Portal O Debate
Grupo WhatsApp

4 desafios do setor logístico em 2022

4 desafios do setor logístico em 2022

10/02/2022 Jarlon Nogueira

A Logística é a espinha dorsal de qualquer economia e a força motriz por trás de todos os setores, seja agricultura, manufatura ou serviços.

E o gerenciamento deste setor dentro de uma empresa está longe de ser fácil. As empresas devem encontrar maneiras de superar várias adversidades – muitas delas bem complexas.

Conheça, abaixo, alguns dos principais desafios quando o assunto é logística e como você pode lidar com eles de maneira eficaz:

1. Prazos de entrega

Quem compra os produtos da sua empresa espera recebê-los o quanto antes. O perfil do cliente final mudou, repassando essa urgência do recebimento para quem produz e/ou distribui. É preciso estar a caminho o quanto antes para chegar ao destino tão logo seja possível.

E, infelizmente, longos prazos de entrega podem expor seus produtos a atrasos ainda maiores. Com tantas etapas a serem cumpridas e grandes distâncias para as mercadorias viajarem, há muitas oportunidades para que as coisas deem errado.

Planejamento eficaz é a solução. Considere ter contratos de frete com transportadoras digitais, que têm um leque maior de possibilidades de frete em muitos lugares do Brasil para não perder oportunidades, principalmente nos aumentos repentinos na demanda.

2. Custos altos

Hoje em dia, os mercados são dinâmicos e os processos logísticos se tornaram mais longos e complexos.

É preciso pensar na contratação de pessoas, nos gastos com a compra e manutenção dos veículos, combustíveis e na gestão de toda a cadeia, como também a qualidade do serviço. Todos esses fatores têm um alto custo, pesando no orçamento das empresas. 

A saída pode ser terceirizar, principalmente os gastos com transporte. Confiar em uma transportadora digital que tenha experiência no modal rodoviário, colocando em prática os melhores processos e alta tecnologia. 

3. Furtos e roubos de carga

Os estados de São Paulo e Rio de Janeiro são responsáveis por 77% do total de furtos e roubos de cargas no Brasil.

Apenas nos cinco primeiros meses de 2021, mais de 5,6 mil crimes desse tipo aconteceram em todo o País. E em 2022 a segurança no frete continua sendo uma preocupação dos gestores logísticos.

A saída é contratar serviços apenas de transportadoras que assegurem não apenas o cavalo, mas também a carga do início ao fim da viagem.

E que também sejam rigorosas na seleção dos motoristas, realizando uma uma checagem minuciosa que leva em conta muito mais do que apenas antecedentes criminais, investigando até a sua situação financeira. Tudo para mitigar os riscos no transporte.

Outra parte importante é o gerenciamento de riscos, com a realização de um Plano de Gerenciamento de Riscos (PGR) que envolva, em cada viagem, toda a cadeia de suprimentos.

4. Falta de gestão

Mais do que nunca a gestão tem um papel estratégico no setor logístico das empresas. As organizações que ainda não investem maneiras de trazer mais inteligência na administração dos processos com certeza perderão muito em 2022.

A adoção de novas tecnologias que levem à transformação digital é mais que necessário - como também a escolha de parceiros que disponibilizem ferramentas inovadoras que ajudem a gestão. Um aplicativo, gestão automatizada dos fretes, Big Data e Inteligência Artificial são fundamentais.

Enfrentar os desafios também exigirá um novo olhar. Talvez seja hora de parar de pensar nos setor logístico como uma entidade rígida e linear e mais como um ecossistema que prospera  por meio da sua interconexão, dinamismo e comunicação constante.

As abordagens podem diferir dependendo das necessidades do seu negócio, mas uma conclusão parece certa: contar com novas tecnologias é a maneira mais eficaz de construir uma logística resiliente e eficaz.

* Jarlon Nogueira é CEO da AgregaLog – transportadora digital que oferece soluções inovadoras de logística de transporte para a indústria.

Para mais informações sobre logística clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Conecte Comunicação



Dia Bissexto

A cada quatro anos, a humanidade recebe um presente – um presente especial que não pode ser forjado, comprado, fabricado ou devolvido – o presente do tempo.

Autor: Júlia Roscoe


O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho


O suposto golpe. É preciso provas…

Somos contrários a toda e qualquer solução de força, especialmente ao rompimento da ordem constitucional e dos parâmetros da democracia.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Oportunidade de marketing ou marketing oportunista?

No carnaval de 2024, foi postada a notícia sobre o "Brahma Phone" onde serão distribuídas 800 unidades de celulares antigos para os participantes das festas de carnaval.

Autor: Patricia Punder