Portal O Debate
Grupo WhatsApp

5 passos para colocar as finanças em dia

5 passos para colocar as finanças em dia

21/06/2017 Dora Ramos

Com um pouco de disciplina, é possível colocar as finanças em dia.

A falta de planejamento financeiro pode trazer uma consequência desastrosa: as dívidas incontroláveis, que arruínam o orçamento e o bem-estar. Mas organizar as finanças pode se tornar uma tarefa simples, desde que haja um pouco de disciplina e dedicação.

A seguir, separei algumas estratégias que podem ajudar. Confira:

1. Encare os números

É impossível organizar o orçamento sem saber como você está gastando o seu dinheiro. Por isso, é muito importante manter um registro contínuo das despesas. Escolha o método com o qual você tem mais afinidade: pode ser uma planilha ou uma agenda ou um aplicativo de finanças, o importante é não se esquecer de manter os dados atualizados.

2. Identifique os supérfluos

Com as despesas registradas, é possível reconhecer os supérfluos e enxergar quanto do seu orçamento é comprometido com eles. Sabendo disso, avalie como cortá-los e destine o que for economizado para um fundo de emergência.

3. Evite parcelar

Os juros do cartão de crédito continuam altíssimos, mesmo depois da nova regra do rotativo. As anuidades e demais taxas também. Se você é daqueles que trabalham para pagar o cartão de crédito, considere a possibilidade de ir diminuindo aos poucos o valor da fatura até se tornar independente desse recurso. Pagando à vista, você ainda pode negociar um desconto nas compras.

4. Comece a poupar e fazer reservas

Todos nós estamos sujeitos a emergências que podem se tornar grandes despesas. Gastos médicos, reparos em casa e no automóvel são algumas das situações mais comuns, e precisamos estar preparados para não ter de recorrer ao cheque especial, cartões de crédito e empréstimos. Se estabelecer uma reserva for uma dificuldade para você, utilize alguns recursos como o depósito programado em poupança, oferecido pelos bancos. Assim, você guarda dinheiro “sem perceber”.

5. Procure opções de investimento

Muitas aplicações rendem mais do que a poupança e podem ser aliadas para quem quer administrar o dinheiro com inteligência. Se o seu perfil é mais conservador, investir em renda fixa é uma possibilidade. Para os que estão dispostos a correr riscos, vale pesquisar sobre ações. O importante é garantir que o seu dinheiro renda e, com ele, traga o que você planeja a curto, médio e longo prazo.

* Dora Ramos é contadora, orientadora financeira e diretora responsável pela Fharos Contabilidade & Gestão Empresarial, em São Paulo.



Aviso e anúncios nas redes sociais

Ao abrir, hoje, a minha rede social para ver as publicações de meus amigos, deparei, varado, com aviso, informando-me que certa matéria, colocada por mim, era parcialmente falsa.


Nexialista: o profissional plural do futuro ou de hoje?

Que o mercado de trabalho tem se transformado de forma cada vez mais acelerada, e o nível de exigência por profissionais talentosos é crescente dentro das empresas, todo mundo já sabe; não é verdade?


Onde a geração Z investe

O último Anuário de Retorno de Investimentos Globais do Credit Suisse, entre outras coisas, apresenta um raio-x de alternativas de financiamento para a Geração Z, aqueles que nasceram entre 1995 e 2000.


A CPI pariu um rato

Fosse hoje vivo, é o que Horácio, o pensador satírico romano diria sobre a CPI da Covid.


Como identificar um ingresso falso?

Com recorrência vemos reportagens abordando diferentes fraudes e golpes que aparecem no mercado.


A primeira visita de D. Pedro a Vítor Hugo

O livro: "Vitor Hugo chez lui", inclui a curiosa visita, realizada pelo Imperador, a 22 de Maio de 1877, ao célebre poeta.


São Frei Galvão, ‘Homem de paz e caridade’

A Igreja celebra, em 25 de outubro, a Festa de Santo Antônio de Sant’Anna Galvão, que na devoção popular é conhecido como “São Frei Galvão”.


CPI da Covid desviou-se e não sabe como terminar

Chegamos ao cume da montanha de inconveniências que povoam o cenário contemporâneo da política brasileira.


Sentimentos e emoções provocadas pela série “ROUND 6”

Nas últimas semanas estamos vivenciando uma série de críticas, comentários, “spoilers” e reflexões sobre a série sul-coreana de maior sucesso da plataforma Netflix: “Squid Game” ou “Round 6”.


Perdas e ganhos dos médicos “filhos” da pandemia

A maioria das situações com as quais nos deparamos na vida tem dois lados. Ou, até, mais de dois.


Defensoria Pública da União x Conselho Federal de Medicina

A Defensoria Pública da União (DPU) ajuizou Ação Civil Pública contra o Conselho Federal de Medicina (CFM), objetivando a condenação por danos morais coletivos no importe, pasmem senhores leitores, não inferior a R$ 60.000.000.00 (sessenta milhões de reais).


Diálogo em vez de justiça

Viver felizes para sempre parece ser um privilégio exclusivo dos casais formados nos contos de fadas.