Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Idosos ganham mais espaço no mercado de trabalho

Idosos ganham mais espaço no mercado de trabalho

01/05/2019 Patrícia Lisboa

Experiência, força de vontade e disposição são algumas das características desses profissionais que estão despertando interesse das empresas.

Idosos ganham mais espaço no mercado de trabalho

A expectativa de vida do brasileiro tem crescido ao longo dos anos. Segundo dados do IBGE, um bebê nascido em 2017 tem estimativa de viver até os 76 anos. Em 1940, a projeção era de apenas 45 anos e 6 meses. Essa diferença mostra como a população tem vivido mais e, em por esse motivo, o número de idosos tem crescido. Além disso, a chamada “terceira idade” está, cada vez mais ativa, retornando, inclusive, para o mercado de trabalho. O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apontou, em 2018, que a população idosa representa 7,8% dos trabalhadores formais no País.

Para a head trainer e hacker comportamental, Patrícia Lisboa, o aumento de idosos no mercado de trabalho deve ser visto pelas empresas como uma oportunidade. “O perfil da terceira idade é formado por uma mão de obra qualificada, experiente e altamente motivada. Investir nesse profissional é agregar valor e conhecimento, além de estimular a diversificação no ambiente corporativo”, explica.

Segundo a especialista esse comportamento já é uma realidade. “As pessoas estão cada vez mais longevas e ativas. Com os avanços da medicina preventiva e da tecnologia, pessoas que já alcançaram a terceira idade encontram-se cheias de disposição e iniciativa. Estão aptas para produzir e contribuir com as empresas e ainda com a vantagem de já terem criado seus filhos e cumprido suas obrigações sociais, e, por isso, estão disponíveis para investir em si mesmas, em aprendizado, crescimento intelectual e porque não, em suas carreiras”, diz.

Contratar profissionais maduros tem virado tendência. Já existem inclusive programas específicos para a admissão de pessoas acima dos 60 anos em algumas empresas. O setor público também está seguindo essa mesma linha, em Campo Grande (MS), por exemplo, a lei municipal nº 5.997, institui o Programa Ativa Idade, que prevê a reinserção do idoso no mercado de trabalho, participando da capacitação e da requalificação do profissional.

“A pluralidade é benéfica e quando acontece de forma planejada, é possível aproveitar o melhor dos profissionais e da interação entre as gerações dentro do ambiente de trabalho. Pessoas mais maduras conseguem lidar com situações de conflito com mais serenidade e sabedoria. Agregam muito à equipe por sua experiência de vida e maturidade emocional, os tão falados e valorizados ‘soft skills’”, explica Patrícia.

Segundo a especialista existem treinamentos e outras ações estratégicas que podem ser realizadas com os colaboradores para o desenvolvimento do trabalho individual e de forma coletiva. “Capacitar pessoas, reforçar e descobrir novas habilidades e competências são ações que podem e devem ser feitas com qualquer profissional, inclusive com aqueles que têm idades e experiências distintas. No final, esse investimento retorna para a empresa e ela terá uma equipe cada vez mais completa”, explica Patrícia.

A head trainer e hacker comportamental acrescenta ainda que o idoso quando retorna ao mercado de trabalho já passou pelos anseios e necessidades dos profissionais mais jovens, como subir na carreira, adquirir bens, formar uma família e outros, e com isso, ele tem mais tempo e disposição para o novo. “Os objetivos do idoso são diferentes. É claro que muitos retornam ao trabalho para complementar a renda deles ou da família, mas a grande maioria regressa para aprender, empregar melhor o tempo disponível e também para compartilhar conhecimento. Eles entram nas empresas com sede de aprendizado, mas consequentemente acabam ensinando e aconselhando os mais jovens”, destaca.

Fonte: Comuniquese



Instituto é criado para incentivar o empreendedorismo

Iniciativa foi idealizada por 34 empreendedores de renome nacional e visa ajudar jovens e estudantes carentes


Está procurando emprego? Cuidado com as mensagens de phishing

De acordo com relatório da Kaspersky, a procura por emprego pode ter colocado muitos pessoas como alvo de esquema sofisticado de roubo de dinheiro.

Está procurando emprego? Cuidado com as mensagens de phishing

Petz prevê abertura de 500 vagas este ano

Profissionais para atuar em banho e tosa no setor de estética estão entre os mais procurados pela rede de pet shop.


Efetivação de estagiários: quando deve ocorrer?

Encerramento do contrato com o estudante ainda gera dúvidas entre os gestores.

Efetivação de estagiários: quando deve ocorrer?

Setores de drones e geotecnologias esperam gerar 100 mil empregos

Os dois setores movimentarão no Brasil em 2019, R$ 1,5 bilhões

Setores de drones e geotecnologias esperam gerar 100 mil empregos

Censo 2020 vai contratar 234 mil trabalhadores temporários

A contratação dos profissionais depende de aprovação prévia em processo seletivo simplificado

Censo 2020 vai contratar 234 mil trabalhadores temporários

Empresas são obrigadas a contratar estagiários?

Entenda as regras impostas por lei para a atividade voltada aos estudantes.

Empresas são obrigadas a contratar estagiários?

Petrobras abre inscrições para novo programa de estágio

São 72 vagas em diversas áreas de níveis superior e médio (técnico).


Mercado brasileiro fecha 43 mil empregos formais em março

Em fevereiro, o saldo havia ficado positivo, com 173.139 admissões

Mercado brasileiro fecha 43 mil empregos formais em março

Emprego no setor da construção civil em Minas cresce quase 90%

No primeiro bimestre de 2019, já foram criadas 7.800 novas vagas

Emprego no setor da construção civil em Minas cresce quase 90%

Autistas podem ser empregados exemplares

Trabalhadores com autismo costumam se destacar pelo alto grau de lealdade e dedicação.

Autistas podem ser empregados exemplares

Cientistas alemães buscam voluntários para ficarem deitados

Cientistas espaciais têm uma oferta de trabalho para você: testar os efeitos da microgravidade no corpo humano. Pagamento é de 16,5 mil euros.

Cientistas alemães buscam voluntários para ficarem deitados