Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A chegada à escola: dicas de adaptação na Educação Infantil

A chegada à escola: dicas de adaptação na Educação Infantil

28/02/2015 Natália Cardenuto

Muitos pais, por diversos motivos, precisam colocar os filhos em creches logo nos primeiros meses de idade.

O certo é que, mais cedo ou mais tarde, acaba por chegar o dia em que os pequenos ingressam na escola. Quanto mais nova a criança, mais fácil e rápida é a sua adaptação. Os bebês não têm perfeita noção daquilo que os rodeia e conseguem se acostumar com mais facilidade a outras pessoas que não são de seu convívio.

Ao contrário dos pais que, por sua vez, ao separarem-se dos filhos ainda bebês, passam por um processo doloroso de adaptação. Mas quando as crianças vão para a Educação Infantil aos três ou quatro anos, é de se esperar delas alguma reação negativa. Estudos comprovam que a rejeição a um novo ambiente é mais comum nas crianças com mais de 18 meses, pois elas têm maior memorização, percepção da realidade que as cercam e apego às pessoas de sua convivência.

Deixar, pela primeira vez, um filho aos cuidados de pessoas desconhecidas é uma experiência difícil. E sabemos que, quanto menor a criança, maior a angústia dos pais. Apesar do sofrimento, é possível enfrentar esse período tão complicado. Veja algumas dicas:

- Escolha com cuidado - É importante que os pais sintam-se seguros, pois a confiança de que fizeram a melhor escolha será transmitida para seu filho. Antes de matriculá-lo, conheça mais de uma escola. Assim é mais fácil decidir.

- Mostre a escola para seu filho - Em caso de adaptação com bebês, deixe o pequeno sentado para que ele enxergue os demais à sua volta. Deitado, ele só verá o teto, o que torna mais demorado a adaptação ao novo ambiente e aos novos estímulos. Com as crianças acima de um ano, passeie pela escola e mostre que aquele ambiente será seguro e divertido.

- Participe - Se possível, deixe seu filho acostumar-se com a escola gradativamente. Uma sugestão é que no primeiro dia ele fique somente duas horas e aí vá aumentando o tempo dia após dia.

- Sempre diga a verdade - Não deixe a criança na escola dizendo que vai ao banheiro e já volta. No dia seguinte seu filho não acreditará em você.

- Cuidado com o que diz - Seu filho é esperto, mas nem por isso ele entende frases no sentido figurado. Portanto, ainda que esteja nervosa, policie-se para não dizer coisas como: “Você só me dá trabalho” ou “Você faz isso para me irritar”. Esse tipo de acusação leva a criança a se sentir culpada e, com o tempo, pode abalar sua autoestima.

- Mantenha a calma - Durante adaptação, as crianças apresentam comportamentos diferentes. Algumas choram; outras não. Como as crianças pequenas têm pouca ou nenhuma fala, o choro pode ser um protesto, uma forma de manifestar desejo de continuar no colo da mãe. Isso, no entanto, não significa que ela não vá se divertir na escola.

Lembre-se: Todos nós sobrevivemos à separação e ela é inevitável ao longo da vida. Frente a ela, só podemos nos agarrar à certeza de que, no caso da escola, é algo passageiro e o reencontro entre pais e filhos virá no final do dia.

*Natália Cardenuto é Analista de Produto na empresa Planneta; Pedagoga, pós graduada em psicopedagogia Clinica e Institucional, com larga experiência em trabalhos relacionados à pessoas com deficiência.



Trabalhadores de aplicativos: necessidades e vulnerabilidades diferentes

A tecnologia é uma realidade cotidiana irreversível. As plataformas, potencializadas pelos reflexos da pandemia da Covid-19, estão inseridas nas principais atividades da vida humana.

Autor: Ricardo Pereira de Freitas Guimarães


O que é direita? O que é esquerda?

O Brasil sofreu uma enorme polarização política nos últimos anos; mas afinal, o que é esquerda ou direita na política?

Autor: Leonardo de Moraes


Reparação mecânica e as tendências para 2024

No agitado mundo automotivo, as tendências e expectativas para 2024 prometem transformar o mercado de reparação de veículos.

Autor: Paulo Miranda


Política não evoluiu no período pós-redemocratização

O que preocupa é a impressão de que no Brasil não mais existem pessoas dedicadas, honestas e com boas intenções dispostas a entrar na política.

Autor: Luiz Carlos Borges da Silveira


Manifestação da paulista: exemplo de civilidade e democracia

Vivenciamos no último domingo, 25/02/2024, um dos maiores espetáculos da democracia.

Autor: Bady Curi Neto


Rio 459 anos: batalhas deram origem à capital carioca

Diversas lutas e conquistas deram origem à capital carioca. Começo pelo dia em que Estácio de Sá venceu uma grande batalha contra os nativos que viviam no território da atual cidade do Rio de Janeiro.

Autor: Víktor Waewell


Números da economia no governo Lula

Déficit de 231 bilhões de reais: um furo extraordinário.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


Lá vai Maria

Lata d’água na cabeça Lá vai Maria Lá vai Maria

Autor: Osvaldo Luiz Silva


O combate ao etarismo em favor da dignidade da pessoa idosa

É fundamental compreender que o envelhecimento é um processo natural e que todos nós, se tivermos a sorte de viver tempo suficiente, nos tornaremos idosos.

Autor: André Naves


Qual é o futuro do ser humano?

No planeta Terra a vida tem sido, em grande parte, moldada por materialistas que examinam a situação, planejam, estabelecem os objetivos e os põem em execução.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Liderança desengajada é obstáculo para uma gestão de mudanças eficaz

O mundo tem experimentado transformações como nunca antes, impulsionadas por inovações tecnológicas, crises econômicas e transições geracionais, dentre outros acontecimentos.

Autor: Francisco Loureiro


Neoindustrialização e a nova política industrial

Com uma indústria mais produtiva e competitiva, com equilíbrio fiscal, ganha o Brasil e a sociedade.

Autor: Gino Paulucci Jr.