Portal O Debate
Grupo WhatsApp

2020: o ano do desafio

2020: o ano do desafio

15/12/2020 Tatiana Schuchovsky Reichmann

Sem dúvida, 2020 foi um ano desafiador para o mundo, não só no aspecto da saúde, mas também socioeconômico.

De acordo com dados do Ministério da Economia, o impacto financeiro da Covid-19 no Brasil deve chegar a 8,6% do PIB (Produto Interno Bruto), ou R$ 615 bilhões.

Neste contexto, o planejamento fez mais sentido do que nunca, porém sempre tendo em mente a flexibilidade para ajustes de rota quando necessário.

Momentos de adversidade devem ser encarados como oportunidades únicas de aprendizado, de reinvenção e inovação.

De acordo com a consultoria Russell Reynolds Associates, as maiores mudanças ocorrem em momentos de incerteza, e os melhores líderes são aqueles que enxergam oportunidades neste cenário.

Após mais de 9 meses de pandemia, algumas lições foram apreendidas e já é possível fazer um balanço de tudo que vivemos e traçar o caminho para os próximos doze meses.

Na Ademicon, de janeiro a novembro de 2020, crescemos 45% em volume de créditos de consórcios em comparação ao mesmo período do ano anterior. Prestar atenção aos fatores externos ao nosso negócio foi primordial para o sucesso da companhia.

Esse olhar para o que estava acontecendo no mundo, ajudou o gestor mais atento a se antecipar e estabelecer planos de contingência, minimizando, na medida do possível, os impactos provocados pela pandemia.

Segundo o pesquisador Ricardo Hausmann, diretor do Centro de Desenvolvimento Internacional de Harvard, o conhecimento só ocorrerá para aqueles países que puderem aprender com suas próprias experiências e com base na experiência de outros.

O relacionamento com o principal ativo de qualquer empresa – o capital humano – também precisou de adaptações.

Cuidar do colaborador foi muito além do distanciamento social e da obrigatoriedade do uso de máscaras e álcool em gel.

Rotinas de acompanhamento de processos entre equipes e gestores, mesmo à distância, serviu como ferramenta motivacional e possibilitou dividir os mesmos anseios.

Manter a programação estabelecida no planejamento anual, sem cancelar treinamentos e eventos internos, transformando-os em virtuais, transmitiu tranquilidade para os envolvidos, mostrou que o negócio permaneceu “vivo”, mas apenas em formatos diferentes.

Mesmo com a instabilidade econômica, houve setores que surpreenderam e registraram boa performance, como foi o caso do consórcio.

De acordo com dados da Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios, a ABAC, em outubro de 2020 a modalidade bateu o recorde de adesões, o maior número dos últimos dez anos.

No acumulado dos dez primeiros meses, foram 2,48 milhões de aderências, 4,2% a mais que as 2,38 milhões dos mesmos meses de 2019.

O desafio, neste caso, foi lidar com a demanda represada, dar apoio à equipe de vendas para que o processo fluísse e se transformasse em bons resultados para o setor.

A chamada segunda onda da pandemia já está entre nós e não podemos “baixar a guarda”. Lidar com a ansiedade provocada pela incerteza ainda é um obstáculo, e gestões que tenham o firme propósito de manter o colaborador sadio se destacarão.

E isso não se limita só nos aspectos mental e físico, é necessário também cuidar da saúde econômica, oferecendo toda a estrutura para que eles se sintam seguros profissionalmente e reforcem a crença de que, juntos, todos sairemos dessa, muito mais fortes e unidos.

* Tatiana Schuchovsky Reichmann é CEO da Ademicon, responsável pelas marcas Ademilar Consórcio de Imóveis e Ademimotors Consórcio de Veículos.

Fonte: Grupo Virta



O efeito pandemia nas pessoas e nos ‘in-app games’

É fato que a Covid-19 balançou as estruturas de todo mundo, trazendo novos hábitos, novas formas de consumir conteúdo, fazer compras… E, claro, de se entreter.


A violência e o exemplo dos parlamentos

O péssimo exemplo que os políticos, em geral, dão nos parlamentos, insultando, ridicularizando os antagonistas, leva, por certo, a população a comportar-se de modo semelhante.


Brasileiro residente no exterior, por que fazer um planejamento previdenciário?

É muito comum no processo emigratório para o exterior ter empolgação e expectativas sobre tudo o que virá nessa nova fase da vida.


LGPD: é fundamental tratar do sincronismo de dados entre todas as aplicações

Se um cliente solicita alteração nos dados cadastrais ou pede a sua exclusão da base de dados que a empresa possui, o que fazer para garantir que isso ocorra em todos os sistemas e banco de dados que possuem os dados deste cliente ao mesmo tempo e com total segurança?


As gavetas que distorcem a vida política do país

Finalmente, está marcada para terça-feira (30/11), na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, a sabatina do jurista André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar a vaga decorrente da aposentadoria do ministro Marco Aurélio, no Supremo Tribunal Federal.


O novo normal e a justiça!

Não restam dúvidas que o avanço tecnológico veio para melhorar e facilitar a vida das pessoas.


Repousar de fadigas, livrar-se de preocupações

O dicionário diz que descansar é repousar de fadigas, livrar-se de preocupações.


O fim da violência contra a mulher é causa de direitos humanos

O dia 25 de novembro marca a data internacional da não-violência contra as mulheres.


A primeira romaria do ano em Portugal

A 10 de Janeiro – ou domingo mais próximo dessa data, dia do falecimento de S. Gonçalo, realiza-se festa rija em Vila Nova de Gaia.


Medicina Preventiva x Medicina Curativa

A medicina curativa domina o setor de saúde e farmacêutico. Mas existe outro tipo de cuidado em crescimento, chamado de Medicina Personalizada.


A importância da inovação em programas de treinamento e desenvolvimento

O desenvolvimento de pessoas em um ambiente corporativo é um grande desafio para gestores de recursos humanos, principalmente para os que buscam o melhor aproveitamento das habilidades de um time através do autoconhecimento.


Por que o 13º salário gera “confiança” nos brasileiros?

O fim do ano está chegando, mas antes de pensar no Natal as pessoas já estão de olho no 13º salário.