Portal O Debate
Grupo WhatsApp


3 dicas para criar seu negócio online sem se endividar

3 dicas para criar seu negócio online sem se endividar

17/12/2015 Alan Pakes

Você acredita que só será plenamente feliz no trabalho quando tiver seu próprio negócio?

Talvez empreender não signifique apenas ter uma boa fonte de renda e independência financeira. Significa também correr atrás dos sonhos, ter realização profissional.

Mas o que segurou você de trilhar esse caminho até agora? Pode ter sido a falta de dinheiro para investir, um mercado consumidor pequeno, concorrência muito alta, etc.

Hoje em dia, no entanto, a internet traz a oportunidade de você começar um negócio online do zero, com pouco dinheiro e sem fazer dívidas astronômicas, que é justamente o que assusta a maioria das pessoas que desejam empreender.

Ainda que um negócio online não demande grandes quantias para iniciar e fazer muito sucesso, obviamente que a jornada árdua pela qual todos os empreendedores precisam passar é a mesma.

Mas, claro, se você tem o empreendedorismo na veia, deve saber que um negócio online ou não depende muito mais da inteligência, perseverança e dedicação do que de grandes somas de dinheiro.

Mas, claro, se você sabe muito pouco sobre como criar um negócio online, preparei 3 dicas que vão te ajudar a andar no caminho certo e, melhor ainda, não se endividar.

1. Mantenha seu emprego atual

Parece estranho dizer isso, mas, se você está planejando começar qualquer negócio, principalmente um online, pode usar o seu tempo livre para começar a desenvolver seus produtos e fazer seu planejamento. Não precisa sair do seu emprego atual para fazer isso, principalmente se você tem contas fixas a pagar, como carro, aluguel e contas fixas.

Claro, você terá de trabalhar muito mais e terá bem menos tempo para dedicar ao lazer e à sua família, mas essa é uma situação temporária. Assim que o seu negócio começar a decolar, você pode começar a se desligar gradualmente do seu emprego.

Se possível, pode fazer a transição de funcionário de tempo integral para consultor, ou trabalhar apenas meio período. Claro, em determinado momento, quando as coisas estiverem realmente sólidas, você terá de sair da empresa onde trabalha para se dedicar inteiramente ao seu negócio, mas essa é uma mudança gradual.

Além disso, se você tem o salário garantido no fim do mês, pode cobrir alguns custos iniciais, que por mais que não sejam muitos e que você não precise pagar na hora, não deixam de ser custos. O bacana de começar um negócio online é que você pode usar a versão “trial”, durante um certo período, da maior parte dos softwares de que precisa.

Então, se conseguir extrair o melhor dessas ferramentas, você já conseguirá fazer algum dinheiro antes mesmo de precisar aderir à versão paga, o que irá cobrir boa parte ou até mesmo todos os custos que terá com ferramentas no início. Claro, as coisas na internet não são de graça, mas manter o seu negócio online demanda um custo consideravelmente menor e, consequentemente, um lucro muito mais rápido e maior.

2. Teste suas ideias

Nada melhor do que ter segurança do que se está fazendo. Em qualquer tipo de negócio, o planejamento, a pesquisa e a preparação são de vital importância e podem ser a diferença entre o sucesso e o fracasso. Então, antes de mais nada, é essencial testar suas ideias para ter certeza de que elas são, de fato, viáveis.

Uma dica é fazer uma pesquisa de opinião com seus potenciais clientes e saber o que eles esperam do produto que você está desenvolvendo, o quanto estariam dispostas a pagar por ele etc. Caso você esteja desenvolvendo um infoproduto, como um ebook, um treinamento ou vídeo aulas, você também pode enviar a introdução ou o primeiro capítulo para pessoas que se interessariam pelo seu produto e pedir um feedback.

Tenha cuidado, porém, com as pessoas que são intimamente ligadas à você, como amigos próximos, cônjuge, pais, irmãos etc. Caso vá enviar essa amostra para eles, certifique-se de que eles não saibam, pelo menos no início de que se trata do seu produto. Isso porque a avaliação deles pode acabar ficando um pouco tendenciosa e você pode acabar deixando passar alguns erros.

3. Divulgue!

A melhor forma de ser conhecido é divulgando o seu negócio. Se você não for encontrado, as pessoas jamais comprarão o seu produto, pois não lhe conhecem. Isso, claro, significa um lucro menor e uma grande probabilidade de não cobrir os custos iniciais.

Claro, você não precisa ter grandes quantias para anunciar na TV. A vantagem do negócio digital é que você pode investir muito pouco e ter um bom retorno com campanhas nas redes sociais. Crie uma conta no Facebook, no Twitter e onde mais você quiser e crie conteúdo de qualidade para divulgar lá.

Você também pode criar um blog e publicar conteúdo original e de qualidade com assuntos relacionados ao seu produto e usar as redes sociais para divulgá-los. Não se esqueça, claro, de investir em SEO e usar as ferramentas que o Google disponibiliza para encontrar as palavras-chave de acordo com o que o seu público pesquisa.

* Alan Pakes é organizador do livro "Negócios digitais - Aprenda a usar o real poder da internet nos seus negócios", empreendedor, expert em Marketing Digital e fundador do CONAED (Congresso Nacional de Empreendedorismo Digital).



A pandemia e a salvação nacional

A pandemia do coronavírus é mais um flagelo da humanidade.


A Covid-19 e o saneamento

A pandemia do novo coronavírus assusta o mundo pelos impactos na saúde, economia e no bem-estar social.


Cenários para o Brasil: isolamento vertical ou horizontal?

Nos últimos dias foi estabelecido um debate na sociedade brasileira entre duas opções de combate ao impacto do novo coronavírus no país.


Saiba como não entrar em desespero com as oscilações do mercado financeiro

A história demostra que crises passam e acabam beneficiando aqueles que mantêm a racionalidade no lugar da emoção.


O Diabo: o que foi e o que é

Certa noite de Outono, em amena conversa com familiar, este, declarou-me, parecendo sincero:


Liderança: o eterno desafio

A definição mais divulgada de liderança diz que liderar é a capacidade de influenciar e convencer pessoas.


Os requisitos da opinião

O ignorante tem opinião sobre tudo. O sábio, somente sobre o que ele conhece.


Entre a pandemia e o desemprego

A crise de saúde mundial provocada pelo novo coronavírus, agora assentada no Brasil, com um quadro de evolução severo, tem trazido pânico desmedido a toda população.


Enquanto uns choram, outros vendem lenços. Acima do preço.

“Vendedor acumula 17 mil garrafas de álcool em gel, mas não pode mais vendê-las”, diz a manchete do jornal.


O que podemos aprender com Tom Brady?

Qual o principal atributo de um verdadeiro líder?


Não façam o coronavírus de bandeira eleitoreira

A infestação de coronavírus e, principalmente, as mortes que dela poderão decorrer são os mais graves problemas hoje enfrentados pelo país e pelo mundo.


Coronavírus motiva famílias a buscarem imóveis fora das grandes cidades

O cenário atual tem feito com que a população mude drasticamente a sua maneira de viver.