Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Maternidade e carreira

Maternidade e carreira

08/05/2020 Maria Inês Vasconcelos

Como diz o ditado judaico: Deus não podia estar em todos os lugares, por isso fez as mães.

Maternidade e carreira

Conseguir exercer a tripla função de mãe, mulher e dona de casa, e ainda adequar com a carreira, é um malabarismo que nos exige equilíbrio e autoconhecimento. É preciso muito jogo de cintura para conciliar a agenda profissional com os filhos.

A maternidade é um grande obstáculo para a carreira das mulheres brasileiras. Segundo pesquisa divulgada pela empresa de recrutamento Catho, as mães deixam o mercado de trabalho cinco vezes mais que os pais. O levantamento também concluiu que 28% das mulheres deixam o emprego após a chegada dos filhos, versus 5% dos homens, apenas.

O preconceito e os entraves culturais são realidades que temos que enfrentar, nessa sociedade regida por um padrão piegas- machista, em que homem sai para trabalhar e volta sendo o rei da casa.

Os tempos mudaram e esse clichê tem que ser modelado, porque a mulher de hoje trabalha, cria os filhos e se não paga todas as contas da casa, divide com o homem o orçamento familiar. Tornamo-nos, igualmente, provedoras.

Dando aqui um grito de alerta, podemos dizer que as empresas não são muito parceiras das mães. Mesmo que obedeçam ao mínimo legal e cumpram as normas que as protegem, ainda não facilitam a carreira da mulher.

De acordo com pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), 50% das mulheres são demitidas até dois anos após a licença maternidade, por exemplo, e poucas chegam às posições de liderança.

É evidente que existe uma pressão, ainda que travestida, a desfavor da natalidade e com a posição de que a maternidade é onerosa; fora o aspecto da reposição, o direito à amamentação, que encurtada a jornada. E também o fetiche de que a mulher perde o ritmo, sai da cadência e se desatualiza. A maternidade não emburrece.

Segundo estudos da Royal Holloway, durante a gestação, as mães sofrem um aumento das atividades do lado direito do cérebro, o que significa melhora em suas habilidades cognitivas como criatividade e relacionamento interpessoal, aumentam.

Felizmente, há empresas sensíveis à questão da maternidade, apoiando e contribuindo para que as mães possam desempenhar seu papel duplo e ganhando com isso. E a releitura da organização do trabalho, sem dúvida, abriu um leque infinito de possibilidades e um novo olhar para a questão da maternidade. O trabalho hoje é "online" e a tecnologia não tem sexo.

Grandes empresas mundiais que estão atualizadas com a revolução tecnológica, já preferem mulheres-mães em postos estratégicos. São os que desejam que as posições de destaque sejam ocupadas por leoas. Já perceberam através da "analysis" que a mulher- mãe é veloz, decidida e que tem um sentido a mais. Mães também ficam menos a deriva, e perdem menos o rumo. Portanto, dão lucro.

Dizem que a aristocracia da espécie humana está na mulher. Algo genético, antropológico e hormonal. A maternidade é um lugar em que se é plena.

A perda do conforto de uma crença sem questionamentos é a realidade da mulher. O gestor homem saiu do retrocesso raso que exclui as mães, para reconhecer que a maternidade é um ganho, um predicado a mais.

E quanto aos nossos filhos estes serão sempre nossos parceiros, principalmente se soubermos nos dedicar e mostrar que eles são a melhor parte de nós. E assim, basta ir adiante. Quando saltamos, eles saltam conosco.

* Maria Inês Vasconcelos, advogada Trabalhista, especialista em direito do trabalho, professora universitária, escritora.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Os impactos que o ensino à distância na pandemia levou para jovens em início de carreira

Especialista em capacitação profissional alerta sobre os efeitos que os últimos 17 meses remotos podem ter na vida profissional dos jovens brasileiros.

Os impactos que o ensino à distância na pandemia levou para jovens em início de carreira

Com avanço digital, profissão de corretor de imóveis cresce 60% no país

De janeiro a agosto de 2021, cerca de 2.467 novos corretores de imóveis obtiveram o registro no CRECI para atuar na profissão.

Com avanço digital, profissão de corretor de imóveis cresce 60% no país

Minas Gerais teve o segundo melhor saldo de emprego no acumulado de 2021

Serviço e indústria somaram mais da metade do saldo gerado pelos pequenos negócios mineiros nos quatro primeiros meses do ano.

Minas Gerais teve o segundo melhor saldo de emprego no acumulado de 2021

Luandre tem 500 vagas para auxiliar de operações em Contagem

A Luandre, uma das maiores consultorias de RH do Brasil, tem 500 vagas abertas para auxiliar de operações, em Contagem, Minas Gerais.


Startup de viagens corporativas abre 20 vagas em Minas Gerais

A perspectiva é que a travel tech Onfly termine 2021 com uma movimentação de R$ 40 milhões e R$ 1 bilhão transacionado em 2024.


Grupo Ri Happy abre mais de 100 vagas temporárias em Minas Gerais

Varejista de brinquedos anuncia contratação para o período do Dia das Crianças em Belo Horizonte, Betim, Contagem, Juiz de Fora, Pouso Alegre e Uberlândia.


Precisamos ensinar a pescar e ir além

Ao ler um artigo assinado pelo Dep. Alexis Fonteyne, resolvi escrever este texto usando, inclusive, partes da publicação.

Precisamos ensinar a pescar e ir além

Empresa de tecnologia abre mais de 300 vagas em todo o Brasil

Oportunidades de trabalho são voltadas a engenheiros, contadores, profissionais da área Comercial e Recursos Humanos.


Mercado Livre contratará mais de 6 mil pessoas até o final de 2021

Em abril, a empresa superou as expectativas de contratar em 2021 a soma de 12 mil funcionários.

Mercado Livre contratará mais de 6 mil pessoas até o final de 2021

Maioria dos estudantes universitários brasileiros busca por vagas de trabalho remoto

Pesquisa Universum, realizada com 32 mil estudantes universitários em 2021, revela que para 83% dos entrevistados a modalidade de home office é mais atrativa.

Maioria dos estudantes universitários brasileiros busca por vagas de trabalho remoto

Mercado de trabalho: adesão ao modelo híbrido ou retorno ao presencial?

Impacto da pandemia no mercado de trabalho possibilitou que empresas testem novos formatos de trabalho, que devem se manter no longo prazo.

Mercado de trabalho: adesão ao modelo híbrido ou retorno ao presencial?

Currículo tradicional ou vídeo no Tik Tok?

Um ponto muito importante e que nem todos consideram é a descrição dos seus objetivos profissionais.

Currículo tradicional ou vídeo no Tik Tok?