Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Aplicativo facilita compra e venda de gado

Aplicativo facilita compra e venda de gado

05/02/2024 Divulgação

Plataforma CompreGados permite negociações sem a necessidade de submeter animais ao desgaste de feiras e leilões.

Aplicativo facilita compra e venda de gado

Desde seu lançamento, em 2019, o aplicativo CompreGados tem se consolidado como uma potência no agronegócio brasileiro, promovendo transações e conectando pecuaristas, agricultores e empresas do setor.

Facilitando o comércio de gado, a plataforma se destaca não apenas por sua eficácia, mas também pela abordagem sustentável, promovendo o bem-estar animal e a redução das emissões de poluentes – assuntos discutidos durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP28), em Dubai, nos Emirados Árabes.

“O nosso foco é evitar o desgaste animal. Como fazemos isso? No leilão, por exemplo, você precisa transportar o gado em um caminhão. Já no aplicativo, você mesmo faz um vídeo do animal na propriedade e sobe para a plataforma. Ou seja, você não precisa mais transportar o gado até o leilão. Além de economizar com frete, o pecuarista evita o desgaste do animal”, afirma Ciro Thiago Neto, fundador do CompreGados.

Criado em meio às fazendas do interior de Goiás e São Paulo, Ciro combinou os ensinamentos do pai, um pecuarista experiente, com sua veia empreendedora, resultando no sucesso do CompreGados.

Inicialmente focado na conexão entre vendedores e compradores de gado, o aplicativo expandiu suas fronteiras para abranger todo o universo agro, incluindo a comercialização de propriedades rurais, aviões, insumos e maquinários agrícolas, atualmente contando com mais de 16 mil usuários.

“O futuro é a sustentabilidade. E o mundo online traz isso. A plataforma veio para curar uma dor. Quantas vezes mandei meu gado em um leilão, e o meu vizinho comprou. Gastei frete e paguei comissão para o meu vizinho comprar. Se fosse pelo aplicativo, era somente abrir a porteira e entregar o gado. Também tem a questão dos caminhões. A plataforma evita que muitos caminhões trafeguem longas distância sem necessidade, evitando mais emissões de gases”, diz Ciro.

Mudanças

Apesar de já ter transacionado a impressionante marca de R$ 1,6 bilhão e negociado mais de 800 mil animais, o CompreGados tinha, até então, o seu faturamento atrelado exclusivamente à comercialização de publicidades dentro da plataforma, gerando resultados modestos comparado ao tamanho e ao valuation que a empresa já havia alcançado.

Essa realidade, no entanto, irá mudar. A partir dos próximos meses, a plataforma vai começar a cobrar taxa para veiculação de anúncios. A expectativa (baseado nos dados e nas movimentações recorrentes no app) é negociar 10 mil anúncios em média por mês, o que deve trazer uma “receita nova” de mais de R$ 10 milhões ao ano.

Além disso, o empresário vem realizando reuniões com vários grupos financeiros interessados na parceria com a plataforma, que se, uma vez concretizada, poderá acrescer mais R$ 50 milhões ao faturamento anual da empresa.

“A ideia é que o CompreGados também passea oferecer soluções financeiras a pecuaristas, agricultores e empresas do setor, com acesso a financiamentos, seguros, consórcio e custeio para seus investimentos no campo. Algumas conversas estão bem avançadas”, adianta Ciro.

Para mais informações sobre agronegócio clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Comunic Comunicação Estratégica



Restaurantes aderem à tendência pet-friendly para conquistar clientes

Estabelecimentos do setor se mostram cada vez mais abertos a um novo público, que inclui os animais de estimação de seus clientes.

Autor: Divulgação

Restaurantes aderem à tendência pet-friendly para conquistar clientes

No envelhecimento de cães e gatos, a alimentação faz total diferença

Especialista veterinária destaca a nutrição como ponto-chave na preservação e tratamento da saúde renal dos pets.

Autor: Divulgação

No envelhecimento de cães e gatos, a alimentação faz total diferença

As maiores preocupações dos tutores de animais no mundo moderno

Entendendo os desafios e responsabilidades na tutela de pets.

Autor: Divulgação

As maiores preocupações dos tutores de animais no mundo moderno

Moda bilionária: os pets seguiram em alta em 2023

Os números do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) colocam o Brasil na 3ª posição no ranking mundial do segmento de pets.

Autor: Simone Cordeiro

Moda bilionária: os pets seguiram em alta em 2023

Especialidades veterinárias em alta

Descubra as áreas mais promissoras e inovadoras na medicina veterinária.

Autor: Divulgação

Especialidades veterinárias em alta

Pets, carinho e a demência

Se você queria mais um motivo para adotar um cachorrinho, aqui vai.

Autor: Simone Cordeiro

Pets, carinho e a demência

Cias áreas têm autonomia para negar pets em voos

Resolução da Anac, que reforça tese, passou a valer no início de outubro.

Autor: Rafael Verdant

Cias áreas têm autonomia para negar pets em voos

Latidos e miados no condomínio

Ter um cachorro ou um gato no apartamento costuma trazer mais do que um relacionamento saudável com o pet.

Autor: Pedro Xavier

Latidos e miados no condomínio

Seu pet também sente mais fome no frio!

Além de desmistificar sobre a alimentação, médica-veterinária orienta sobre os principais cuidados com os animais no inverno.

Autor: Mariana Fragoso Rentas

Seu pet também sente mais fome no frio!

Cachorro pode comer maçã?

Fonte de fibras e vitaminas, alimento pode ser oferecido aos cães, mas exige cuidados especiais.

Autor: Divulgação

Cachorro pode comer maçã?

Principais cuidados com os pets durante o inverno

Atenção com alimentação, hidratação e passeios estão entre as dicas da especialista para evitar doenças no pet.

Autor: Isabella Morales

Principais cuidados com os pets durante o inverno

Fogos e estalinhos: como proteger os animais nas festas juninas

Especialista explica as possíveis reações dos pets e o que pode ser feito para amenizar o pânico e transtornos causados pelas explosões.

Autor: Bruno Alvarenga

Fogos e estalinhos: como proteger os animais nas festas juninas