Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A busca da felicidade

A busca da felicidade

17/07/2014 Daniela Gonçalves e Natália Araújo

Em maior ou menor medida todos buscam satisfação, bem-estar e contentamento, ou seja, felicidade.

Alguns autores diferenciam momentos de felicidade de um estado pleno de felicidade, no entanto estar sempre feliz é algo difícil de imaginar, não é? Vale a pena diferenciar felicidade de prazer. O prazer é uma sensação momentânea, que passa rápido, conquistado quando comemos uma boa comida, vemos um bom filme ou compramos um objeto de desejo.

A sensação de satisfação com a vida vai além disso, e envolve sentimentos de auto-estima, autoconfiança e responsabilidade que são construídos no dia-a-dia. A felicidade encontra-se nas pequenas realizações, assim o sujeito deve buscar comporta-se de maneira a produzir consequências reforçadoras. Ou seja, a pessoa deve procurar atividades e relações que a fazem sentir bem, por exemplo, sair com os amigos, fazer uma caminhada, estudar, ler um livro, planejar uma festa, entre outros.

Para tal, o primeiro passo é ter auto-conhecimento para saber o que realmente te faz feliz. Além disso, o sujeito deve identificar as contingências aversivas, ou seja, situações em que não se sente bem, e buscar formas de modificá-las. Isso é possível quando a pessoa sabe descrever bem o seu próprio comportamento e está disposto a mudar para conquistar consequências agradáveis para si mesmo. As consequências de um comportamento que para uma pessoa são agradáveis para outra podem não ser.

Pensando dessa forma, o conceito de felicidade pode variar de uma pessoa para outra. Estar com os familiares, por exemplo, pode ser muito agradável para uma pessoa, assim reunir a família pode fazer parte de uma vida feliz, mas isso não é uma regra. Algumas pessoas não tem boa relação com seus familiares e não buscam esse contato e isso não significa que ela não seja feliz.

Da mesma forma, contingências que podem ser consideradas aversivas para alguém, podem ser reforçadoras para outros, por exemplo, a ação de estudar. Nesse sentido, para “alcançar” a felicidade, precisamos identificar aquilo que nos sentimos bem fazendo, precisamos dar valor a nossas pequenas conquistas e às nossas atividades cotidianas. Não parece tão difícil, não é mesmo?

* Daniela Gonçalves e Natália Araújo, psicólogas da Link Psicologia.



Dia Bissexto

A cada quatro anos, a humanidade recebe um presente – um presente especial que não pode ser forjado, comprado, fabricado ou devolvido – o presente do tempo.

Autor: Júlia Roscoe


O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho


O suposto golpe. É preciso provas…

Somos contrários a toda e qualquer solução de força, especialmente ao rompimento da ordem constitucional e dos parâmetros da democracia.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Oportunidade de marketing ou marketing oportunista?

No carnaval de 2024, foi postada a notícia sobre o "Brahma Phone" onde serão distribuídas 800 unidades de celulares antigos para os participantes das festas de carnaval.

Autor: Patricia Punder