

Seis passos para quem deseja empreender como influenciador digital

Os desafios na Gestão de TI

A vida do gestor de TI não é fácil ou simples.


Pesquisa indica efeitos negativos causados por videogames

Depressão, dificuldade para dormir, demissão são alguns dos efeitos negativos indicados pelo estudo.

Pesquisa indica efeitos negativos causados por videogames

Ser on-line é saber da importância do off-line

“É lindo ver o mundo se tornar digital, mas todos nós precisamos vigiar para que ele nunca deixe de ser humano e pessoal.”


Cresce o número de consumidores que devem comprar na Black Friday se preços valerem a pena

Pesquisa mostra que houve um aumento sete pontos percentuais entre os que vão avaliar ofertas antes de fechar negócio, apontam CNDL/SPC Brasil.

Cresce o número de consumidores que devem comprar na Black Friday se preços valerem a pena

O que falta para o Brasil avançar na área de cibersegurança?

Links suspeitos, malwares, vazamento de dados, privacidade digital.


WhatsApp baniu 400 mil contas do Brasil nas últimas eleições

As contas foram banidas entre 15 de agosto e 28 de outubro de 2018.

WhatsApp baniu 400 mil contas do Brasil nas últimas eleições

Google e Facebook lançam serviços financeiros

Não apenas uma, mas duas gigantes de tecnologia lançaram serviços financeiros nesta semana.

Google e Facebook lançam serviços financeiros

Aplicativo brasileiro permite fazer doações sem gastar dinheiro

Tecnologia criada pela Ribon já realizou mais de cinco milhões de doações com apoio de empresas nacionais que beneficiam pessoas em todo planeta.

Aplicativo brasileiro permite fazer doações sem gastar dinheiro

Celulares pré-pagos desatualizados são bloqueados em 17 estados

Segundo a Anatel, o objetivo da iniciativa é assegurar uma base cadastral correta e atualizada.

Celulares pré-pagos desatualizados são bloqueados em 17 estados

TSE traça estratégias de combate à desinformação nas Eleições 2020

TSE reúne-se com Google, Facebook, WhatsApp e Twitter para alinhar combate a fakes news.

TSE traça estratégias de combate à desinformação nas Eleições 2020

A Inteligência Artificial é apenas um componente das redes corporativas?

Como impedir que a Inteligência Artificial seja apenas um componente das redes corporativas.